Itabaiana treina para superar o ASA-AL

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/06/2019 às 23:05:00

 

O Itabaiana perdeu o 
jogo de ida para o  
ASA no último domingo por 2x0. No jogo de volta marcado para sábado à noite na cidade de Itabaiana, o time serrano terá que devolver o placar, para levar a decisão para os pênaltis. Se fizer uma diferença superior a dois gols o time serrano se classifica direto. "É uma situação muito difícil. Mas muito provável de ser realizada. O grupo está trabalhando com disposição. Se pudermos contar com a equipe completa a situação melhora", avaliou o treinador José Ferreira.
Os atletas Igor Alves e Jacobina já estão na fase de transição e possivelmente serão liberados para o treino desta quinta-feira. Se estiverem bem e nada sentirem, com certeza retornarão à equipe e darão um toque de mais força no meio de campo e velocidade no ataque. Os dois fizeram falta no jogo de domingo. "Com o time completo, com certeza temos condições de reverter a situação", comenta o treinador. 
Na serra muitos torcedores fazem questão de lembra 2017, no mata-mata com o Campinense-PB. O Itabaiana perdeu o jogo em Campina Grande por 2x0. Devolveu o placar no domingo seguinte no Etelvino Mendonça e ganhou a vaga na disputa de pênaltis. "Quem sabe se não podemos repetir essa história. Lá não soubemos fazer a diferença ", diz Ferreira. 
No jogo de domingo, o Tremendão dominou boa parte do confronto, teve mais posse de bola, chegou mais ao gol adversário, mas cometeu erros defensivos que custaram caro. Não foi uma tarde das mais felizes para o goleiro Weyde Andrade. No primeiro gol, ele saiu para pegar a bola e não a encontrou. Alef Manga se antecipou e marcou de cabeça. Na etapa complementar, ele estava adiantado quando Dinda acertou um belo chute de fora da área.
- Nosso time foi superior durante todo o jogo. Infelizmente, não soubemos fazer a diferença. Em dois lances de infelicidade nossa, sofremos os gols. Nós sabíamos que o time do ASA era muito forte nas jogadas aéreas e acabamos não tomando os cuidados necessários - finalizou o treinador.

O Itabaiana perdeu o  jogo de ida para o   ASA no último domingo por 2x0. No jogo de volta marcado para sábado à noite na cidade de Itabaiana, o time serrano terá que devolver o placar, para levar a decisão para os pênaltis. Se fizer uma diferença superior a dois gols o time serrano se classifica direto. "É uma situação muito difícil. Mas muito provável de ser realizada. O grupo está trabalhando com disposição. Se pudermos contar com a equipe completa a situação melhora", avaliou o treinador José Ferreira.
Os atletas Igor Alves e Jacobina já estão na fase de transição e possivelmente serão liberados para o treino desta quinta-feira. Se estiverem bem e nada sentirem, com certeza retornarão à equipe e darão um toque de mais força no meio de campo e velocidade no ataque. Os dois fizeram falta no jogo de domingo. "Com o time completo, com certeza temos condições de reverter a situação", comenta o treinador. 
Na serra muitos torcedores fazem questão de lembra 2017, no mata-mata com o Campinense-PB. O Itabaiana perdeu o jogo em Campina Grande por 2x0. Devolveu o placar no domingo seguinte no Etelvino Mendonça e ganhou a vaga na disputa de pênaltis. "Quem sabe se não podemos repetir essa história. Lá não soubemos fazer a diferença ", diz Ferreira. 
No jogo de domingo, o Tremendão dominou boa parte do confronto, teve mais posse de bola, chegou mais ao gol adversário, mas cometeu erros defensivos que custaram caro. Não foi uma tarde das mais felizes para o goleiro Weyde Andrade. No primeiro gol, ele saiu para pegar a bola e não a encontrou. Alef Manga se antecipou e marcou de cabeça. Na etapa complementar, ele estava adiantado quando Dinda acertou um belo chute de fora da área.
- Nosso time foi superior durante todo o jogo. Infelizmente, não soubemos fazer a diferença. Em dois lances de infelicidade nossa, sofremos os gols. Nós sabíamos que o time do ASA era muito forte nas jogadas aéreas e acabamos não tomando os cuidados necessários - finalizou o treinador.