Belivaldo busca investimentos chinês para explorar potencial do gás em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Belivaldo Chagas com a Cônsul-Geral Yan Yuqing, em Recife
O governador Belivaldo Chagas com a Cônsul-Geral Yan Yuqing, em Recife

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/08/2019 às 23:06:00

 

O governador Belivaldo 
Chagas, acompanhado 
do secretário geral de Governo, José Carlos Felizola e do secretário de Turismo e Comunicação, Sales Neto realizou visita oficial ao consulado chinês em Recife nesta quarta-feira (14), sendo recebido pela Cônsul-Geral Yan Yuqing e sua equipe de assessores. Na pauta da reunião, a prospecção de investimentos da China em Sergipe, com foco principal na área do gás e energias renováveis. Também participaram da reunião o superintendente de Planejamento, Marcel Resende, o superintendente do Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas, Oliveira Junior e o assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Caio Moraes.
"A abundância na oferta de gás em Sergipe abre um elenco de oportunidades grandioso para que possamos aproveitar. Conversamos sobre a possibilidade de investimentos nas áreas de energia e no setor automotivo, mais precisamente caminhões movidos a gás e a cadeia produtiva vinculada", enfatizou o governador Belivaldo Chagas. 
Na reunião o governador fez um convite oficial, para que a cônsul possa visitar Sergipe, conhecer a termoelétrica e as possibilidades de investimentos nas áreas portuária e industrial. A cônsul disse que seu país tem interesses nas áreas de energia, seja no gás, na eólica e na fotovoltaica. Ela aproveitou para convidar o governador para ir à China realizar tratativas com empresas do setor.
Sobre a viagem à China, Belivaldo comunicou que os governadores do Nordeste estão elaborando uma pauta conjunta e que Sergipe participará dessa comitiva, pois além dos interesses regionais, o estado tem interesses específicos de atração de investimentos. Sendo assim, o governador pediu o apoio diplomático necessário para realizar os contatos.
Yan Yuqing declarou que irá firmar tratativas para a realização de um seminário em Sergipe, com empresas chinesas que possam ter interesse em investir no Estado. A Cônsul-Geral disse ainda que há oportunidades para convênios e intercâmbios, na área de Educação por meio do Instituto Confúcio, e nas áreas de Cidades Inteligentes. "Saímos verdadeiramente encantados com a simplicidade e a simpatia com que a Cônsul-geral nos recepcionou e agora iremos dar os desdobramentos necessários para que as coisas aconteçam na prática", finalizou o governador.
Empresa de energia -  No dia anterior, Belivaldo Chagas reuniu-se no Rio de Janeiro, com o executivo Mauricio Bhär, diretor-presidente no Brasil da empresa franco-belga Engie, além de diretores. A Engie tem forte participação mundial no mercado de energia limpa como éolica, hidrelétrica, fotovoltaica e gás. A corporação comprou recentemente a Transportadora Associada de Gás (TAG) da Petrobras, por R$ 33,5 bilhões. A TAG administra os gasodutos da Petrobras.
 A Engie está em fase de análise de novos investimentos no Brasil, inclusive sob a forma de PPP's, e a ida do governador Belivaldo Chagas à sede da Engie Brasil é justamente para colocar Sergipe no mapa de investimentos da empresa, principalmente, no quesito infraestrutura para o transporte do gás.
A Engie administra milhares de quilômetros de gasodutos na Europa e no ano de 2018 faturou mais de 60 bilhões de euros. Ela possui 160 mil funcionários espalhados em diversos continentes. No Brasil, em 2018, a Engie, que tem 2.300 funcionários, faturou R$ 9 bilhões. Acompanharam o governador Belivaldo Chagas, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, José Augusto, o superintendente de Parcerias Pública Privada, Oliveira Júnior, e o presidente da Sergas, Valmor Barbosa.
Termelétrica - Nesta sexta-feira (16), o governador Belivaldo Chagas receberá a visita do prefeito de Miami (EUA), Francis Xavier Suarez, em Aracaju, para conhecer as instalações da Usina Termelétrica Porto de Sergipe(UTE), que está em fase final de construção na Barra dos Coqueiros(SE).  O governo do Estado pretende estreitar as relações com a comitiva norte-americana, trocar experiências, além de aproveitar a expertise na área do turismo, já que a cidade de Miami é o terceiro principal destino turístico dos brasileiros nos EUA, depois de Orlando e Nova York.
 A UTE Porto de Sergipe vem atraindo atenção pelo seu caráter inovador, tanto em termos tecnológicos quanto pelo arranjo institucional que foi estruturado, com a participação de megaempresas como a Golar, Exxon Mobil e General Eletric. Ao longo de sua construção, já recebeu a visita da delegação do Estado de Lagos (Nigéria), Moçambique, cônsul-geral dos Estados Unidos em Recife, John Barrett e da consulesa Catherine Griffith, no intuito de conhecer o projeto. A expectativa é de que o UTE Porto de Sergipe atraia empresas e abra caminhos para outros investimentos no estado.

O governador Belivaldo  Chagas, acompanhado  do secretário geral de Governo, José Carlos Felizola e do secretário de Turismo e Comunicação, Sales Neto realizou visita oficial ao consulado chinês em Recife nesta quarta-feira (14), sendo recebido pela Cônsul-Geral Yan Yuqing e sua equipe de assessores. Na pauta da reunião, a prospecção de investimentos da China em Sergipe, com foco principal na área do gás e energias renováveis. Também participaram da reunião o superintendente de Planejamento, Marcel Resende, o superintendente do Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas, Oliveira Junior e o assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Caio Moraes.
"A abundância na oferta de gás em Sergipe abre um elenco de oportunidades grandioso para que possamos aproveitar. Conversamos sobre a possibilidade de investimentos nas áreas de energia e no setor automotivo, mais precisamente caminhões movidos a gás e a cadeia produtiva vinculada", enfatizou o governador Belivaldo Chagas. 
Na reunião o governador fez um convite oficial, para que a cônsul possa visitar Sergipe, conhecer a termoelétrica e as possibilidades de investimentos nas áreas portuária e industrial. A cônsul disse que seu país tem interesses nas áreas de energia, seja no gás, na eólica e na fotovoltaica. Ela aproveitou para convidar o governador para ir à China realizar tratativas com empresas do setor.
Sobre a viagem à China, Belivaldo comunicou que os governadores do Nordeste estão elaborando uma pauta conjunta e que Sergipe participará dessa comitiva, pois além dos interesses regionais, o estado tem interesses específicos de atração de investimentos. Sendo assim, o governador pediu o apoio diplomático necessário para realizar os contatos.
Yan Yuqing declarou que irá firmar tratativas para a realização de um seminário em Sergipe, com empresas chinesas que possam ter interesse em investir no Estado. A Cônsul-Geral disse ainda que há oportunidades para convênios e intercâmbios, na área de Educação por meio do Instituto Confúcio, e nas áreas de Cidades Inteligentes. "Saímos verdadeiramente encantados com a simplicidade e a simpatia com que a Cônsul-geral nos recepcionou e agora iremos dar os desdobramentos necessários para que as coisas aconteçam na prática", finalizou o governador.

Empresa de energia -  No dia anterior, Belivaldo Chagas reuniu-se no Rio de Janeiro, com o executivo Mauricio Bhär, diretor-presidente no Brasil da empresa franco-belga Engie, além de diretores. A Engie tem forte participação mundial no mercado de energia limpa como éolica, hidrelétrica, fotovoltaica e gás. A corporação comprou recentemente a Transportadora Associada de Gás (TAG) da Petrobras, por R$ 33,5 bilhões. A TAG administra os gasodutos da Petrobras.
 A Engie está em fase de análise de novos investimentos no Brasil, inclusive sob a forma de PPP's, e a ida do governador Belivaldo Chagas à sede da Engie Brasil é justamente para colocar Sergipe no mapa de investimentos da empresa, principalmente, no quesito infraestrutura para o transporte do gás.
A Engie administra milhares de quilômetros de gasodutos na Europa e no ano de 2018 faturou mais de 60 bilhões de euros. Ela possui 160 mil funcionários espalhados em diversos continentes. No Brasil, em 2018, a Engie, que tem 2.300 funcionários, faturou R$ 9 bilhões. Acompanharam o governador Belivaldo Chagas, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, José Augusto, o superintendente de Parcerias Pública Privada, Oliveira Júnior, e o presidente da Sergas, Valmor Barbosa.

Termelétrica - Nesta sexta-feira (16), o governador Belivaldo Chagas receberá a visita do prefeito de Miami (EUA), Francis Xavier Suarez, em Aracaju, para conhecer as instalações da Usina Termelétrica Porto de Sergipe(UTE), que está em fase final de construção na Barra dos Coqueiros(SE).  O governo do Estado pretende estreitar as relações com a comitiva norte-americana, trocar experiências, além de aproveitar a expertise na área do turismo, já que a cidade de Miami é o terceiro principal destino turístico dos brasileiros nos EUA, depois de Orlando e Nova York.
 A UTE Porto de Sergipe vem atraindo atenção pelo seu caráter inovador, tanto em termos tecnológicos quanto pelo arranjo institucional que foi estruturado, com a participação de megaempresas como a Golar, Exxon Mobil e General Eletric. Ao longo de sua construção, já recebeu a visita da delegação do Estado de Lagos (Nigéria), Moçambique, cônsul-geral dos Estados Unidos em Recife, John Barrett e da consulesa Catherine Griffith, no intuito de conhecer o projeto. A expectativa é de que o UTE Porto de Sergipe atraia empresas e abra caminhos para outros investimentos no estado.