Ramalho temporariamente pendura a chuteira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/07/2019 às 22:30:00

 

Eliminado do Campeonato Brasileiro da Série D ainda na primeira fase, o Sergipe se prepara para a temporada de 2020, quando deverá disputar apenas o Campeonato Sergipano. Por isso, a diretoria do clube alvirrubro confirmou que o volante Ramalho é o novo coordenador técnico de futebol. Ele, porém, também seguirá atuando. Campeão brasileiro pelo São Paulo, Ramalho vira cartola temporariamente, mas segue atuando no Sergipe. 
Dessa forma, ele acumulará dois cargos no Gipão. Como cartola, o jogador de 39 anos terá a função de organizar a base, ajudando na transição aos profissionais, auxiliando a equipe profissional e buscando formar atletas, que atuem dentro de um padrão de jogo definido. Ele também poderá tentar firmar parcerias e colaborar em negociações de jogadores.
José Ramalho Carvalho de Freitas foi revelado pelo Santo André, pelo qual ganhou projeção no início da década passada. Afinal, em 2004, integrou o elenco que conquistou a Copa do Brasil. Ele ainda foi campeão brasileiro de 2006 com o São Paulo. Depois, rodou por clubes israelenses e atuou por Goiás, Atlético-GO, Criciúma, Rio Verde, Atlético Sorocaba, Santo André, São Caetano, Paulista e ASA. Chegou ao Sergipe em 2017 e, desde então, foram 73 partidas, um gol e o título Estadual de 2018.
A temporada de 2019 do Sergipe foi melancólica. No Estadual, sexta e última colocação do Hexagonal com apenas dois pontos. Freipaulistano, com nove e Itabaiana com oito, foram para a decisão. No Campeonato Brasileiro da Série D, terceira posição do Grupo A08, com cinco pontos em seis rodadas. Flu de Feira-BA, com 12, e Salgueiro-PE, com dez, avançaram ao mata-mata.

Eliminado do Campeonato Brasileiro da Série D ainda na primeira fase, o Sergipe se prepara para a temporada de 2020, quando deverá disputar apenas o Campeonato Sergipano. Por isso, a diretoria do clube alvirrubro confirmou que o volante Ramalho é o novo coordenador técnico de futebol. Ele, porém, também seguirá atuando. Campeão brasileiro pelo São Paulo, Ramalho vira cartola temporariamente, mas segue atuando no Sergipe. 
Dessa forma, ele acumulará dois cargos no Gipão. Como cartola, o jogador de 39 anos terá a função de organizar a base, ajudando na transição aos profissionais, auxiliando a equipe profissional e buscando formar atletas, que atuem dentro de um padrão de jogo definido. Ele também poderá tentar firmar parcerias e colaborar em negociações de jogadores.
José Ramalho Carvalho de Freitas foi revelado pelo Santo André, pelo qual ganhou projeção no início da década passada. Afinal, em 2004, integrou o elenco que conquistou a Copa do Brasil. Ele ainda foi campeão brasileiro de 2006 com o São Paulo. Depois, rodou por clubes israelenses e atuou por Goiás, Atlético-GO, Criciúma, Rio Verde, Atlético Sorocaba, Santo André, São Caetano, Paulista e ASA. Chegou ao Sergipe em 2017 e, desde então, foram 73 partidas, um gol e o título Estadual de 2018.
A temporada de 2019 do Sergipe foi melancólica. No Estadual, sexta e última colocação do Hexagonal com apenas dois pontos. Freipaulistano, com nove e Itabaiana com oito, foram para a decisão. No Campeonato Brasileiro da Série D, terceira posição do Grupo A08, com cinco pontos em seis rodadas. Flu de Feira-BA, com 12, e Salgueiro-PE, com dez, avançaram ao mata-mata.