Galeria de Arte Álvaro Santos sedia o III Festival de Aquarelas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/07/2019 às 22:43:00

 

Equipamento cultural gerenciado pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), a Galeria de Arte Álvaro Santos, localizada na praça Olímpio Campos, no Centro, recebe nesta sexta-feira, dia 5, o III Festival de Aquarelas: Traduzindo Sonhos. A exposição permanece em cartaz até 16 de agosto e apresenta ao público 61 obras de 31 artistas aquarelistas integrantes da Associação Brasileira de Aquarela (ABA) e da International Watercolor Society (IWS-Brazil).
A aquarela é uma técnica de pintura na qual os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água. Os suportes utilizados nos processos de criação são muito variados, embora os mais comuns sejam o tecido e o papel com elevada gramatura, caracterizado por ser mais espesso que os demais. O Festival de Aquarelas teve início, em 2016, na cidade de Salvador, com o objetivo de divulgar no Nordeste a técnica da aquarela e a sua importância nas artes plásticas, assim como a sua utilização nos trabalhos de arquitetura e design.
Segundo um dos idealizadores da mostra, Luiz Neto, poucos artistas no Norte/Nordeste davam importância a esta técnica. Valorizava-se nestas regiões o uso das técnicas de pintura em acrílica e óleo sobre tela. "No Sul do país e nos demais países do mundo, esta técnica se apresentava com muita eloquência fazendo ressurgir as grandes Bienais. Festivais e exposições exclusivamente de aquarelas, das quais a maioria destes artistas hoje expõem suas aquarelas neste festival, tem representado o Brasil na Itália, Hungria, no México, Guatemala, China, Paquistão, Índia, Emirados Árabes, Bolívia etc", explica Luiz Neto.
Os aquarelistas dessa edição são: Amarante, Ana Magalhães, Belkiss Nogueira, Cássio, Cláudia Simões, Fátima Lourenço, Fernando Simon, Gladys Maldaun, Godiva, Graciela All, HPessoa, Ivani Ranieri, Javier Zorrilla, Lilian Arbex, Lu BB, Luciana Casales, Luciana Jorge, Luiz Neto, Maria Inês Lukács, Marina Martinelli, Marta Spier, Neuza Nazar Perto, Pito Campos, Rosane Gauss, Rosemry Granata, Sami Caro, Silvana Pohl, Sônia Scalabrini, Sueli Martini, Teresa Elias, e Zilá Troper.

Equipamento cultural gerenciado pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), a Galeria de Arte Álvaro Santos, localizada na praça Olímpio Campos, no Centro, recebe nesta sexta-feira, dia 5, o III Festival de Aquarelas: Traduzindo Sonhos. A exposição permanece em cartaz até 16 de agosto e apresenta ao público 61 obras de 31 artistas aquarelistas integrantes da Associação Brasileira de Aquarela (ABA) e da International Watercolor Society (IWS-Brazil).
A aquarela é uma técnica de pintura na qual os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água. Os suportes utilizados nos processos de criação são muito variados, embora os mais comuns sejam o tecido e o papel com elevada gramatura, caracterizado por ser mais espesso que os demais. O Festival de Aquarelas teve início, em 2016, na cidade de Salvador, com o objetivo de divulgar no Nordeste a técnica da aquarela e a sua importância nas artes plásticas, assim como a sua utilização nos trabalhos de arquitetura e design.
Segundo um dos idealizadores da mostra, Luiz Neto, poucos artistas no Norte/Nordeste davam importância a esta técnica. Valorizava-se nestas regiões o uso das técnicas de pintura em acrílica e óleo sobre tela. "No Sul do país e nos demais países do mundo, esta técnica se apresentava com muita eloquência fazendo ressurgir as grandes Bienais. Festivais e exposições exclusivamente de aquarelas, das quais a maioria destes artistas hoje expõem suas aquarelas neste festival, tem representado o Brasil na Itália, Hungria, no México, Guatemala, China, Paquistão, Índia, Emirados Árabes, Bolívia etc", explica Luiz Neto.
Os aquarelistas dessa edição são: Amarante, Ana Magalhães, Belkiss Nogueira, Cássio, Cláudia Simões, Fátima Lourenço, Fernando Simon, Gladys Maldaun, Godiva, Graciela All, HPessoa, Ivani Ranieri, Javier Zorrilla, Lilian Arbex, Lu BB, Luciana Casales, Luciana Jorge, Luiz Neto, Maria Inês Lukács, Marina Martinelli, Marta Spier, Neuza Nazar Perto, Pito Campos, Rosane Gauss, Rosemry Granata, Sami Caro, Silvana Pohl, Sônia Scalabrini, Sueli Martini, Teresa Elias, e Zilá Troper.