Defesa Civil Estadual emite relatório técnico sobre quadras escolares de Estância

Geral


  • Após vistoria, Depec afirma, em Relatório Técnico final, que não há instabilidade, mas recomenda conclusão das obras

 

Após a vistoria feita nos canteiros de obras de quadras poliesportivas nas escolas municipais Maria Isabel Carvalho Nabuco D'ávila e Zarria Gabriel Jasmim, em Estância, no último dia 7 de junho, o Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil - Depec emitiu relatório final, indicando não haver instabilidade nas estruturas metálicas já executadas.
A equipe de engenharia da Defesa Civil recomenda, contudo, a contratação de uma avaliação técnica de projeto (ATP) para verificar os materiais utilizados e concluir, com exatidão, a necessidade do emprego de elementos adicionais ao projeto original. Na vistoria, realizada em parceria com a Defesa Civil Municipal, o engenheiro civil da Depec, José Roberto de Oliveira afirmou que, visualmente, não foram identificados deslocamentos na estrutura.
"Porém, não detectamos, nem na obra nem no projeto, os elementos de contraventamentos do tipo 'mão francesa' entre as terças e os arcos - que seriam importantes para melhorar a estabilidade longitudinal da estrutura. Para uma avaliação conclusiva das estruturas parcialmente executadas, é importante a contratação de uma avaliação técnica de projeto", recomentou.
A Defesa Civil afirma, ainda, no relatório técnico, que as estruturas descobertas nas obras paralisadas comprometem a durabilidade dos materiais, e recomenda que a obra seja continuada até a sua conclusão. "As estruturas metálicas das quadras parcialmente descobertas e as obras paralisadas podem acelerar o processo de corrosão dos elementos, podendo em médio prazo, comprometer suas estabilidades estruturais, se não forem adotadas as devidas manutenções preventivas", alerta o engenheiro da Defesa Civil Estadual, José Roberto.

Após a vistoria feita nos canteiros de obras de quadras poliesportivas nas escolas municipais Maria Isabel Carvalho Nabuco D'ávila e Zarria Gabriel Jasmim, em Estância, no último dia 7 de junho, o Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil - Depec emitiu relatório final, indicando não haver instabilidade nas estruturas metálicas já executadas.
A equipe de engenharia da Defesa Civil recomenda, contudo, a contratação de uma avaliação técnica de projeto (ATP) para verificar os materiais utilizados e concluir, com exatidão, a necessidade do emprego de elementos adicionais ao projeto original. Na vistoria, realizada em parceria com a Defesa Civil Municipal, o engenheiro civil da Depec, José Roberto de Oliveira afirmou que, visualmente, não foram identificados deslocamentos na estrutura.
"Porém, não detectamos, nem na obra nem no projeto, os elementos de contraventamentos do tipo 'mão francesa' entre as terças e os arcos - que seriam importantes para melhorar a estabilidade longitudinal da estrutura. Para uma avaliação conclusiva das estruturas parcialmente executadas, é importante a contratação de uma avaliação técnica de projeto", recomentou.
A Defesa Civil afirma, ainda, no relatório técnico, que as estruturas descobertas nas obras paralisadas comprometem a durabilidade dos materiais, e recomenda que a obra seja continuada até a sua conclusão. "As estruturas metálicas das quadras parcialmente descobertas e as obras paralisadas podem acelerar o processo de corrosão dos elementos, podendo em médio prazo, comprometer suas estabilidades estruturais, se não forem adotadas as devidas manutenções preventivas", alerta o engenheiro da Defesa Civil Estadual, José Roberto.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS