Prefeitura retoma as aulas na Emef José Airton de Andrade, no Largo da Aparecida

Geral


  • A CHEGADA DOS ALUNOS À ESCOLA

 

As aulas da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Airton de Andrade retornaram nesta quinta-feira (25), para o prédio da instituição, localizado no Largo da Aparecida, bairro Jabotiana. Há duas semanas, os estudantes foram transferidos para outra unidade de ensino da rede municipal porque o prédio serviu como local de acolhimento para 15 famílias da localidade que precisaram deixar suas casas devido a alagamentos provocados pela chuva e pelo transbordo do rio Poxim. A medida da Prefeitura de Aracaju teve como objetivo garantir a continuidade do ensino para os cerca de 100 alunos matriculados na Emef. 
Enquanto o prédio da escola permaneceu abrigando as famílias, as aulas aconteceram nas instalações da Emef Presidente Tancredo Neves, no bairro Ponto Novo. "Com esta iniciativa,  garantimos os 200 dias letivos de aulas para os estudantes, que é um direito deles. Nós estamos próximos à última avaliação do primeiro semestre, antes do recesso escolar, e essa descontinuidade do ensino traria prejuízos à aprendizagem das nossas crianças. Por isso, além de providenciar instalações adequadas para a continuidade das aulas, também disponibilizamos um ônibus para o transporte dos alunos", destaca a secretária municipal da Educação, Maria Cecília Leite. 
Durante os 10 dias de aula na Emef Presidente Tancredo Neves, um ônibus disponibilizado pela Secretaria Municipal da Educação (Semed) realizou o transporte dos alunos, saindo do Largo da Aparecida às 6h30, para os estudantes do turno da manhã; e às 12h30, para os alunos do turno da tarde. Para o acolhimento das famílias, foram disponibilizadas três salas de aula e dois banheiros. A diretora da Emef José Airton de Andrade, Maria Vilma Lima, explica que, das cerca de 75 pessoas que foram acolhidas no prédio da instituição, grande parte era de familiares dos próprios alunos.
"A nossa escola foi entregue reformada há menos de dois meses, e tanto os pais quanto os alunos já têm essa sensação de pertencimento, então, no tempo que passaram abrigados aqui, eles conservaram a estrutura e a limpeza do prédio e estamos, hoje, retornando as aulas aqui e encontramos a escola do mesmo jeito que deixamos", afirma a diretora Maria Vilma Lima. Ainda segundo a gestora escolar, a transferência das aulas não acarretou prejuízo ao andamento do processo de ensino aprendizagem. "A Emef Tancredo Neves nos acolheu muito bem e conseguimos dar continuidade ao nosso planejamento de aulas. Foi muito importante não termos parado as atividades, porque uma dos nossos maiores compromissos é com o estímulo à Educação, tanto para os alunos, quanto para as suas famílias", conclui Maria Vilma.

As aulas da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Airton de Andrade retornaram nesta quinta-feira (25), para o prédio da instituição, localizado no Largo da Aparecida, bairro Jabotiana. Há duas semanas, os estudantes foram transferidos para outra unidade de ensino da rede municipal porque o prédio serviu como local de acolhimento para 15 famílias da localidade que precisaram deixar suas casas devido a alagamentos provocados pela chuva e pelo transbordo do rio Poxim. A medida da Prefeitura de Aracaju teve como objetivo garantir a continuidade do ensino para os cerca de 100 alunos matriculados na Emef. 
Enquanto o prédio da escola permaneceu abrigando as famílias, as aulas aconteceram nas instalações da Emef Presidente Tancredo Neves, no bairro Ponto Novo. "Com esta iniciativa,  garantimos os 200 dias letivos de aulas para os estudantes, que é um direito deles. Nós estamos próximos à última avaliação do primeiro semestre, antes do recesso escolar, e essa descontinuidade do ensino traria prejuízos à aprendizagem das nossas crianças. Por isso, além de providenciar instalações adequadas para a continuidade das aulas, também disponibilizamos um ônibus para o transporte dos alunos", destaca a secretária municipal da Educação, Maria Cecília Leite. 
Durante os 10 dias de aula na Emef Presidente Tancredo Neves, um ônibus disponibilizado pela Secretaria Municipal da Educação (Semed) realizou o transporte dos alunos, saindo do Largo da Aparecida às 6h30, para os estudantes do turno da manhã; e às 12h30, para os alunos do turno da tarde. Para o acolhimento das famílias, foram disponibilizadas três salas de aula e dois banheiros. A diretora da Emef José Airton de Andrade, Maria Vilma Lima, explica que, das cerca de 75 pessoas que foram acolhidas no prédio da instituição, grande parte era de familiares dos próprios alunos.
"A nossa escola foi entregue reformada há menos de dois meses, e tanto os pais quanto os alunos já têm essa sensação de pertencimento, então, no tempo que passaram abrigados aqui, eles conservaram a estrutura e a limpeza do prédio e estamos, hoje, retornando as aulas aqui e encontramos a escola do mesmo jeito que deixamos", afirma a diretora Maria Vilma Lima. Ainda segundo a gestora escolar, a transferência das aulas não acarretou prejuízo ao andamento do processo de ensino aprendizagem. "A Emef Tancredo Neves nos acolheu muito bem e conseguimos dar continuidade ao nosso planejamento de aulas. Foi muito importante não termos parado as atividades, porque uma dos nossos maiores compromissos é com o estímulo à Educação, tanto para os alunos, quanto para as suas famílias", conclui Maria Vilma.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS