Adolescentes são suspeitos de homicídio em Itabaiana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/06/2012 às 15:38:00

Agentes da Delegacia Regional de Itabaiana (agreste do estado) apreenderam ontem dois adolescentes de 16 anos suspeitos de participação em um homicídio registrado no dia 7 de junho deste ano. A vítima foi identificada como Alisson Junior dos Santos Cordeiro. A apreensão foi resultado de uma investigação do Setor de Homicídios da unidade.
Um dos menores não assumiu sua participação. Já o outro jovem confessou a prática do delito e ressaltou que ambos haviam praticado o crime porque tomaram conhecimento de que Alisson planejava matá-los. O adolescente disse, ainda, que as armas de fogo encontradas em poder deles no dia 13 deste mês, teriam sido utilizadas para a prática do delito. "As armas de fogo e os projéteis encontrados no local do crime foram encaminhados à perícia para comparação balística", informou a delegada Viviane Jardim.

Outro suspeito - Em outro caso, soldados do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM), também em Itabaiana, prenderam, por volta das 6h30 de ontem, Esdras Menezes Silva, 23 anos, acusado de homicídio. Ele foi detido depois que o corpo de Claudiano da Hora Santos, o "Taí", 23, foi localizado em uma rodovia estadual próximo ao trevo de acesso ao município de Macambira.
Segundo vestígios encontrados no local da ocorrência, o suposto autor teria arrastado a vítima pela estrada por aproximadamente 20 metros. A vítima morava no povoado Cajueiro, município de Areia Branca, mas trabalhava em uma cerâmica em Campo do Brito. Seu corpo foi encontrado com perfurações de faca e marcas de pedradas.
A polícia foi comunicada do fato e por meio de conversas surgidas entre populares, os militares desconfiaram da ausência de Esdras, o único colega de trabalho da vítima que não compareceu ao local onde o corpo fora encontrado. De imediato, os policiais se dirigiram à cerâmica e lá encontraram o suspeito se preparando para iniciar a jornada diária, mesmo sem a presença dos demais companheiros de trabalho. Esdras foi detido e levado para a Delegacia de Campo do Brito.