Agrese lança edital para analisar situação da Deso

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
DEPUTADO SUSPEITA DE TENTATIVA DE PRIVATIZAÇÃO
DEPUTADO SUSPEITA DE TENTATIVA DE PRIVATIZAÇÃO

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/07/2019 às 23:07:00

 

A edição do Diário Ofi-
cial do Estado publi-
cou na edição desta segunda-feira, 1º, o edital de chamamento público nº 06/2019, da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Agrese), para deflagrar um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a elaboração de estudos que demonstrem a viabilidade técnica, econômico-financeira e jurídica para estruturação dos serviços de fornecimento de água e esgotamento sanitário.
Para o deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, isso significa o primeiro passo para uma futura privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), órgão responsável pelo fornecimento de água no Estado. O parlamentar usou o pequeno expediente da sessão plenária desta segunda com o objetivo de chamar a atenção dos funcionários da empresa e toda a sociedade em geral para os riscos desta operação.
De acordo com o parlamentar, a PMI ressuscita um tema que parecia encerrado na gestão do ex-governador Jackson Barreto. "Quando foi anunciado um estudo desse tipo através do BNDES, alertamos sobre a possibilidade de uma futura privatização. A mobilização foi grande e Jackson voltou atrás. Agora, Belivaldo retorna com esse interesse. Precisamos ficar atentos", afirmou.
Também nesta segunda, os deputados votaram a aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), que servirá de molde para o orçamento do próximo ano. Georgeo destacou que nesta matéria o Governo sinaliza como meta a "delegação de serviços públicos". Para Georgeo esse é mais um sinal de que Belivaldo está se preparando para uma futura venda ou concessão.
 "O roteiro é simples: quando o estudo for feito, será apontada a necessidade de investimentos na Deso. O Estado dirá que não tem recursos para tal e então indicará que a solução será a privatização da empresa ou uma Parceria Público Privada (PPP). Por isso, precisamos ficar atentos, pois, se nada for feito, Belivaldo tomará uma decisão que contraria os interesses dos sergipanos", assegurou o deputado.

A edição do Diário Ofi- cial do Estado publi- cou na edição desta segunda-feira, 1º, o edital de chamamento público nº 06/2019, da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Agrese), para deflagrar um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a elaboração de estudos que demonstrem a viabilidade técnica, econômico-financeira e jurídica para estruturação dos serviços de fornecimento de água e esgotamento sanitário.
Para o deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, isso significa o primeiro passo para uma futura privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), órgão responsável pelo fornecimento de água no Estado. O parlamentar usou o pequeno expediente da sessão plenária desta segunda com o objetivo de chamar a atenção dos funcionários da empresa e toda a sociedade em geral para os riscos desta operação.
De acordo com o parlamentar, a PMI ressuscita um tema que parecia encerrado na gestão do ex-governador Jackson Barreto. "Quando foi anunciado um estudo desse tipo através do BNDES, alertamos sobre a possibilidade de uma futura privatização. A mobilização foi grande e Jackson voltou atrás. Agora, Belivaldo retorna com esse interesse. Precisamos ficar atentos", afirmou.
Também nesta segunda, os deputados votaram a aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), que servirá de molde para o orçamento do próximo ano. Georgeo destacou que nesta matéria o Governo sinaliza como meta a "delegação de serviços públicos". Para Georgeo esse é mais um sinal de que Belivaldo está se preparando para uma futura venda ou concessão.
 "O roteiro é simples: quando o estudo for feito, será apontada a necessidade de investimentos na Deso. O Estado dirá que não tem recursos para tal e então indicará que a solução será a privatização da empresa ou uma Parceria Público Privada (PPP). Por isso, precisamos ficar atentos, pois, se nada for feito, Belivaldo tomará uma decisão que contraria os interesses dos sergipanos", assegurou o deputado.