DHPP prende envolvido em homicídio na Zona de Expansão

Cidades

 

Equipes da 1ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o apoio dos policiais da Delegacia Regional de Lagarto, deram cumprimento anteontem ao mandado de prisão preventiva decretado pela 8ª Vara Criminal de Aracaju contra Geovane de Jesus Santos, o 'Neguinho da Suíça'.
A prisão de Geovane foi resultado de investigações desencadeadas do inquérito policial que apurou homicídio praticado em 23 de março de 2019, no povoado Areia Branca, na Zona de Expansão de Aracaju, quando Paulo Rogério Dias da Silva, o 'Galego', foi morto a pedradas, pauladas e golpes de facão.
Geovane estava foragido e foi preso na manhã de quarta-feira, no povoado Olhos D'Água, na cidade de Lagarto, local onde estava escondido logo após ter cometido o crime. Ao ser interrogado confessou o crime, assim como confirmou a participação dos comparsas George Wagner dos Santos e Andrean da Hora Andrade, o 'Gostosinho', que já encontram-se presos.
A Polícia Civil destaca a importância da colaboração da sociedade com o trabalho de investigação dos agentes, e pede que continuem repassando informações importantes para elucidação desse crime e localização dos investigados, bem como de outros casos através do Disque-Denúncia, número 181. O sigilo é garantido. 

Equipes da 1ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o apoio dos policiais da Delegacia Regional de Lagarto, deram cumprimento anteontem ao mandado de prisão preventiva decretado pela 8ª Vara Criminal de Aracaju contra Geovane de Jesus Santos, o 'Neguinho da Suíça'.
A prisão de Geovane foi resultado de investigações desencadeadas do inquérito policial que apurou homicídio praticado em 23 de março de 2019, no povoado Areia Branca, na Zona de Expansão de Aracaju, quando Paulo Rogério Dias da Silva, o 'Galego', foi morto a pedradas, pauladas e golpes de facão.
Geovane estava foragido e foi preso na manhã de quarta-feira, no povoado Olhos D'Água, na cidade de Lagarto, local onde estava escondido logo após ter cometido o crime. Ao ser interrogado confessou o crime, assim como confirmou a participação dos comparsas George Wagner dos Santos e Andrean da Hora Andrade, o 'Gostosinho', que já encontram-se presos.
A Polícia Civil destaca a importância da colaboração da sociedade com o trabalho de investigação dos agentes, e pede que continuem repassando informações importantes para elucidação desse crime e localização dos investigados, bem como de outros casos através do Disque-Denúncia, número 181. O sigilo é garantido. 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS