Ex-governador João Alves passa a ser tratado em casa

Geral


  • O ex-governador João Alves Filho

 

Depois de 20 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Santa Luzia, em Brasília, o ex-prefeito e governador João Alves Filho recebeu alta médica. A permissão para permanecer hospitalizado em apartamento foi concedido pela equipe médica e oficializada pelos familiares na manhã de ontem. João esteve internado desde o dia 16 de julho quando sofreu um mal súbito em sua residência, na capital federal. Ao chegar na unidade hospitalar ele foi imediatamente entubado e apresentou problemas nas funções renais e uma infecção no aparelho respiratório.  Por mais de dez dias respirou com ajuda mecânica, quando passou a apresentar sucessivas melhoras no quadro clínico.
Os boletins médicos apresentaram ainda que após apresentar consistente melhora, o uso de medicamentos também foi reduzido e o funcionamento das funções renais voltou a se estabilizar. Esse foi o segunda grave internação de João Alves em menos de três meses. Em maio, ele havia sido levado à UTI porque sofreu um corte na cabeça após cair no banheiro de casa. Desde que deixou o comando da Prefeitura de Aracaju em 31 de dezembro de 2016, João Alves Filho segue recebendo acompanhamento periódico de equipes médicas em virtude de sofrer de Alzheimer. Por parte da família e amigos, segue o pedido de orações pelo restabelecimento total da Saúde do ex-executivo.
Através das respectivas redes sociais e poucas entrevistas concedidas, irmãos, filhos e a esposa, a senadora Maria do Carmo Alves, pedem que os sergipanos, em especial, multipliquem a corrente de orações em prol do restabelecimento clínico de João. Existem ainda sucessivos pedidos de não compartilhamento de informações falsas. "Esse tipo de conteúdo falso nos machucam muito e ajudam a deixar o clima da família ainda mais triste. Por favor, parem de dizer que João morreu", disse Maria do Carmo. O anúncio de melhora do quadro clínico também tem sido comemorado em Sergipe por amigos e ex-eleitores.
Um novo boletim médico deve ser apresentado pela rede hospitalar até o início da tarde de hoje. (Milton Alves Júnior)

Depois de 20 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Santa Luzia, em Brasília, o ex-prefeito e governador João Alves Filho recebeu alta médica. A permissão para permanecer hospitalizado em apartamento foi concedido pela equipe médica e oficializada pelos familiares na manhã de ontem. João esteve internado desde o dia 16 de julho quando sofreu um mal súbito em sua residência, na capital federal. Ao chegar na unidade hospitalar ele foi imediatamente entubado e apresentou problemas nas funções renais e uma infecção no aparelho respiratório.  Por mais de dez dias respirou com ajuda mecânica, quando passou a apresentar sucessivas melhoras no quadro clínico.
Os boletins médicos apresentaram ainda que após apresentar consistente melhora, o uso de medicamentos também foi reduzido e o funcionamento das funções renais voltou a se estabilizar. Esse foi o segunda grave internação de João Alves em menos de três meses. Em maio, ele havia sido levado à UTI porque sofreu um corte na cabeça após cair no banheiro de casa. Desde que deixou o comando da Prefeitura de Aracaju em 31 de dezembro de 2016, João Alves Filho segue recebendo acompanhamento periódico de equipes médicas em virtude de sofrer de Alzheimer. Por parte da família e amigos, segue o pedido de orações pelo restabelecimento total da Saúde do ex-executivo.
Através das respectivas redes sociais e poucas entrevistas concedidas, irmãos, filhos e a esposa, a senadora Maria do Carmo Alves, pedem que os sergipanos, em especial, multipliquem a corrente de orações em prol do restabelecimento clínico de João. Existem ainda sucessivos pedidos de não compartilhamento de informações falsas. "Esse tipo de conteúdo falso nos machucam muito e ajudam a deixar o clima da família ainda mais triste. Por favor, parem de dizer que João morreu", disse Maria do Carmo. O anúncio de melhora do quadro clínico também tem sido comemorado em Sergipe por amigos e ex-eleitores.
Um novo boletim médico deve ser apresentado pela rede hospitalar até o início da tarde de hoje. (Milton Alves Júnior)

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS