Acusado de matar a mulher no Rio é preso em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/07/2019 às 00:14:00

 

Uma equipe da 1ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu nesta terça-feira um suspeito foragido do Rio de Janeiro. O sergipano Erivaldo Rodrigues do Santos, 61, é acusado de um homicídio praticado em 2001. De acordo com SSP, o crime cometido pelo acusado aconteceu no estado do Rio, onde ele executou a tiros a ex-companheira. Logo após o crime, Erivaldo fugiu para Aracaju e passou a residir na capital.  
No último mês de maio, a Justiça do Rio de Janeiro encaminhou para Sergipe a solicitação de captura do foragido. Com isso, o DHPP passou a efetuar buscas por Erivaldo, conseguindo localizá-lo no bairro Olaria. O acusado permanecerá custodiado em Sergipe, até ser recambiado para o Rio de Janeiro.
O DHPP tem intensificado parcerias com outros estados no sentido de facilitar a elucidação dos crimes, facilitando a localização e prisão de infratores que tenham praticado crimes nas cidades sergipanas e que tenham fugido para outros pontos do território nacional, como também criminosos de outros estados que fogem para Sergipe. 

Uma equipe da 1ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu nesta terça-feira um suspeito foragido do Rio de Janeiro. O sergipano Erivaldo Rodrigues do Santos, 61, é acusado de um homicídio praticado em 2001. De acordo com SSP, o crime cometido pelo acusado aconteceu no estado do Rio, onde ele executou a tiros a ex-companheira. Logo após o crime, Erivaldo fugiu para Aracaju e passou a residir na capital.  
No último mês de maio, a Justiça do Rio de Janeiro encaminhou para Sergipe a solicitação de captura do foragido. Com isso, o DHPP passou a efetuar buscas por Erivaldo, conseguindo localizá-lo no bairro Olaria. O acusado permanecerá custodiado em Sergipe, até ser recambiado para o Rio de Janeiro.
O DHPP tem intensificado parcerias com outros estados no sentido de facilitar a elucidação dos crimes, facilitando a localização e prisão de infratores que tenham praticado crimes nas cidades sergipanas e que tenham fugido para outros pontos do território nacional, como também criminosos de outros estados que fogem para Sergipe.