Duda e Ágatha estreiam hoje em mundial de Hamburgo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/06/2019 às 22:44:00

 

A principal competição do vôlei de praia em 2019 começa a partir desta sexta-feira (28.06), em Hamburgo (Alemanha), com todos os olhares voltados para a disputa envolvendo 96 times. O Campeonato Mundial, que acontece a cada dois anos, é o torneio que oferece a maior pontuação na corrida olímpica e terá a presença de oito duplas brasileiras, que buscam manter a hegemonia - o país é o maior vencedor do torneio. No nipe feminino, o Brasil será representado por Ágatha/Duda (PR/SE), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) defendem o Brasil.
Além da glória de anotar o nome no hall de vencedores do Campeonato Mundial, o torneio pode ser fundamental aos times brasileiros na disputa por uma vaga aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Enquanto uma etapa quatro estrelas rende 800 pontos aos campeões, na disputa em Hamburgo a primeira posição dará 1.000 pontos (veja a tabela de pontos em anexo).
No Circuito Mundial, os eventos são definidos pelo número de estrelas, indo de um até cinco. Mas na corrida olímpica brasileira, apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, são contabilizados, cada um com peso correspondente. Os times descartam as piores participações, fazendo uma média dos 10 melhores resultados.
A corrida olímpica que define as duplas brasileiras acontece em paralelo com a disputa para assegurar a vaga do país, que segue as regras da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). Cada nação pode ser representada por, no máximo, duas duplas em cada naipe.
O primeiro jogo de Duda e Ágatha será às 7h - horário de Brasília - contra as cubanas Leila e Maylen. No domingo, 30, elas enfrentarão as japonesas Ishii e Murakami; e no dia 1o de julho, as brasileiras irão encarar as chinesas Xia e Wang.

A principal competição do vôlei de praia em 2019 começa a partir desta sexta-feira (28.06), em Hamburgo (Alemanha), com todos os olhares voltados para a disputa envolvendo 96 times. O Campeonato Mundial, que acontece a cada dois anos, é o torneio que oferece a maior pontuação na corrida olímpica e terá a presença de oito duplas brasileiras, que buscam manter a hegemonia - o país é o maior vencedor do torneio. No nipe feminino, o Brasil será representado por Ágatha/Duda (PR/SE), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) defendem o Brasil.
Além da glória de anotar o nome no hall de vencedores do Campeonato Mundial, o torneio pode ser fundamental aos times brasileiros na disputa por uma vaga aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Enquanto uma etapa quatro estrelas rende 800 pontos aos campeões, na disputa em Hamburgo a primeira posição dará 1.000 pontos (veja a tabela de pontos em anexo).
No Circuito Mundial, os eventos são definidos pelo número de estrelas, indo de um até cinco. Mas na corrida olímpica brasileira, apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, são contabilizados, cada um com peso correspondente. Os times descartam as piores participações, fazendo uma média dos 10 melhores resultados.
A corrida olímpica que define as duplas brasileiras acontece em paralelo com a disputa para assegurar a vaga do país, que segue as regras da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). Cada nação pode ser representada por, no máximo, duas duplas em cada naipe.
O primeiro jogo de Duda e Ágatha será às 7h - horário de Brasília - contra as cubanas Leila e Maylen. No domingo, 30, elas enfrentarão as japonesas Ishii e Murakami; e no dia 1o de julho, as brasileiras irão encarar as chinesas Xia e Wang.