Edvaldo assina com a Caixa contrato de R$ 117 milhões para construção de 1.102 casas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
PREFEITO OBSERVA ASSINATURA DO CONTRATO
PREFEITO OBSERVA ASSINATURA DO CONTRATO

Edvaldo assina com a Caixa contrato de R$ 117 milhões para construção de 1.102 casas
Edvaldo assina com a Caixa contrato de R$ 117 milhões para construção de 1.102 casas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/08/2019 às 23:10:00

 

"Hoje é o dia mais feliz da minha gestão. É uma alegria imensa poder assinar este contrato que permitirá a construção de 1.102 casas, nas Mangabeiras, para pessoas que vivem em situação de muita dificuldade. Fazer um investimento de R$ 124 milhões neste momento de crise do país enche o nosso coração de satisfação e nos dá a convicção de que, com planejamento, muito trabalho, seriedade e competência, construiremos uma Aracaju melhor para todos".
A declaração do prefeito Edvaldo Nogueira resume a grandeza e importância do ato de assinatura do convênio entre a Prefeitura de Aracaju e a Caixa Econômica Federal, na manhã desta quarta-feira, 7, para execução da infraestrutura e construção de casas na Ocupação das Mangabeiras, localizado no bairro 17 de Março. O empréstimo é de R$ 116.767.847,00 com contrapartida do município de R$ 7.934.400,00.
Com esta operação de crédito, a gestão implementará políticas públicas voltadas para a construção das habitações, além de realizar ações de melhoria da infraestrutura urbana, da mobilidade e do saneamento básico, assim como a regularização da ocupação, garantindo aos seus moradores condições dignas de moradia e mais qualidade de vida. Os recursos para a obra são oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
"Em um momento que pouco se investe em habitação no Brasil, estamos conseguindo alavancar um projeto grandioso como este. Por isso tenho alegria e felicidade, pela competência da nossa gestão, pelo trabalho incansável, pela busca incessante de recursos, assinar este maravilhoso convênio, graças à parceria com a Caixa Econômica Federal, a Secretaria do Patrimônio da União e a Câmara de Vereadores. Esta é uma obra econômica, pois irá gerar emprego e renda, é uma obra de mobilidade e infraestrutura, mas acima de tudo é uma obra social, que vai transformar a vida das 813 famílias que já residem nas Mangabeiras e de outras 300 que recebem o auxílio-moradia", afirmou Edvaldo.
Superintendente regional da Caixa, Diego Carraro, que assinou o contrato em nome do banco, destacou o impacto econômico e social da obra para Aracaju. "É um projeto que dá dignidade para mais de 4 mil pessoas. Não estamos falando só das casas, mas de uma ação social inclusiva com as famílias, que envolve saneamento básico, pavimentação e regularização da área. É um projeto muito grande", disse.
A superintendente da Secretria do Patrimônio da União em Sergipe, Jovanka Leal, disse que a concretização do projeto só foi possível graças ao entusiasmo e persistência do prefeito Edvaldo Nogueira e pela competência da equipe que faz a Prefeitura de Aracaju. Em seu discurso, Jovanka Leal citou o escritor Dale Carnegie, segundo o qual "entusiasmo flamejante, apoiado por bom senso e persistência, é a qualidade que mais frequentemente traz sucesso". 
Grande vitória - Representante dos moradores da Ocupação das Mangabeiras, Bruno Santos Nascimento, disse que todas as famílias da área estão muito felizes com a assinatura do convênio. "Recebemos a notícia da assinatura deste contrato com muita alegria. São cinco anos de sofrimento naquela localidade, mas graças a Deus chegamos à vitória. Só temos a agradecer ao prefeito e a toda equipe da Prefeitura, Caixa, SPU, que olhou para nós e nos deu este presente", afirmou.
Líder comunitário na região, Maurício dos Santos, lembrou que este é um projeto sobre o qual a comunidade já dialogava com o prefeito há três anos. "Mesmo antes de Edvaldo ser prefeito, a gente já vinha pedindo o apoio dele porque estávamos há muito tempo lá, sofrendo, seja na chuva ou no sol. É um sonho que está sendo realizado. Todas as pessoas que estão ali, hoje, sentem a esperança da construção da moradia digna. Hoje é um dia maravilhoso para os moradores das Mangabeiras", declarou.
O empréstimo junto à Caixa foi autorizado pela Secretaria do Tesouro Nacional no último dia 20 de junho. A liberação destes recursos se deu de maneira célere, uma vez que Aracaju, na gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, voltou a ter uma avaliação positiva da sua capacidade de endividamento, o que facilitou o trâmite. A Prefeitura de Aracaju foi autorizada pela STN a contratar operação de crédito na modalidade "sem garantia da União, valendo-se como garantia os créditos provenientes das receitas tributárias".

"Hoje é o dia mais feliz da minha gestão. É uma alegria imensa poder assinar este contrato que permitirá a construção de 1.102 casas, nas Mangabeiras, para pessoas que vivem em situação de muita dificuldade. Fazer um investimento de R$ 124 milhões neste momento de crise do país enche o nosso coração de satisfação e nos dá a convicção de que, com planejamento, muito trabalho, seriedade e competência, construiremos uma Aracaju melhor para todos".
A declaração do prefeito Edvaldo Nogueira resume a grandeza e importância do ato de assinatura do convênio entre a Prefeitura de Aracaju e a Caixa Econômica Federal, na manhã desta quarta-feira, 7, para execução da infraestrutura e construção de casas na Ocupação das Mangabeiras, localizado no bairro 17 de Março. O empréstimo é de R$ 116.767.847,00 com contrapartida do município de R$ 7.934.400,00.
Com esta operação de crédito, a gestão implementará políticas públicas voltadas para a construção das habitações, além de realizar ações de melhoria da infraestrutura urbana, da mobilidade e do saneamento básico, assim como a regularização da ocupação, garantindo aos seus moradores condições dignas de moradia e mais qualidade de vida. Os recursos para a obra são oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
"Em um momento que pouco se investe em habitação no Brasil, estamos conseguindo alavancar um projeto grandioso como este. Por isso tenho alegria e felicidade, pela competência da nossa gestão, pelo trabalho incansável, pela busca incessante de recursos, assinar este maravilhoso convênio, graças à parceria com a Caixa Econômica Federal, a Secretaria do Patrimônio da União e a Câmara de Vereadores. Esta é uma obra econômica, pois irá gerar emprego e renda, é uma obra de mobilidade e infraestrutura, mas acima de tudo é uma obra social, que vai transformar a vida das 813 famílias que já residem nas Mangabeiras e de outras 300 que recebem o auxílio-moradia", afirmou Edvaldo.
Superintendente regional da Caixa, Diego Carraro, que assinou o contrato em nome do banco, destacou o impacto econômico e social da obra para Aracaju. "É um projeto que dá dignidade para mais de 4 mil pessoas. Não estamos falando só das casas, mas de uma ação social inclusiva com as famílias, que envolve saneamento básico, pavimentação e regularização da área. É um projeto muito grande", disse.
A superintendente da Secretria do Patrimônio da União em Sergipe, Jovanka Leal, disse que a concretização do projeto só foi possível graças ao entusiasmo e persistência do prefeito Edvaldo Nogueira e pela competência da equipe que faz a Prefeitura de Aracaju. Em seu discurso, Jovanka Leal citou o escritor Dale Carnegie, segundo o qual "entusiasmo flamejante, apoiado por bom senso e persistência, é a qualidade que mais frequentemente traz sucesso". 

Grande vitória - Representante dos moradores da Ocupação das Mangabeiras, Bruno Santos Nascimento, disse que todas as famílias da área estão muito felizes com a assinatura do convênio. "Recebemos a notícia da assinatura deste contrato com muita alegria. São cinco anos de sofrimento naquela localidade, mas graças a Deus chegamos à vitória. Só temos a agradecer ao prefeito e a toda equipe da Prefeitura, Caixa, SPU, que olhou para nós e nos deu este presente", afirmou.
Líder comunitário na região, Maurício dos Santos, lembrou que este é um projeto sobre o qual a comunidade já dialogava com o prefeito há três anos. "Mesmo antes de Edvaldo ser prefeito, a gente já vinha pedindo o apoio dele porque estávamos há muito tempo lá, sofrendo, seja na chuva ou no sol. É um sonho que está sendo realizado. Todas as pessoas que estão ali, hoje, sentem a esperança da construção da moradia digna. Hoje é um dia maravilhoso para os moradores das Mangabeiras", declarou.
O empréstimo junto à Caixa foi autorizado pela Secretaria do Tesouro Nacional no último dia 20 de junho. A liberação destes recursos se deu de maneira célere, uma vez que Aracaju, na gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, voltou a ter uma avaliação positiva da sua capacidade de endividamento, o que facilitou o trâmite. A Prefeitura de Aracaju foi autorizada pela STN a contratar operação de crédito na modalidade "sem garantia da União, valendo-se como garantia os créditos provenientes das receitas tributárias".