Moradores do Guarujá protestam em Socorro

Cidades

 

Na bronca pela ausência de ações e políticas públicas no loteamento Guajará, em Nossa Senhora do Socorro, moradores da comunidade se reuniram na manhã de ontem e realizaram uma manifestação a fim de pressionar o prefeito Inaldo Luís da Silva - o Padre Inaldo (PCdoB), e todos os vereadores. De acordo com os contribuintes, inúmeros pedidos de melhorias para a região foram protocolados nos órgãos municipais desde 2015, mas até a noite da última segunda-feira (12), nenhuma providência real foi adotada. Caso o problema persista, os moradores prometem realizar outros atos públicos.
 "Se disserem que não sabem dessa nossa tragédia que é viver aqui eles (gestores públicos e parlamentares) estão mentindo. Não é de hoje que estamos pedindo ajuda. Um problema está puxando o outro. As pessoas têm que caminhar até próximo da BR-101 para buscar transporte coletivo, é esgoto pra tudo que é canto, não tem iluminação de qualidade, segurança? Nem se fala. Parece que essa comunidade somente é vista pelos vereadores e pelo prefeito em tempo de eleição. Fora isso, o abandono reina", criticou a dona de casa Michele Santos. As reclamações são compartilhadas pelo comerciante de alumínio João Carlos.
 "Por algumas muitas vezes a gente foi parado aqui por candidatos prometendo até um calçadão. Pura promessa feita por oportunistas em busca de voto, somente isso. Eles não sabem o mal que fazem para tantas famílias que sonham em dias melhores e um futuro realmente digno. Só digo uma coisa: os tempos são outros. Não vamos esquecer aqueles que esqueceram da gente há três anos. O recado será dado nas eleições do ano que vem", disse. Agentes da Polícia Militar do Estado de Sergipe acompanharam de longe a mobilização que foi pacífica e durou pouco mais de uma hora.
Contraponto - Por meio de nota a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro informou que montou uma comissão formada pelas secretarias de Infraestrutura (Seminfra), Planejamento (Seplan), Comunicação (Secom) e pelo gabinete municipal, para receber os líderes comunitários do Loteamentos Guajará, Palmares, Santa Cecília e Boa Viagem, a fim de apresentar soluções e medidas para estruturação dessas comunidades. A comissão ouviu os anseios dos líderes dessas comunidades e apresentou os projetos e iniciativas que estão em andamento para serem executados no município.
A prefeitura ainda esclarece que está pleiteando o envio de recursos, através do Financiamento para efetuar as ações estruturantes permanentes nessas comunidades. Enquanto esse financiamento não é concedido, a Prefeitura vem realizando ações estruturantes na localidade, a exemplo do calçamento da principal via de acesso ao local, uma obra de cerca de R$ 1,5 milhão, que vai garantir melhores condições de trafegabilidade na região. A prefeitura ainda salienta as ações paliativas e rotineiras que diariamente são executadas nessas comunidades, a fim de promover a segurança de motoristas e pedestres que circulam diariamente nesses locais. (Milton Alves Júnior)

Na bronca pela ausência de ações e políticas públicas no loteamento Guajará, em Nossa Senhora do Socorro, moradores da comunidade se reuniram na manhã de ontem e realizaram uma manifestação a fim de pressionar o prefeito Inaldo Luís da Silva - o Padre Inaldo (PCdoB), e todos os vereadores. De acordo com os contribuintes, inúmeros pedidos de melhorias para a região foram protocolados nos órgãos municipais desde 2015, mas até a noite da última segunda-feira (12), nenhuma providência real foi adotada. Caso o problema persista, os moradores prometem realizar outros atos públicos.
 "Se disserem que não sabem dessa nossa tragédia que é viver aqui eles (gestores públicos e parlamentares) estão mentindo. Não é de hoje que estamos pedindo ajuda. Um problema está puxando o outro. As pessoas têm que caminhar até próximo da BR-101 para buscar transporte coletivo, é esgoto pra tudo que é canto, não tem iluminação de qualidade, segurança? Nem se fala. Parece que essa comunidade somente é vista pelos vereadores e pelo prefeito em tempo de eleição. Fora isso, o abandono reina", criticou a dona de casa Michele Santos. As reclamações são compartilhadas pelo comerciante de alumínio João Carlos.
 "Por algumas muitas vezes a gente foi parado aqui por candidatos prometendo até um calçadão. Pura promessa feita por oportunistas em busca de voto, somente isso. Eles não sabem o mal que fazem para tantas famílias que sonham em dias melhores e um futuro realmente digno. Só digo uma coisa: os tempos são outros. Não vamos esquecer aqueles que esqueceram da gente há três anos. O recado será dado nas eleições do ano que vem", disse. Agentes da Polícia Militar do Estado de Sergipe acompanharam de longe a mobilização que foi pacífica e durou pouco mais de uma hora.

Contraponto -
Por meio de nota a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro informou que montou uma comissão formada pelas secretarias de Infraestrutura (Seminfra), Planejamento (Seplan), Comunicação (Secom) e pelo gabinete municipal, para receber os líderes comunitários do Loteamentos Guajará, Palmares, Santa Cecília e Boa Viagem, a fim de apresentar soluções e medidas para estruturação dessas comunidades. A comissão ouviu os anseios dos líderes dessas comunidades e apresentou os projetos e iniciativas que estão em andamento para serem executados no município.
A prefeitura ainda esclarece que está pleiteando o envio de recursos, através do Financiamento para efetuar as ações estruturantes permanentes nessas comunidades. Enquanto esse financiamento não é concedido, a Prefeitura vem realizando ações estruturantes na localidade, a exemplo do calçamento da principal via de acesso ao local, uma obra de cerca de R$ 1,5 milhão, que vai garantir melhores condições de trafegabilidade na região. A prefeitura ainda salienta as ações paliativas e rotineiras que diariamente são executadas nessas comunidades, a fim de promover a segurança de motoristas e pedestres que circulam diariamente nesses locais. (Milton Alves Júnior)

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS