Edvaldo estabelece medidas preventivas a novas chuvas em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
ONTEM, EQUIPES DA PREFEITURA DE ARACAJU AINDA AJUDAVAM NA LIMPEZA DAS CASAS INVADIDAS PELA LAMA NO LARGO DA APARECIDA, NA JABOTIANA, DURANTE TEMPORAL DA SEMANA PASSADA
ONTEM, EQUIPES DA PREFEITURA DE ARACAJU AINDA AJUDAVAM NA LIMPEZA DAS CASAS INVADIDAS PELA LAMA NO LARGO DA APARECIDA, NA JABOTIANA, DURANTE TEMPORAL DA SEMANA PASSADA

Agentes da PMA ajudam na limpeza das casas invadidas pelas águas no Largo da Aparecida
Agentes da PMA ajudam na limpeza das casas invadidas pelas águas no Largo da Aparecida

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/07/2019 às 23:13:00

 

 O prefeito Edvaldo Nogueira iniciou a quinta-feira, em reunião com o Comitê de Gerenciamento de Crise para estabelecer as medidas preventivas à possibilidade de novas chuvas em Aracaju. De acordo com os centros meteorológicos, a capital sergipana terá precipitações pluviométricas de 150 mm nos próximos quatro dias, além de ventos fortes nas próximas 48 horas. Na semana passada, em apenas cinco dias, choveu 340 mm na cidade, o triplo do que estava previsto para o mês de julho.
"Convoquei o Comitê de Crise diante dos informes da previsão do tempo de que poderemos ter grandes precipitações de chuvas, superiores a 150 mm a partir desta quinta-feira, com 40 mm já entre hoje e amanhã. Estamos tomando todas as providências para que as equipes possam ficar de prontidão para atuar caso necessário. A cidade ainda está sob impacto dos 340 mm que caíram na semana passada, por isso estamos mais suscetíveis a novas chuvas. Mas temos um Plano de Contingência para ser colocado em prática neste momento e assim diminuir o impacto das consequências sobre a cidade", afirmou o prefeito.
"Vamos repetir - e aprimorar - as ações que já tomamos na semana passada, quando choveu muito na cidade. Estamos organizados preventivamente e faremos tudo o que for possível. Contamos com o apoio da comunidade para nos ajudar também neste momento", reiterou Edvaldo. Na semana passada, a Prefeitura atuou, de maneira intensa, em toda a cidade, com foco maior no bairro Jabotiana, o mais atingido pelas chuvas. Mais de 800 pessoas trabalharam prestando toda a assistência às famílias desabrigadas (mais de 200 pessoas), orientando o trânsito, desobstruindo áreas e deslocando pessoas em áreas alagadas.
Limpeza - Além da limpeza intensiva das vias públicas, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), continua realizando a limpeza de residências na região do Largo da Aparecida. A iniciativa faz parte da força-tarefa estabelecida pelo prefeito Edvaldo Nogueira, dentro do processo de recuperação da cidade após as chuvas.
Com a redução do volume das águas, as casas também ficaram cheias de lama e entulho. "Este é um momento em que as pessoas estão tentando resgatar a sua dignidade e moradia após muita dor e transtornos, no que se diz respeito a perda de seus móveis e eletrodomésticos. Por conta disso, a Prefeitura de Aracaju iniciou esse processo solidário de lavar também as residências dos moradores, não somente no Largo da Aparecida, mas em outras localidades, como os conjuntos JK, Sol Nascente e Santa Lúcia", afirma o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.

O prefeito Edvaldo Nogueira iniciou a quinta-feira, em reunião com o Comitê de Gerenciamento de Crise para estabelecer as medidas preventivas à possibilidade de novas chuvas em Aracaju. De acordo com os centros meteorológicos, a capital sergipana terá precipitações pluviométricas de 150 mm nos próximos quatro dias, além de ventos fortes nas próximas 48 horas. Na semana passada, em apenas cinco dias, choveu 340 mm na cidade, o triplo do que estava previsto para o mês de julho.
"Convoquei o Comitê de Crise diante dos informes da previsão do tempo de que poderemos ter grandes precipitações de chuvas, superiores a 150 mm a partir desta quinta-feira, com 40 mm já entre hoje e amanhã. Estamos tomando todas as providências para que as equipes possam ficar de prontidão para atuar caso necessário. A cidade ainda está sob impacto dos 340 mm que caíram na semana passada, por isso estamos mais suscetíveis a novas chuvas. Mas temos um Plano de Contingência para ser colocado em prática neste momento e assim diminuir o impacto das consequências sobre a cidade", afirmou o prefeito.
"Vamos repetir - e aprimorar - as ações que já tomamos na semana passada, quando choveu muito na cidade. Estamos organizados preventivamente e faremos tudo o que for possível. Contamos com o apoio da comunidade para nos ajudar também neste momento", reiterou Edvaldo. Na semana passada, a Prefeitura atuou, de maneira intensa, em toda a cidade, com foco maior no bairro Jabotiana, o mais atingido pelas chuvas. Mais de 800 pessoas trabalharam prestando toda a assistência às famílias desabrigadas (mais de 200 pessoas), orientando o trânsito, desobstruindo áreas e deslocando pessoas em áreas alagadas.

Limpeza - Além da limpeza intensiva das vias públicas, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), continua realizando a limpeza de residências na região do Largo da Aparecida. A iniciativa faz parte da força-tarefa estabelecida pelo prefeito Edvaldo Nogueira, dentro do processo de recuperação da cidade após as chuvas.
Com a redução do volume das águas, as casas também ficaram cheias de lama e entulho. "Este é um momento em que as pessoas estão tentando resgatar a sua dignidade e moradia após muita dor e transtornos, no que se diz respeito a perda de seus móveis e eletrodomésticos. Por conta disso, a Prefeitura de Aracaju iniciou esse processo solidário de lavar também as residências dos moradores, não somente no Largo da Aparecida, mas em outras localidades, como os conjuntos JK, Sol Nascente e Santa Lúcia", afirma o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.