Lançamento de selo oficial, marca início das festividades do Cinquentenário do Batistão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Autoridades que participaram da solenidade receberam um selo como recordação
Autoridades que participaram da solenidade receberam um selo como recordação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/06/2019 às 23:03:00

 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura/Superintendência de Esporte (Seduc), em parceria com os Correios, lançou na noite desta terça-feira (18), o selo oficial comemorativo aos 50 anos do Estádio Estadual Lourival Baptista, o Batistão. O evento aconteceu no auditório do Palácio-Museu Olímpio Campos, no Centro de Aracaju, e foi prestigiado por autoridades, dirigentes esportivos, ex-atletas, filatelistas, imprensa e desportistas em geral.
As autoridades presentes eram convocadas para a obliteração e recebiam um selo como lembrança, marcando assim a abertura das comemorações do cinquentenário da principal praça de esportes do estado de Sergipe.
A Superintendente Mariana Dantas classificou o lançamento como histórico, que marca e resgata a memória da principal praça de esportes. "Estudei, pesquisei e agora eu sei como o Batistão foi e é importante para o desenvolvimento do esporte sergipano. Essa solenidade marca em grande estilo, a abertura das festividades comemorativas do cinquentenário. Uma noite fantástica e o selo é uma forma de eternizar esse momento do cinquentenário do Batistão, que é um patrimônio do povo sergipano", disse a superintendente.
Mariana Dantas falou sobre as festividades da programação, que começou nesta terça 18 de junho, se desenrolará no segundo semestre, até o dia 8 julho de 2020, com seu ápice no dia 9 de julho de 2019. "A programação será intensa no dia 9 de julho. Teremos uma alvorada festiva, com queima de fogos, seguida de Missa em Ação de Graça, na Arena Batistão. Pela manhã, ainda na Arena Batistão será realizado um torneio de futebol, envolvendo crianças de nossas escolas de esportes. Na noite do dia 9 prestaremos uma homenagem aos cronistas esportivos e a jogadores, que fizeram parte do jogo inaugural do Batistão e personalidades que fazem parte da história do Batistão", adiantou Mariana Dantas.
O superintendente Regional dos Correios, Israel Bispo dos Santos, disse que como representante dos Correios, se sente honrado em eternizar a data. "Somos os responsáveis pela confecção do selo, que é uma homenagem e uma forma de eternizar a memória do Batistão. Participar desse evento é um motivo de orgulho e satisfação, para todos nós que fazemos os Correios", disse Israel Bispo.
O secretário Antônio Hora Filho, disse que o Batistão só lhe traz boas recordações. "É uma alegria imensa estarmos aqui, no início das comemorações dos 50 anos do Batistão. Essa praça de esportes só me traz boas recordações. Como árbitro de futebol, vivi grandes momentos. Aqui apitei o primeiro e último jogo da minha carreira. Assim, o Batistão e o árbitro Antônio Hora têm uma relação bem umbilical", concluiu o secretário. 
Fernando Oliveira, autor de um dos gols da Seleção Sergipana no jogo inaugural contra a Seleção Brasileira, aos 76 anos, disse que estava emocionado em participar daquela solenidade. "Realmente eu me emocionei ao receber o convite por hoje estou sendo lembrado. Aquele foi o meu último jogo". 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura/Superintendência de Esporte (Seduc), em parceria com os Correios, lançou na noite desta terça-feira (18), o selo oficial comemorativo aos 50 anos do Estádio Estadual Lourival Baptista, o Batistão. O evento aconteceu no auditório do Palácio-Museu Olímpio Campos, no Centro de Aracaju, e foi prestigiado por autoridades, dirigentes esportivos, ex-atletas, filatelistas, imprensa e desportistas em geral.
As autoridades presentes eram convocadas para a obliteração e recebiam um selo como lembrança, marcando assim a abertura das comemorações do cinquentenário da principal praça de esportes do estado de Sergipe.
A Superintendente Mariana Dantas classificou o lançamento como histórico, que marca e resgata a memória da principal praça de esportes. "Estudei, pesquisei e agora eu sei como o Batistão foi e é importante para o desenvolvimento do esporte sergipano. Essa solenidade marca em grande estilo, a abertura das festividades comemorativas do cinquentenário. Uma noite fantástica e o selo é uma forma de eternizar esse momento do cinquentenário do Batistão, que é um patrimônio do povo sergipano", disse a superintendente.
Mariana Dantas falou sobre as festividades da programação, que começou nesta terça 18 de junho, se desenrolará no segundo semestre, até o dia 8 julho de 2020, com seu ápice no dia 9 de julho de 2019. "A programação será intensa no dia 9 de julho. Teremos uma alvorada festiva, com queima de fogos, seguida de Missa em Ação de Graça, na Arena Batistão. Pela manhã, ainda na Arena Batistão será realizado um torneio de futebol, envolvendo crianças de nossas escolas de esportes. Na noite do dia 9 prestaremos uma homenagem aos cronistas esportivos e a jogadores, que fizeram parte do jogo inaugural do Batistão e personalidades que fazem parte da história do Batistão", adiantou Mariana Dantas.
O superintendente Regional dos Correios, Israel Bispo dos Santos, disse que como representante dos Correios, se sente honrado em eternizar a data. "Somos os responsáveis pela confecção do selo, que é uma homenagem e uma forma de eternizar a memória do Batistão. Participar desse evento é um motivo de orgulho e satisfação, para todos nós que fazemos os Correios", disse Israel Bispo.
O secretário Antônio Hora Filho, disse que o Batistão só lhe traz boas recordações. "É uma alegria imensa estarmos aqui, no início das comemorações dos 50 anos do Batistão. Essa praça de esportes só me traz boas recordações. Como árbitro de futebol, vivi grandes momentos. Aqui apitei o primeiro e último jogo da minha carreira. Assim, o Batistão e o árbitro Antônio Hora têm uma relação bem umbilical", concluiu o secretário. 
Fernando Oliveira, autor de um dos gols da Seleção Sergipana no jogo inaugural contra a Seleção Brasileira, aos 76 anos, disse que estava emocionado em participar daquela solenidade. "Realmente eu me emocionei ao receber o convite por hoje estou sendo lembrado. Aquele foi o meu último jogo".