Tempo no Estado vai continuar instável

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/07/2019 às 22:54:00

 

Milton Alves Júnior
Nova análise realiza
da pelo Instituto 
Nacional de Meteorologia (Inmet) e por profissionais do Centro de Meteorologia de Sergipe indica que o tempo instável na maioria das regiões do estado de Sergipe deve permanecer até a próxima segunda-feira, 22. Até lá a previsão é de chuvas constantes - apesar de menor intensidade se comparada com os registros da semana passada -, além de ventos que podem atingir a casa dos 60 km/h. A Marinha do Brasil chama a atenção dos pescadores e banhistas, e tem emitido sinais de alerta indicando possibilidade de ondas com até três metros de altura. Informações indicando indícios de tsunamis e furacões foram totalmente desmentidas pelo comando marítimo em Sergipe.
Essas informações também estão sendo compartilharas para a população. Mensagem através do Serviço de Alerta por SMS 40199, da Defesa Civil, busca deixar a comunidade atenta para possíveis ações intensificaras da natureza. Para ter acesso a esses alertas basta o cidadão acessar o campo de mensagens (SMS) do celular, e inserir no destinatário o número 40199. O serviço é gratuito. Em seguida, no corpo da mensagem, deverá ser colocado o CEP da região. Após enviar a mensagem o usuário receberá uma confirmação do cadastro. É possível cadastrar mais de um CEP. Mais informada, as famílias possuem condições de se preparar melhor para os temporais.
Números apresentados na manhã de ontem pelo secretário Geral de Governo, José Carlos Felizola, indicam que o estado de Sergipe possui hoje pelo menos 654 pessoas desabrigadas, 954 desalojadas, 223 casas danificadas e 78 casas destruídas. Além da zona Oeste de Aracaju - considerada uma das regiões mais afetadas pelo mal tempo deste mês de julho -, os municípios de São Cristóvão e Riachuelo também abrigam parte destes indicativos atualizados pelo Estado. Este último município, inclusive, recebeu do Governo Federal um repasse financeiro equivalente a 600 mil reais a serem utilizados exclusivamente com a assistência para com as pessoas que necessitaram deixar as respectivas casas.
Até a segunda-feira o Centro de Meteorologia de Sergipe aguarda efeitos da natureza as quais possam gerar precipitações de 30 mm à 45 mm por dia, o que pode resultar em um acumulado de 150 mm. Nos dez primeiros dias deste mês foram registrados 320 mm de volume de chuva em Sergipe. Índice três vezes superior ao previsto para todo o mês de julho. Com as novas pancadas de chuva, a perspectiva é que este início de inverno seja apontado como um dos mais intensos dos últimos 30 anos. Em virtude desse cenário, a Defesa Civil do estado e dos municípios, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Saúde, Departamento Estadual da Infraestrutura Rodoviária (DER), DESO e Samu estão mobilizados para atender chamadas emergenciais causadas pelas chuvas ou ventos.

Milton Alves Júnior

Nova análise realiza da pelo Instituto  Nacional de Meteorologia (Inmet) e por profissionais do Centro de Meteorologia de Sergipe indica que o tempo instável na maioria das regiões do estado de Sergipe deve permanecer até a próxima segunda-feira, 22. Até lá a previsão é de chuvas constantes - apesar de menor intensidade se comparada com os registros da semana passada -, além de ventos que podem atingir a casa dos 60 km/h. A Marinha do Brasil chama a atenção dos pescadores e banhistas, e tem emitido sinais de alerta indicando possibilidade de ondas com até três metros de altura. Informações indicando indícios de tsunamis e furacões foram totalmente desmentidas pelo comando marítimo em Sergipe.
Essas informações também estão sendo compartilharas para a população. Mensagem através do Serviço de Alerta por SMS 40199, da Defesa Civil, busca deixar a comunidade atenta para possíveis ações intensificaras da natureza. Para ter acesso a esses alertas basta o cidadão acessar o campo de mensagens (SMS) do celular, e inserir no destinatário o número 40199. O serviço é gratuito. Em seguida, no corpo da mensagem, deverá ser colocado o CEP da região. Após enviar a mensagem o usuário receberá uma confirmação do cadastro. É possível cadastrar mais de um CEP. Mais informada, as famílias possuem condições de se preparar melhor para os temporais.
Números apresentados na manhã de ontem pelo secretário Geral de Governo, José Carlos Felizola, indicam que o estado de Sergipe possui hoje pelo menos 654 pessoas desabrigadas, 954 desalojadas, 223 casas danificadas e 78 casas destruídas. Além da zona Oeste de Aracaju - considerada uma das regiões mais afetadas pelo mal tempo deste mês de julho -, os municípios de São Cristóvão e Riachuelo também abrigam parte destes indicativos atualizados pelo Estado. Este último município, inclusive, recebeu do Governo Federal um repasse financeiro equivalente a 600 mil reais a serem utilizados exclusivamente com a assistência para com as pessoas que necessitaram deixar as respectivas casas.
Até a segunda-feira o Centro de Meteorologia de Sergipe aguarda efeitos da natureza as quais possam gerar precipitações de 30 mm à 45 mm por dia, o que pode resultar em um acumulado de 150 mm. Nos dez primeiros dias deste mês foram registrados 320 mm de volume de chuva em Sergipe. Índice três vezes superior ao previsto para todo o mês de julho. Com as novas pancadas de chuva, a perspectiva é que este início de inverno seja apontado como um dos mais intensos dos últimos 30 anos. Em virtude desse cenário, a Defesa Civil do estado e dos municípios, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Saúde, Departamento Estadual da Infraestrutura Rodoviária (DER), DESO e Samu estão mobilizados para atender chamadas emergenciais causadas pelas chuvas ou ventos.