Coopertalse oferece novos ônibus com maior acessibilidade

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O ACESSO DOS CADEIRANTES AOS ÔNIBUS É AUTOMÁTICO
O ACESSO DOS CADEIRANTES AOS ÔNIBUS É AUTOMÁTICO

Cadeirante testa sistema automatizado dos novos ônibus da Coopertalse
Cadeirante testa sistema automatizado dos novos ônibus da Coopertalse

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/07/2019 às 23:02:00

 

Milton Alves Júnior
Vinte e seis novos ôni-
bus adquiridos pela 
Cooperativa de Transporte Alternativo de Passageiros do Estado de Sergipe (Coopertalse) começam a circular em território sergipano já a partir desta semana. Em solenidade de entrega realizada na manhã de ontem na sede da cooperativa, em Aracaju, a direção administrativa enalteceu o respectivo compromisso com o novo modelo de acessibilidade destinado à cadeirantes, e destacou que todos os veículos possuem sistema automatizado. Um mecanismo operacional que aplica versatilidade aos passageiros com limitação motora no momento de entrar e sair dos ônibus. A proposta do grupo é continuar investindo em tecnologia e inclusão social.
Paralelo ao elevador destinado à cadeirantes, a presidente da Coopertalse, Karina Barbosa, informou que todos os veículos passam a contar com sistema de monitoramento interno que repassa informações em tempo real para a central de fiscalização instalada na sede da cooperativa. De acordo com a gestora, essas inovações aplicadas junto ao serviço oferecido ao cidadão passageiro, de forma geral, busca atender aos sucessivos pedidos dos próprios usuários, bem como adotar medidas combate à criminalidade apresentadas por órgãos de segurança pública. A perspectiva é que esse conjunto de modernizações ofereça mais segurança e qualidade nas acomodações dos consumidores. Não foi oficializado o valor do investimento.
"Ao longo dos últimos meses estávamos trabalhando intensamente e focados nessa missão de qualificar nosso sistema de monitoramento. Agora ficará mais fácil e rápido acionar agentes públicos de segurança em caso de ações provocadas por vândalos ou assaltantes. Esse recurso tecnológico não atende apenas aos nossos anseios, mas, principalmente, ao pedido dos próprios usuários do sistema", disse Karina. No que se refere à aquisição de ônibus com sistema integrado de acessibilidade, a presidente indicou que a missão da cooperativa ao longo dos seus 23 anos é proporcionar melhorias unilaterais e atender de forma satisfatória todos os passageiros que buscam um dos 75 pontos de embarque ou desembarque em Sergipe.
"Sergipe é modelo para o país. Desde 31 de maio de 1996, quando o nosso estado apresentou para a nação a primeira cooperativa de transporte alternativo a ser regulamentada, estamos buscando melhorias a cada novo ano. Proporcionar melhor acessibilidade aos que necessitam trata-se de uma atitude humana e compreensiva por parte dos gestores da Coopertalse. Hoje é mais um daqueles dias que ficará marcada na história da Cooperativa de Transporte Alternativo de Passageiros de Sergipe", comemorou. Essa busca pela melhoria continuada do sistema de gestão e do consecutivo serviço prestado aos cooperado também foi enfatizado pelo passageiro José Leonel Aquino.
Cadeirante, ele pediu que o exemplo apresentado pela cooperativa de Sergipe gere inspiração para outros seguimentos públicos e particulares, em especial, aos gestores que administram o sistema de transporte coletivo na região metropolitana de Aracaju. "Estamos vivenciando um dia incrível, de sucesso e gratidão, quando podemos perceber na prática que nossos pedidos se tornam realidade. Chega de sofrimento para subir ou descer dos ônibus. Fiz questão de vir conhecer esses veículos e fiquei abismado pela qualidade. Além do elevador para nós cadeirantes, alguns ônibus possuem até televisor para cada poltrona, estilo avião. Parabéns à Coopertalse. Que esse progresso seja um espelho para outros gestores de transporte de pessoas", disse.
Alese - No histórico da Coopertalse mostra que entre os anos de 1995 e 1996, o Governo do Estado de Sergipe vivenciou uma série de mobilizações orquestradas por proprietários de micro-ônibus, kombis e topics, os quais pleiteavam a regulamentação do sistema alternativo. Pressionado, o poder executivo deliberou que os deputados estaduais na época realizassem estudos de campo e julgassem procedente, ou improcedente, o pedido que vinha das ruas, em especial por parte de moradores dos municípios de: Nossa Senhora da Glória, Itabaiana, Monte Alegre e Porto da Folha. Presente na solenidade de ontem, Luciano Bispo, atual presidente da Assembleia Legislativa, reconheceu a importância do sistema destinado à milhares de sergipanos diariamente.
"Foi realmente um avanço sem tamanho. É realmente difícil de mensurar a representatividade positiva que a Coopertalse proporcionou ao povo sergipano. A gente percebe na prática que esse serviço apenas agregou avanços para todos os municípios e hoje estamos vivenciando mais uma página bonita dessa história. Eu, como sergipano do interior, sei que esses 26 ônibus chegam para melhorar ainda mais o dia-a-dia das pessoas", avaliou.

Milton Alves Júnior

Vinte e seis novos ôni- bus adquiridos pela  Cooperativa de Transporte Alternativo de Passageiros do Estado de Sergipe (Coopertalse) começam a circular em território sergipano já a partir desta semana. Em solenidade de entrega realizada na manhã de ontem na sede da cooperativa, em Aracaju, a direção administrativa enalteceu o respectivo compromisso com o novo modelo de acessibilidade destinado à cadeirantes, e destacou que todos os veículos possuem sistema automatizado. Um mecanismo operacional que aplica versatilidade aos passageiros com limitação motora no momento de entrar e sair dos ônibus. A proposta do grupo é continuar investindo em tecnologia e inclusão social.
Paralelo ao elevador destinado à cadeirantes, a presidente da Coopertalse, Karina Barbosa, informou que todos os veículos passam a contar com sistema de monitoramento interno que repassa informações em tempo real para a central de fiscalização instalada na sede da cooperativa. De acordo com a gestora, essas inovações aplicadas junto ao serviço oferecido ao cidadão passageiro, de forma geral, busca atender aos sucessivos pedidos dos próprios usuários, bem como adotar medidas combate à criminalidade apresentadas por órgãos de segurança pública. A perspectiva é que esse conjunto de modernizações ofereça mais segurança e qualidade nas acomodações dos consumidores. Não foi oficializado o valor do investimento.
"Ao longo dos últimos meses estávamos trabalhando intensamente e focados nessa missão de qualificar nosso sistema de monitoramento. Agora ficará mais fácil e rápido acionar agentes públicos de segurança em caso de ações provocadas por vândalos ou assaltantes. Esse recurso tecnológico não atende apenas aos nossos anseios, mas, principalmente, ao pedido dos próprios usuários do sistema", disse Karina. No que se refere à aquisição de ônibus com sistema integrado de acessibilidade, a presidente indicou que a missão da cooperativa ao longo dos seus 23 anos é proporcionar melhorias unilaterais e atender de forma satisfatória todos os passageiros que buscam um dos 75 pontos de embarque ou desembarque em Sergipe.
"Sergipe é modelo para o país. Desde 31 de maio de 1996, quando o nosso estado apresentou para a nação a primeira cooperativa de transporte alternativo a ser regulamentada, estamos buscando melhorias a cada novo ano. Proporcionar melhor acessibilidade aos que necessitam trata-se de uma atitude humana e compreensiva por parte dos gestores da Coopertalse. Hoje é mais um daqueles dias que ficará marcada na história da Cooperativa de Transporte Alternativo de Passageiros de Sergipe", comemorou. Essa busca pela melhoria continuada do sistema de gestão e do consecutivo serviço prestado aos cooperado também foi enfatizado pelo passageiro José Leonel Aquino.
Cadeirante, ele pediu que o exemplo apresentado pela cooperativa de Sergipe gere inspiração para outros seguimentos públicos e particulares, em especial, aos gestores que administram o sistema de transporte coletivo na região metropolitana de Aracaju. "Estamos vivenciando um dia incrível, de sucesso e gratidão, quando podemos perceber na prática que nossos pedidos se tornam realidade. Chega de sofrimento para subir ou descer dos ônibus. Fiz questão de vir conhecer esses veículos e fiquei abismado pela qualidade. Além do elevador para nós cadeirantes, alguns ônibus possuem até televisor para cada poltrona, estilo avião. Parabéns à Coopertalse. Que esse progresso seja um espelho para outros gestores de transporte de pessoas", disse.

Alese - No histórico da Coopertalse mostra que entre os anos de 1995 e 1996, o Governo do Estado de Sergipe vivenciou uma série de mobilizações orquestradas por proprietários de micro-ônibus, kombis e topics, os quais pleiteavam a regulamentação do sistema alternativo. Pressionado, o poder executivo deliberou que os deputados estaduais na época realizassem estudos de campo e julgassem procedente, ou improcedente, o pedido que vinha das ruas, em especial por parte de moradores dos municípios de: Nossa Senhora da Glória, Itabaiana, Monte Alegre e Porto da Folha. Presente na solenidade de ontem, Luciano Bispo, atual presidente da Assembleia Legislativa, reconheceu a importância do sistema destinado à milhares de sergipanos diariamente.
"Foi realmente um avanço sem tamanho. É realmente difícil de mensurar a representatividade positiva que a Coopertalse proporcionou ao povo sergipano. A gente percebe na prática que esse serviço apenas agregou avanços para todos os municípios e hoje estamos vivenciando mais uma página bonita dessa história. Eu, como sergipano do interior, sei que esses 26 ônibus chegam para melhorar ainda mais o dia-a-dia das pessoas", avaliou.