Pelotão Ambiental apreende aves silvestres na Grande Aracaju

Geral

 

A Polícia Militar, por meio do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), prendeu nesse final de semana duas pessoas e apreendeu diversos animais silvestres em Aracaju e região metropolitana.
No dia 20, em fiscalização de rotina no local conhecido como feira das trocas, no bairro Lamarão, zona Norte de Aracaju, a guarnição flagrou um homem de 43 anos, em posse de uma ave da espécie Azulão. Durante a abordagem, os policiais perceberam que o pássaro não possuía anilha, como manda a legislação ambiental.
No domingo, 21, a PM foi acionada pelo Ciosp para verificar a denúncia de que no Povoado Salinas, na cidade de Laranjeiras, dezenas de pessoas se reuniam em um sítio para exposição de pássaros. No local, a guarnição flagrou dezenas de pessoas e veículos que, ao perceber a presença da guarnição, abandonaram os animais e se evadiram em um matagal. Um homem foi detido e afirmou que, no sítio, estava acontecendo um torneio de canto da espécie Papa-capim. No total, 20 animais foram apreendidos nesta ação.
Em ambos os casos, os infratores assinaram termos circunstanciados no local e vão responder por crime ambiental previsto no artigo 29 da Lei 9.605 (Lei de Crimes Ambientais).

A Polícia Militar, por meio do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), prendeu nesse final de semana duas pessoas e apreendeu diversos animais silvestres em Aracaju e região metropolitana.
No dia 20, em fiscalização de rotina no local conhecido como feira das trocas, no bairro Lamarão, zona Norte de Aracaju, a guarnição flagrou um homem de 43 anos, em posse de uma ave da espécie Azulão. Durante a abordagem, os policiais perceberam que o pássaro não possuía anilha, como manda a legislação ambiental.
No domingo, 21, a PM foi acionada pelo Ciosp para verificar a denúncia de que no Povoado Salinas, na cidade de Laranjeiras, dezenas de pessoas se reuniam em um sítio para exposição de pássaros. No local, a guarnição flagrou dezenas de pessoas e veículos que, ao perceber a presença da guarnição, abandonaram os animais e se evadiram em um matagal. Um homem foi detido e afirmou que, no sítio, estava acontecendo um torneio de canto da espécie Papa-capim. No total, 20 animais foram apreendidos nesta ação.
Em ambos os casos, os infratores assinaram termos circunstanciados no local e vão responder por crime ambiental previsto no artigo 29 da Lei 9.605 (Lei de Crimes Ambientais).

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS