Operação em Canindé tem um morto e sete presos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Os presos durante a operação em Canindé do São Francisco
Os presos durante a operação em Canindé do São Francisco

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/07/2019 às 00:17:00

 

Gabriel Damásio
Sete pessoas foram 
presas em uma ope
ração conjunta das polícias Civil e Militar, deflagrada na madrugada de ontem em Canindé do São Francisco (Sertão). A chamada 'Operação Olaria' mobilizou 50 policiais para cumprir um total de 13 mandados de prisão e outros quatro de busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento em crimes de tráfico de drogas, homicídio e latrocínio praticados em cidades da região. As prisões aconteceram principalmente nos bairros Torre e Olaria, em Canindé, onde se concentraram as buscas. 
Dos presos, quatro são acusados por tentativa de homicídio: Alan Santos Lima, 26 anos, Carlos Eduardo Cavalcante Santos, 18, Raelvis Pereira Filho e Rian Henrique Silva. O quinto preso, José Pedro da Silva, o "Pitchu", 25, responde pelo crime de homicídio. O sexto, Tarcísio de Brito, 21, é acusado por roubo majorado. E o sétimo, Gildomar Silva de Souza, 27, foi detido em flagrante por tráfico de drogas.
A operação foi um desdobramento de um confronto ocorrido na tarde de terça-feira, quando policiais da Delegacia de Canindé e do 4° Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) trocaram tiros com um suspeito que foi abordado na SE-206, entre Canindé e Poço Redondo.  Wellington Vieira Almeida do Nascimento, o 'Galeguinho de Marcelo Cão', que reagiu à abordagem e acabou morrendo no confronto, era apontado nas investigações como um dos principais membros do grupo criminoso. "Nossa equipe recebeu a informação de que um dos líderes da organização, o 'Galeguinho', estava se deslocando para fazer uma entrega de drogas em Poço Redondo", disse o delegado Fábio Santana, responsável pela operação. 
Outras buscas foram realizadas ao longo do dia, em busca do cumprimento de outros seis mandados de prisão. O tenente-coronel Ianderson Coutinho, comandante do 4º BPM, destacou que o principal objetivo da operação foi o combate à criminalidade na região. "Cumprimos vários mandados de prisão e apreendemos uma quantidade de drogas aqui no município. Isso faz parte de uma série de operações que nós desencadeamos junto com a nossa coirmã, a Polícia Civil, no intuito de diminuir a criminalidade no Sertão sergipano", complementou.
Além da Delegacia de Canindé e do 4º BPM, houve a participação de equipes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), da Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac) e do Comando de Policiamento Militar do Interior (CPMI). 

Gabriel Damásio

Sete pessoas foram  presas em uma ope ração conjunta das polícias Civil e Militar, deflagrada na madrugada de ontem em Canindé do São Francisco (Sertão). A chamada 'Operação Olaria' mobilizou 50 policiais para cumprir um total de 13 mandados de prisão e outros quatro de busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento em crimes de tráfico de drogas, homicídio e latrocínio praticados em cidades da região. As prisões aconteceram principalmente nos bairros Torre e Olaria, em Canindé, onde se concentraram as buscas. 
Dos presos, quatro são acusados por tentativa de homicídio: Alan Santos Lima, 26 anos, Carlos Eduardo Cavalcante Santos, 18, Raelvis Pereira Filho e Rian Henrique Silva. O quinto preso, José Pedro da Silva, o "Pitchu", 25, responde pelo crime de homicídio. O sexto, Tarcísio de Brito, 21, é acusado por roubo majorado. E o sétimo, Gildomar Silva de Souza, 27, foi detido em flagrante por tráfico de drogas.
A operação foi um desdobramento de um confronto ocorrido na tarde de terça-feira, quando policiais da Delegacia de Canindé e do 4° Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) trocaram tiros com um suspeito que foi abordado na SE-206, entre Canindé e Poço Redondo.  Wellington Vieira Almeida do Nascimento, o 'Galeguinho de Marcelo Cão', que reagiu à abordagem e acabou morrendo no confronto, era apontado nas investigações como um dos principais membros do grupo criminoso. "Nossa equipe recebeu a informação de que um dos líderes da organização, o 'Galeguinho', estava se deslocando para fazer uma entrega de drogas em Poço Redondo", disse o delegado Fábio Santana, responsável pela operação. 
Outras buscas foram realizadas ao longo do dia, em busca do cumprimento de outros seis mandados de prisão. O tenente-coronel Ianderson Coutinho, comandante do 4º BPM, destacou que o principal objetivo da operação foi o combate à criminalidade na região. "Cumprimos vários mandados de prisão e apreendemos uma quantidade de drogas aqui no município. Isso faz parte de uma série de operações que nós desencadeamos junto com a nossa coirmã, a Polícia Civil, no intuito de diminuir a criminalidade no Sertão sergipano", complementou.
Além da Delegacia de Canindé e do 4º BPM, houve a participação de equipes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), da Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac) e do Comando de Policiamento Militar do Interior (CPMI).