Tricolores acreditam na classificação

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ausente do último jogo, Igor Alves tem presença assegurada na partida desta noite contra o ASA-AL, no Etelvino Mendonça
Ausente do último jogo, Igor Alves tem presença assegurada na partida desta noite contra o ASA-AL, no Etelvino Mendonça

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/06/2019 às 22:45:00

 

O Itabaiana precisa 
hoje contra o ASA-
AL, de uma vitória com diferença igual ou superior a dois gols para garantir a classificação. É uma tarefa difícil, mas não impossível, principalmente quando se sabe que o time serrano já passou por situação idêntica em 2017, contra o Campinense. Então a expectativa é que a história se repita.
Como perdeu o primeiro jogo por 2x0 domingo em Arapiraca, o Itabaiana precisa de pelo menos devolver o placar para levar a conquista da vaga para a disputa de pênaltis. Diferença superior a dois gols garante a classificação direta, mas vitória com diferença de um gol garante a vaga ao time de Alagoas. 
Mas além de ter trabalhado durante a semana com a expectativa de conquistar a vaga sem a disputa de pênaltis, o treinador Ferreira disse que se for para os pênaltis a equipe está preparada, pois treinou muito durante a semana. Essa foi uma semana de muito trabalho e ao final de cada treino começava uma sessão de cobranças de pênaltis, utilizando-se todos os jogadores. O resultado agradou ao treinador. "O time está pronto para brigar pela classificação, até mesmo nas disputas de pênaltis", garante o técnico Ferreira.
O retrospecto do Itabaiana em jogos dessa natureza é muito bom. E todos esperam que a história se repita. Em 2017, pelo Brasileiro da Série D, no dia 14 agosto, o Itabaiana levou 2x0 do Campinense em Campina Grande, dois gols de Negretti. No jogo de volta, em 22 de agosto, a situação era igual a de agora. Mas o Itabaiana se deu bem. Devolveu o placar no tempo normal e na disputa de pênaltis venceu por 4x3. Os gols foram marcados por Fabiano cobrando pênalti e Léo Paraíba no finalzinho aos 40 minutos fez o gol que levou a decisão para os pênaltis. O Itabaiana venceu por 4x3 e garantiu a histórica classificação. 
Igor Alves e Paulinho Macaíba são remanescentes daquela equipe e as duas testemunhas daquele jogo histórico para o time serrano. Os dois acreditam que a história se repita, mas admitem também que vai precisar de muito esforço e dedicação. Igor por sinal tem presença assegurada na equipe, depois de ficar afastado do primeiro jogo por contusão.
Em contrapartida, o volante Jacobina permanece no departamento médico com um desconforto muscular e dificilmente enfrenta o ASA. Ronald e Gaúcho disputam a vaga. Já o atacante Luiz Paulo é dúvida. Alan é o mais cotado para substitui-lo contra o alvinegro arapiraquense. O provável time do Itabaiana para o jogo de hoje contra o ASA-AL, pode ter esta formação: Andrade, Renato, Berto, Hugo, David; Daniel, Ronald (Gaúcho), Aurélio, Igor (Gaúcho); Luiz Paulo (Alan) e Ila. A partida acontece às 20h00 deste sábado no Etelvino Mendonça.

O Itabaiana precisa  hoje contra o ASA- AL, de uma vitória com diferença igual ou superior a dois gols para garantir a classificação. É uma tarefa difícil, mas não impossível, principalmente quando se sabe que o time serrano já passou por situação idêntica em 2017, contra o Campinense. Então a expectativa é que a história se repita.
Como perdeu o primeiro jogo por 2x0 domingo em Arapiraca, o Itabaiana precisa de pelo menos devolver o placar para levar a conquista da vaga para a disputa de pênaltis. Diferença superior a dois gols garante a classificação direta, mas vitória com diferença de um gol garante a vaga ao time de Alagoas. 
Mas além de ter trabalhado durante a semana com a expectativa de conquistar a vaga sem a disputa de pênaltis, o treinador Ferreira disse que se for para os pênaltis a equipe está preparada, pois treinou muito durante a semana. Essa foi uma semana de muito trabalho e ao final de cada treino começava uma sessão de cobranças de pênaltis, utilizando-se todos os jogadores. O resultado agradou ao treinador. "O time está pronto para brigar pela classificação, até mesmo nas disputas de pênaltis", garante o técnico Ferreira.
O retrospecto do Itabaiana em jogos dessa natureza é muito bom. E todos esperam que a história se repita. Em 2017, pelo Brasileiro da Série D, no dia 14 agosto, o Itabaiana levou 2x0 do Campinense em Campina Grande, dois gols de Negretti. No jogo de volta, em 22 de agosto, a situação era igual a de agora. Mas o Itabaiana se deu bem. Devolveu o placar no tempo normal e na disputa de pênaltis venceu por 4x3. Os gols foram marcados por Fabiano cobrando pênalti e Léo Paraíba no finalzinho aos 40 minutos fez o gol que levou a decisão para os pênaltis. O Itabaiana venceu por 4x3 e garantiu a histórica classificação. 
Igor Alves e Paulinho Macaíba são remanescentes daquela equipe e as duas testemunhas daquele jogo histórico para o time serrano. Os dois acreditam que a história se repita, mas admitem também que vai precisar de muito esforço e dedicação. Igor por sinal tem presença assegurada na equipe, depois de ficar afastado do primeiro jogo por contusão.
Em contrapartida, o volante Jacobina permanece no departamento médico com um desconforto muscular e dificilmente enfrenta o ASA. Ronald e Gaúcho disputam a vaga. Já o atacante Luiz Paulo é dúvida. Alan é o mais cotado para substitui-lo contra o alvinegro arapiraquense. O provável time do Itabaiana para o jogo de hoje contra o ASA-AL, pode ter esta formação: Andrade, Renato, Berto, Hugo, David; Daniel, Ronald (Gaúcho), Aurélio, Igor (Gaúcho); Luiz Paulo (Alan) e Ila. A partida acontece às 20h00 deste sábado no Etelvino Mendonça.