Região de Lagarto é contemplada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/07/2019 às 22:54:00

 

O PlanificaSUS, objetiva implantar a metodologia da planificação da atenção à saúde proposta pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), em regiões de saúde das 27 unidades federativas, fortalecendo o papel da Atenção Primária e a organização da Rede de Atenção como um todo. Pretende ainda apoiar técnicos gerenciais da SES e municipais no planejamento, organização e operacionalização de workshops, bem como na organização dos macroprocessos da Atenção Primária e da Ambulatorial Especializada. E a Rede de Atenção Materno Infantil (RAMI) foi priorizada para iniciar o Projeto PlanificaSUS Sergipe, diante dos indicadores dos últimos anos, e o compromisso da gestão estadual com a implantação da Rede. 
O diretor de Atenção Integral à Sáude, João dos Santos Lima Júnior falou sobre a escolha da região de Lagarto para a implantação do projeto. "A escolha da região foi técnica, dentro dos perfis apresentados pelo projeto PlanificaSUS, no qual buscou-se as informações de cada região de saúde aqui no estado.  A escolha técnica da região foi justificada pela cobertura de saúde da família, cobertura de saúde bucal, número de ambulatórios especializados na região, além do critério de maior desempate, de acordo com as regras do Hospital Albert Einstein, que foi a presença do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). A região de Lagarto foi a única região em que pelo menos todos os municípios apresentaram o  Nasf. Desta maneira, a Rede Materno Infantil foi a eleita como sinalizador para que a gente pudesse fazer uma intervenção no território. A organização do processo se dará na própria unidade de saúde, não só por conta da Rede Materno, mas em todos os processos de unidade básica de saúde", destacou. 
Durante a cerimônia de abertura do Workshop, o secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima, anunciou que Itabaiana será a segunda região sergipana a receber o PlanificaSUS.  "Portanto,vamos trabalhar as duas maiores regiões do Estado. Se conseguirmos avançar nessas duas regiões, pelo menos metade da população do estado será agraciada com os esses resultados", completou.

O PlanificaSUS, objetiva implantar a metodologia da planificação da atenção à saúde proposta pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), em regiões de saúde das 27 unidades federativas, fortalecendo o papel da Atenção Primária e a organização da Rede de Atenção como um todo. Pretende ainda apoiar técnicos gerenciais da SES e municipais no planejamento, organização e operacionalização de workshops, bem como na organização dos macroprocessos da Atenção Primária e da Ambulatorial Especializada. E a Rede de Atenção Materno Infantil (RAMI) foi priorizada para iniciar o Projeto PlanificaSUS Sergipe, diante dos indicadores dos últimos anos, e o compromisso da gestão estadual com a implantação da Rede. 
O diretor de Atenção Integral à Sáude, João dos Santos Lima Júnior falou sobre a escolha da região de Lagarto para a implantação do projeto. "A escolha da região foi técnica, dentro dos perfis apresentados pelo projeto PlanificaSUS, no qual buscou-se as informações de cada região de saúde aqui no estado.  A escolha técnica da região foi justificada pela cobertura de saúde da família, cobertura de saúde bucal, número de ambulatórios especializados na região, além do critério de maior desempate, de acordo com as regras do Hospital Albert Einstein, que foi a presença do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). A região de Lagarto foi a única região em que pelo menos todos os municípios apresentaram o  Nasf. Desta maneira, a Rede Materno Infantil foi a eleita como sinalizador para que a gente pudesse fazer uma intervenção no território. A organização do processo se dará na própria unidade de saúde, não só por conta da Rede Materno, mas em todos os processos de unidade básica de saúde", destacou. 
Durante a cerimônia de abertura do Workshop, o secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima, anunciou que Itabaiana será a segunda região sergipana a receber o PlanificaSUS.  "Portanto,vamos trabalhar as duas maiores regiões do Estado. Se conseguirmos avançar nessas duas regiões, pelo menos metade da população do estado será agraciada com os esses resultados", completou.