Vereador afastado por licença médica aparece em festa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/07/2019 às 23:07:00

 

Gabriel Damásio
Causou polêmica nas redes sociais e no meio político a divulgação de fotos do vereador licenciado de Aracaju Palhaço Soneca (Cidadania), no momento em que ele participava da Festa do Mastro, em Capela (Vale do Cotinguiba), uma das mais tradicionais festas populares de São Pedro. As imagens foram feitas no último domingo, enquanto ocorria o cortejo que levava o mastro de São Pedro até o centro da cidade. Soneca está afastado do cargo desde abril deste ano, quando fez uma cirurgia de emergência para a retirada de uma hérnia estrangulada, e foi substituído desde então pelo suplente do partido, o advogado Armando Batalha Júnior. 
Por determinação médica, o vereador tirou uma licença remunerada de 90 dias para tratamento de saúde - com salário mensal de R$ 18,9 mil - e outros 30 dias de licença não-remunerada por motivo de questões pessoais. No entanto, as fotos com Soneca sujo de lama e sorridente em meio à multidão que seguia o mastro em Capela despertaram criticas e questionamentos de muitos eleitores em redes sociais. Ao lado dele, também estava o presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Nitinho Vitale (PSD). Os parlamentares seguiam o cortejo do Mastro, que se estendeu por quatro quilômetros e era puxado pelo trio elétrico do cantor baiano Bell Marques. 
A repercussão do caso provocou o Conselho de Ética da CMA. Ontem, o vereador Lucas Aribé (PSB) integrante da comissão, informou que está analisando como tramitou o processo que autorizou a licença de Soneca, e, a partir desta análise, ele deve indicar as providências que disciplinares que serão tomadas. O mesmo está sendo feito pela Mesa Diretora da CMA, que ainda não definiu se irá ou não punir o parlamentar. 
O próprio diretório estadual do Cidadania encaminhou um ofício ao vereador, pedindo que ele esclareça o seu afastamento do mandato e a sua real condição de saúde. E no começo da tarde, o Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um procedimento para apurar a situação do vereador e verificar se ele praticou ou não algum ato de improbidade administrativa. Em nota, o vereador Palhaço Soneca disse que não cometeu qualquer irregularidade e está com a consciência tranquila. "A decisão de prestigiar o evento ocorreu no final da licença médica, que inicialmente prevê o afastamento dos trabalhos legislativos por 90 dias. Diz ainda que no momento se sente recuperado da cirurgia e com a consciência tranquila, pois a única coisa que fez foi descumprir uma orientação médica", diz a nota de Soneca. 

Gabriel Damásio

Causou polêmica nas redes sociais e no meio político a divulgação de fotos do vereador licenciado de Aracaju Palhaço Soneca (Cidadania), no momento em que ele participava da Festa do Mastro, em Capela (Vale do Cotinguiba), uma das mais tradicionais festas populares de São Pedro. As imagens foram feitas no último domingo, enquanto ocorria o cortejo que levava o mastro de São Pedro até o centro da cidade. Soneca está afastado do cargo desde abril deste ano, quando fez uma cirurgia de emergência para a retirada de uma hérnia estrangulada, e foi substituído desde então pelo suplente do partido, o advogado Armando Batalha Júnior. 
Por determinação médica, o vereador tirou uma licença remunerada de 90 dias para tratamento de saúde - com salário mensal de R$ 18,9 mil - e outros 30 dias de licença não-remunerada por motivo de questões pessoais. No entanto, as fotos com Soneca sujo de lama e sorridente em meio à multidão que seguia o mastro em Capela despertaram criticas e questionamentos de muitos eleitores em redes sociais. Ao lado dele, também estava o presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Nitinho Vitale (PSD). Os parlamentares seguiam o cortejo do Mastro, que se estendeu por quatro quilômetros e era puxado pelo trio elétrico do cantor baiano Bell Marques. 
A repercussão do caso provocou o Conselho de Ética da CMA. Ontem, o vereador Lucas Aribé (PSB) integrante da comissão, informou que está analisando como tramitou o processo que autorizou a licença de Soneca, e, a partir desta análise, ele deve indicar as providências que disciplinares que serão tomadas. O mesmo está sendo feito pela Mesa Diretora da CMA, que ainda não definiu se irá ou não punir o parlamentar. 
O próprio diretório estadual do Cidadania encaminhou um ofício ao vereador, pedindo que ele esclareça o seu afastamento do mandato e a sua real condição de saúde. E no começo da tarde, o Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um procedimento para apurar a situação do vereador e verificar se ele praticou ou não algum ato de improbidade administrativa. Em nota, o vereador Palhaço Soneca disse que não cometeu qualquer irregularidade e está com a consciência tranquila. "A decisão de prestigiar o evento ocorreu no final da licença médica, que inicialmente prevê o afastamento dos trabalhos legislativos por 90 dias. Diz ainda que no momento se sente recuperado da cirurgia e com a consciência tranquila, pois a única coisa que fez foi descumprir uma orientação médica", diz a nota de Soneca.