Sergipanos conquistam ouro na luta olímpica

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/08/2019 às 14:48:00

 

Depois do sucesso obtido no Combate Games em Budapest, na Hungria, onde ficou com a quarta colocação, a dupla sergipana de luta olímpica voltou a obter excelentes resultados, com a conquista do título principal do Campeonato Brasileiro da modalidade, realizado no final de julho em Curitiba (PR).
Matheus Freire e Dayanne Santos representaram bem o estado de Sergipe na competição nacional, vencendo atletas mais experientes e representantes de estados mais bem situados no ranking nacional, conquistando o título brasileiro nas categorias livre e luta olímpica.
Matheus conquistou medalhas de ouro na categoria livre e na greco-romana. Daynne conquistou o ouro na categoria livre. De volta a Aracaju, os dois jovens atletas ainda vivem os bons momentos da conquista e já se preparam para outras competições. Para chegar ao título de campeã, Daynne teve de vencer por duas vezes em uma melhor de três, a representante de São Paulo. Matheus venceu representantes de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Segundo o professor Luciano Vieira, técnico dos atletas, a evolução da luta olímpica em Sergipe é bem visível com o surgimento de novos valores e o crescimento do número de adeptos.
"Depois da criação da Federação Sergipana de Luta Olímpica Associada, o esporte ganhou um grande impulso, com muitos adeptos. Passamos a ganhar destaque em competições nacionais, colocando nossos atletas nas melhores posições, nos certames regionais e nacionais. Uma prova disso foi a classificação de Matheus, no Brasileiro de Combate Games em Brasília, quando conquistou medalha de ouro e o quarto lugar conquistado em Budapeste, enfrentando os maiores nomes desse esporte no mundo", revelou Luciano Vieira.  
As próximas competições dos pugilistas sergipanos serão a Copa Natal, em setembro no Rio Grande do Norte, quando o estado de Sergipe deve ser representado por uma delegação de 40 atletas, e os Jogos Escolares da Juventude (JEJ), no mês de novembro, em Blumenau. "Em novembro teremos ainda o Pan-Americano, que será realizado no Panamá. Como se vê, os nossos jovens atletas terão uma agenda cheia até o final do ano, sempre correndo atrás da conquista de medalhas", finalizou o presidente Luciano Vieira.

Depois do sucesso obtido no Combate Games em Budapest, na Hungria, onde ficou com a quarta colocação, a dupla sergipana de luta olímpica voltou a obter excelentes resultados, com a conquista do título principal do Campeonato Brasileiro da modalidade, realizado no final de julho em Curitiba (PR).
Matheus Freire e Dayanne Santos representaram bem o estado de Sergipe na competição nacional, vencendo atletas mais experientes e representantes de estados mais bem situados no ranking nacional, conquistando o título brasileiro nas categorias livre e luta olímpica.
Matheus conquistou medalhas de ouro na categoria livre e na greco-romana. Daynne conquistou o ouro na categoria livre. De volta a Aracaju, os dois jovens atletas ainda vivem os bons momentos da conquista e já se preparam para outras competições. Para chegar ao título de campeã, Daynne teve de vencer por duas vezes em uma melhor de três, a representante de São Paulo. Matheus venceu representantes de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Segundo o professor Luciano Vieira, técnico dos atletas, a evolução da luta olímpica em Sergipe é bem visível com o surgimento de novos valores e o crescimento do número de adeptos.
"Depois da criação da Federação Sergipana de Luta Olímpica Associada, o esporte ganhou um grande impulso, com muitos adeptos. Passamos a ganhar destaque em competições nacionais, colocando nossos atletas nas melhores posições, nos certames regionais e nacionais. Uma prova disso foi a classificação de Matheus, no Brasileiro de Combate Games em Brasília, quando conquistou medalha de ouro e o quarto lugar conquistado em Budapeste, enfrentando os maiores nomes desse esporte no mundo", revelou Luciano Vieira.  
As próximas competições dos pugilistas sergipanos serão a Copa Natal, em setembro no Rio Grande do Norte, quando o estado de Sergipe deve ser representado por uma delegação de 40 atletas, e os Jogos Escolares da Juventude (JEJ), no mês de novembro, em Blumenau. "Em novembro teremos ainda o Pan-Americano, que será realizado no Panamá. Como se vê, os nossos jovens atletas terão uma agenda cheia até o final do ano, sempre correndo atrás da conquista de medalhas", finalizou o presidente Luciano Vieira.