Inventário Florestal em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/07/2019 às 14:31:00

 

Existe uma visão na Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO) de que a capacidade de uma nação inovar, atrair investimentos estrangeiros e desenvolver negócios valiosos oferecendo produtos e serviços que possam competir em escala global está intrinsecamente ligada à propriedade intelectual e ao seu ecossistema de inovação de apoio. 
Assim, políticas de propriedade intelectual adequadas, uma estrutura legal eficaz, infraestrutura operacional robusta e educação efetiva são elementos-chave desse ecossistema de inovação que leva a uma nação inovadora e competitiva.
A WIPO contribui para uma compreensão mais profunda do funcionamento de um ecossistema de inovação efetivo por meio de vários relatórios analíticos. 
A WIPO também oferece uma gama de serviços para ajudar as nações a construir esse ecossistema inovação. As estratégias nacionais de propriedade intelectual encorajam e facilitam a efetiva criação, desenvolvimento, gestão e proteção da propriedade intelectual em nível nacional. Isso fortalece a capacidade de um país de gerar ativos de propriedade intelectual economicamente valiosos. 
Um marco jurídico de propriedade intelectual bem desenvolvido é a base de um ecossistema de inovação eficaz. Não apenas isso, mas é a base de um ambiente favorável que incentiva empreendedores e empresas a investir no desenvolvimento de soluções para os desafios tecnológicos que a humanidade e os criadores enfrentam para desenvolver novas formas de expressão cultural.
Na economia global de inovação, a demanda por direitos de propriedade intelectual está aumentando rapidamente e se tornando mais complexa. A Inteligência Artificial tem potencial de revolucionar os serviços prestados pelos escritórios de propriedade intelectual em todo o mundo e ajudá-los a lidar com os desafios apresentados por essa demanda em evolução. 
A WIPO lidera e permite a cooperação entre os escritórios de propriedade intelectual nessa área e desenvolve ferramentas de inteligência artificial para auxiliar na administração de propriedade intelectual e na prestação de serviços.
Com isso, a inovação pode ser um tremendo catalisador para o crescimento econômico. Vê-se também que as patentes são críticas para a inovação sustentável e podem representar o primeiro passo para o estabelecimento de uma empresa bem-sucedida, além de abrir as portas para mais investimentos e oportunidades de negócios. O sistema de patentes deve ser o mais amplamente acessível possível. No entanto, os custos da obtenção de um advogado de patentes adequado são uma barreira para o uso mais amplo do sistema.

Saumíneo Nascimento

O Inventário Florestal Nacional - IFN foi realizado em Sergipe em parceria entre o Serviço Florestal Brasileiro e o governo estadual, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - Semarh e do Fundo Estadual de Recursos Hídricos - Funerh. Os recursos para a coleta de dados em campo foram oriundos do orçamento do governo estadual.

De acordo com o Serviço Florestal Brasileiro, o Inventário Florestal Nacional em Sergipe (IFN-SE) aponta que o estado apresenta pouca cobertura florestal, 13% do território é ocupado por florestas. Apesar disso, o levantamento mostra que nas florestas do estado ocorrem espécies ameaçadas da flora brasileira, de extrema importância para a conservação, assim como espécies de potencial econômico para o manejo florestal.

As informações foram levantadas em dois componentes: coleta de dados biofísicos e levantamento socioambiental. Saiba mais sobre a metodologia utilizada no IFN-SE. Juntamente com outros estudos recentes, como o Diagnóstico Florestal do estado e os dados do Cadastro Ambiental Rural, os resultados poderão subsidiar o planejamento de ações para a implementação da política florestal do estado.

As áreas de contato entre diferentes tipologias de vegetação predominam nas áreas classificadas como floresta, representando cerca de 37 % das áreas de florestas do estado (106 mil hectares).

No estado de Sergipe estão presentes os biomas Caatinga e Mata Atlântica. Deste modo, observa-se que a maior parte da área ocupada por florestas no estado compreende áreas de contato entre diferentes tipos de vegetação, sendo frequente principalmente o contato entre a Savana Estépica e a Floresta Estacional

De acordo com o mapeamento, os territórios do Alto Sertão Sergipano e Grande Aracaju se destacam pelas maiores proporções de suas áreas cobertas por florestas (18% e 17%, respectivamente), enquanto os territórios do Leste Sergipano, Médio Sertão Sergipano e Baixo São Francisco Sergipano apresentam as menores coberturas florestais (10%, 8% e 8% respectivamente).

Os municípios Areia Branca, Canindé de São Francisco, Santo Amaro das Brotas e Santa Luzia do Itanhy se destacaram pelas maiores proporções de seus territórios cobertos por florestas (42%, 28%, 27% e 25% respectivamente). Do total de 75 municípios, 36 apresentam baixíssima cobertura florestal, com menos de 10% de seus territórios cobertos por florestas.

Cerca de 36% das árvores medidas em áreas de floresta em Sergipe foram consideradas sadias. 48% apresentaram sinais iniciais de deterioração e 10% apresentaram comprometimento da sanidade pela presença de sinais avançados de deterioração. 6% das árvores encontravam-se mortas em pé.

Inovação para nações

Existe uma visão na Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO) de que a capacidade de uma nação inovar, atrair investimentos estrangeiros e desenvolver negócios valiosos oferecendo produtos e serviços que possam competir em escala global está intrinsecamente ligada à propriedade intelectual e ao seu ecossistema de inovação de apoio. 
Assim, políticas de propriedade intelectual adequadas, uma estrutura legal eficaz, infraestrutura operacional robusta e educação efetiva são elementos-chave desse ecossistema de inovação que leva a uma nação inovadora e competitiva.
A WIPO contribui para uma compreensão mais profunda do funcionamento de um ecossistema de inovação efetivo por meio de vários relatórios analíticos. 
A WIPO também oferece uma gama de serviços para ajudar as nações a construir esse ecossistema inovação. As estratégias nacionais de propriedade intelectual encorajam e facilitam a efetiva criação, desenvolvimento, gestão e proteção da propriedade intelectual em nível nacional. Isso fortalece a capacidade de um país de gerar ativos de propriedade intelectual economicamente valiosos. 
Um marco jurídico de propriedade intelectual bem desenvolvido é a base de um ecossistema de inovação eficaz. Não apenas isso, mas é a base de um ambiente favorável que incentiva empreendedores e empresas a investir no desenvolvimento de soluções para os desafios tecnológicos que a humanidade e os criadores enfrentam para desenvolver novas formas de expressão cultural.
Na economia global de inovação, a demanda por direitos de propriedade intelectual está aumentando rapidamente e se tornando mais complexa. A Inteligência Artificial tem potencial de revolucionar os serviços prestados pelos escritórios de propriedade intelectual em todo o mundo e ajudá-los a lidar com os desafios apresentados por essa demanda em evolução. 
A WIPO lidera e permite a cooperação entre os escritórios de propriedade intelectual nessa área e desenvolve ferramentas de inteligência artificial para auxiliar na administração de propriedade intelectual e na prestação de serviços.
Com isso, a inovação pode ser um tremendo catalisador para o crescimento econômico. Vê-se também que as patentes são críticas para a inovação sustentável e podem representar o primeiro passo para o estabelecimento de uma empresa bem-sucedida, além de abrir as portas para mais investimentos e oportunidades de negócios. O sistema de patentes deve ser o mais amplamente acessível possível. No entanto, os custos da obtenção de um advogado de patentes adequado são uma barreira para o uso mais amplo do sistema.