Campeões do Brasileiro de Ginástica são definidos em MG

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/06/2019 às 23:00:00

 

O Campeonato Brasileiro CAIXA de Ginástica Trampolim por Idade, que aconteceu em Ouro Preto (MG) reuniu 120 atletas representando cinco clubes do Brasil. A CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) utilizou a disputa do torneio para fazer sua seletiva das equipes que disputarão as competições internacionais da modalidade na temporada. Primeiro, será o Sul-Americano, marcado para acontecer em Paipa, na Colômbia, de 3 a 9 de setembro. Na sequência, haverá o Campeonato Mundial Age Group de Tóquio (JAP) de 2 a 9 de dezembro.
Para Diego Satiro, coordenador do comitê técnico da Ginástica de Trampolim da CBG, o Brasileiro CAIXA teve um saldo extremamente positivo. "É uma competição muito importante, especialmente por reunir ginastas de várias gerações competindo ao mesmo tempo. Categorias de base ao lado atletas que participam de sul-americanos, pan-americanos etc. Esta troca de experiência é muito importante. Estamos percebendo um crescimento do nível técnico da Ginástica de Trampolim em todas as categorias. Não apenas no trampolim, que é olímpico, mas no trampolim sincronizado, no duplo mini e no tumbling", afirmou Diego, que no campeonato deste ano viu uma evolução nas categorias de base.
"A base está crescendo de uma forma considerável. Neste Brasileiro o maior número de participantes é na categoria pré-infantil. Isso é muito importante, pois estes são o futuro da Ginástica de Trampolim. O torneio também foi relevante por ser a seletiva do Sul-Americano e do Mundial. Fiquei muito satisfeito pelo nível técnico apresentado por todos os atletas", explicou o coordenador da CBG.

O Campeonato Brasileiro CAIXA de Ginástica Trampolim por Idade, que aconteceu em Ouro Preto (MG) reuniu 120 atletas representando cinco clubes do Brasil. A CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) utilizou a disputa do torneio para fazer sua seletiva das equipes que disputarão as competições internacionais da modalidade na temporada. Primeiro, será o Sul-Americano, marcado para acontecer em Paipa, na Colômbia, de 3 a 9 de setembro. Na sequência, haverá o Campeonato Mundial Age Group de Tóquio (JAP) de 2 a 9 de dezembro.
Para Diego Satiro, coordenador do comitê técnico da Ginástica de Trampolim da CBG, o Brasileiro CAIXA teve um saldo extremamente positivo. "É uma competição muito importante, especialmente por reunir ginastas de várias gerações competindo ao mesmo tempo. Categorias de base ao lado atletas que participam de sul-americanos, pan-americanos etc. Esta troca de experiência é muito importante. Estamos percebendo um crescimento do nível técnico da Ginástica de Trampolim em todas as categorias. Não apenas no trampolim, que é olímpico, mas no trampolim sincronizado, no duplo mini e no tumbling", afirmou Diego, que no campeonato deste ano viu uma evolução nas categorias de base.
"A base está crescendo de uma forma considerável. Neste Brasileiro o maior número de participantes é na categoria pré-infantil. Isso é muito importante, pois estes são o futuro da Ginástica de Trampolim. O torneio também foi relevante por ser a seletiva do Sul-Americano e do Mundial. Fiquei muito satisfeito pelo nível técnico apresentado por todos os atletas", explicou o coordenador da CBG.