Go back

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/08/2019 às 15:01:00

 

Há modos e modos de ceder ao impulso deli
- rante da nostalgia. Há quem desembolse uma 
nota preta para ver Sandy e Junior no palco, e quem acene à própria juventude virando mais uma vez as páginas dos livros já lidos. Tudo depende das inclinações de cada um. A indústria do entretenimento fornece de tudo.
O fetiche tecnológico retrô dos roqueiros velhos de guerra, por exemplo, já não se nutre exclusivamente de sebos empoeirados e acervos particulares. As fábricas de vinil voltaram à ativa, tendo em visto um mercado consumidor segmentado, com o fim de suprir a fome dos ouvidos mais exigentes. Vira e mexe, um disco cultuado em nichos de gosto o mais específico ganha nova edição em forma de bolacha, com prensagem de alta qualidade. Um luxo.
Da boca pra fora, eu desdenho da mania dos amigos, imitando os jovens de fones nos ouvidos,  plenamente satisfeito com as plataformas de streaming. Mas a verdade é outra, muito diferente. Este jornalista que vos fala só resiste ao assédio dos lançamentos em LP por falta de recursos para bancar mais um vício.

Há modos e modos de ceder ao impulso deli- rante da nostalgia. Há quem desembolse uma  nota preta para ver Sandy e Junior no palco, e quem acene à própria juventude virando mais uma vez as páginas dos livros já lidos. Tudo depende das inclinações de cada um. A indústria do entretenimento fornece de tudo.
O fetiche tecnológico retrô dos roqueiros velhos de guerra, por exemplo, já não se nutre exclusivamente de sebos empoeirados e acervos particulares. As fábricas de vinil voltaram à ativa, tendo em visto um mercado consumidor segmentado, com o fim de suprir a fome dos ouvidos mais exigentes. Vira e mexe, um disco cultuado em nichos de gosto o mais específico ganha nova edição em forma de bolacha, com prensagem de alta qualidade. Um luxo.
Da boca pra fora, eu desdenho da mania dos amigos, imitando os jovens de fones nos ouvidos,  plenamente satisfeito com as plataformas de streaming. Mas a verdade é outra, muito diferente. Este jornalista que vos fala só resiste ao assédio dos lançamentos em LP por falta de recursos para bancar mais um vício.