Nova operação começa nas rodovias que cortam o Estado

Cidades

 

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Militar e Civil se preparam para iniciar mais uma operação unificada em todos os municípios sergipanos. De acordo com o planejamento das corporações, a meta é fiscalizar até o próximo domingo, 30, mais de mil automóveis e identificar possíveis descumprimentos ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O combate ao comércio de entorpecentes, armas e condução automotiva após consumo de bebidas alcoólicas estão entre as prioridades. Neste período as fiscalizações ocorrem em todo o Brasil por meio de rondas ostensivas e blitzes. Assim como ocorreu na semana passada, o foco da Operação São Pedro está nos municípios com maior fluxo de forrozeiros.
Além de Aracaju e de Nossa Senhora do Socorro, na Região Metropolitana, as demais cidades que receberão reforços são: Capela, Areia Branca, Estância e Itaporanga d'Ajuda. Por meio de comunicado oficial os comandos reforçaram ainda que o objetivo consiste em coibir condutas criminosas e de imprudência no trânsito, que possam acarretar em acidentes ou agravar lesões, a exemplo de ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade, falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou dispositivos de retenção para crianças).
A fiscalização será intensificada também nos trechos considerados críticos que correspondem aos municípios de São Cristóvão, Maruim, Rosário do Catete, Itabaiana e Propriá. Estatísticas levantadas pela Polícia Rodoviária Federal, por exemplo, mostram que nessas regiões ocorrem os maiores índices de acidentes e de criminalidade no estado e necessitam de fiscalização reforçada pela PRF. Já sobre a popular Lei Seca a Polícia ressaltou que desde novembro de 2016, dirigir sob influência de álcool, conforme artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é uma infração gravíssima punida com suspensão do direito de dirigir por até doze meses e multa de R$2.934,70.
A mesma multa é aplicada ao condutor que se nega a se submeter aos testes. Nas rodovias estaduais a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), através do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), também promete intensificar as vistorias e minimizar os riscos de ações inconstitucionais. Além dos carros de passeio, a meta é abordar ônibus que realizam o transporte coletivo intermunicipal, caminhões e vans, além de motocicletas e veículos como quadriciclos, carrocinhas e demais peças acopladas. O balanço geral da Operação São Pedro será apresentado pelas corporações até a próxima segunda-feira, 01 de julho. (Milton Alves Júnior)

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Militar e Civil se preparam para iniciar mais uma operação unificada em todos os municípios sergipanos. De acordo com o planejamento das corporações, a meta é fiscalizar até o próximo domingo, 30, mais de mil automóveis e identificar possíveis descumprimentos ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O combate ao comércio de entorpecentes, armas e condução automotiva após consumo de bebidas alcoólicas estão entre as prioridades. Neste período as fiscalizações ocorrem em todo o Brasil por meio de rondas ostensivas e blitzes. Assim como ocorreu na semana passada, o foco da Operação São Pedro está nos municípios com maior fluxo de forrozeiros.
Além de Aracaju e de Nossa Senhora do Socorro, na Região Metropolitana, as demais cidades que receberão reforços são: Capela, Areia Branca, Estância e Itaporanga d'Ajuda. Por meio de comunicado oficial os comandos reforçaram ainda que o objetivo consiste em coibir condutas criminosas e de imprudência no trânsito, que possam acarretar em acidentes ou agravar lesões, a exemplo de ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade, falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou dispositivos de retenção para crianças).
A fiscalização será intensificada também nos trechos considerados críticos que correspondem aos municípios de São Cristóvão, Maruim, Rosário do Catete, Itabaiana e Propriá. Estatísticas levantadas pela Polícia Rodoviária Federal, por exemplo, mostram que nessas regiões ocorrem os maiores índices de acidentes e de criminalidade no estado e necessitam de fiscalização reforçada pela PRF. Já sobre a popular Lei Seca a Polícia ressaltou que desde novembro de 2016, dirigir sob influência de álcool, conforme artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é uma infração gravíssima punida com suspensão do direito de dirigir por até doze meses e multa de R$2.934,70.
A mesma multa é aplicada ao condutor que se nega a se submeter aos testes. Nas rodovias estaduais a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), através do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), também promete intensificar as vistorias e minimizar os riscos de ações inconstitucionais. Além dos carros de passeio, a meta é abordar ônibus que realizam o transporte coletivo intermunicipal, caminhões e vans, além de motocicletas e veículos como quadriciclos, carrocinhas e demais peças acopladas. O balanço geral da Operação São Pedro será apresentado pelas corporações até a próxima segunda-feira, 01 de julho. (Milton Alves Júnior)

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS