Irmãos suspeitos por morte de pastor se entregam à polícia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/06/2019 às 23:02:00

 

Os irmãos Eucleber de Sousa Santos, o "Buiu", e Euclides de Sousa Santos, o "Neném Cabeção", foram indiciados pela Polícia Civil como suspeitos da morte do pastor evangélico Edenilton Félix de Lima, 62 anos. Ele foi espancado e assassinado no povoado Pau Ferro, em Maruim, na noite do último dia 18. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os dois estavam foragidos e com mandado de prisão em aberto, mas entregaram-se na tarde desta quinta-feira, ao se apresentarem na Central de Flagrantes, no Santos Dumont (zona norte da capital).
O delegado Ataíde Alves, da Delegacia de Polícia Civil de Maruim, havia instaurado inquérito policial para apurar o homicídio. O idoso foi espancando e morto com pedradas na cabeça, sendo posteriormente identificado como pastor evangélico. A suspeita inicial da polícia é de que os acusados assassinaram a vítima por causa de uma suposta desavença. Os dois irmãos serão encaminhados ao Judiciário.

Os irmãos Eucleber de Sousa Santos, o "Buiu", e Euclides de Sousa Santos, o "Neném Cabeção", foram indiciados pela Polícia Civil como suspeitos da morte do pastor evangélico Edenilton Félix de Lima, 62 anos. Ele foi espancado e assassinado no povoado Pau Ferro, em Maruim, na noite do último dia 18. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os dois estavam foragidos e com mandado de prisão em aberto, mas entregaram-se na tarde desta quinta-feira, ao se apresentarem na Central de Flagrantes, no Santos Dumont (zona norte da capital).
O delegado Ataíde Alves, da Delegacia de Polícia Civil de Maruim, havia instaurado inquérito policial para apurar o homicídio. O idoso foi espancando e morto com pedradas na cabeça, sendo posteriormente identificado como pastor evangélico. A suspeita inicial da polícia é de que os acusados assassinaram a vítima por causa de uma suposta desavença. Os dois irmãos serão encaminhados ao Judiciário.