Estudante sergipano participa de competição na Rússia

Geral


  • Gabriel é o único do Brasil que disputa na modalidade Arte 3D Digital para Games

 

Estudante sergipano participa de competição na Rússia
A maior competição de educação profissional está sendo realizada em Kazan, na Rússia. A WorldSkills congrega os melhores competidores, cerca de 1500 jovens de até 22 anos, de quase todos os países das Américas, Ásia, Europa, Oceania e África onde disputam 56 modalidades de diferentes ocupações ligadas ao segmento industrial e de inovação que simulam o dia a dia das profissões, distribuídos em uma área com mais de 330 mil m².
E na Delegação Brasileira composta por 63 integrantes, tem um sergipano. O competidor, Gabriel Vieira, de 16 anos, o mais novo da Delegação, é o único do Brasil que disputa na modalidade - Arte 3D Digital para Games. Gabriel é aluno do SENAI em Sergipe, da cidade de Estância, e estuda na escola de ensino médio e técnico do SESI e SENAI João Batista da Rocha.
Durante a competição, Gabriel terá o desafio de criar um personagem para vídeo game a partir de instruções e regras exigidas pelos técnicos e juízes responsáveis pela modalidade. O competidor sergipano está acompanhado do instrutor do SENAI, Reginaldo Reis.
A Delegação Brasileira é uma das grandes favoritas para ganhar a competição, tendo em vista que em 2015, em São Paulo, ganhou em 1º lugar, e em 2017 conquistou o 2º lugar geral.
Com a participação de Gabriel Vieira na WorldSkills 2019, é segunda vez que um aluno do SENAI e SESI Sergipe participa de uma competição internacional. O primeiro competidor foi o aluno, Sergio Alves, também da cidade de Estância, que participou do mundial em 2017, na cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde disputou a modalidade TI - Soluções em Software para Negócios.
O ex-aluno de Tecnologia da Informação do SENAI e do Ensino Médio do SESI, Sergio Alves, também está em Kazan, dessa vez, acompanhando um competidor de Omã, País dos Emirados Árabes, que disputa na competição na área de Tecnologia da Informação. Sergio já está há quase dois meses fora do Brasil, pois foi contratado pela OmanSkills para prestar consultorias e treinamentos para os competidores Árabes.

A maior competição de educação profissional está sendo realizada em Kazan, na Rússia. A WorldSkills congrega os melhores competidores, cerca de 1500 jovens de até 22 anos, de quase todos os países das Américas, Ásia, Europa, Oceania e África onde disputam 56 modalidades de diferentes ocupações ligadas ao segmento industrial e de inovação que simulam o dia a dia das profissões, distribuídos em uma área com mais de 330 mil m².
E na Delegação Brasileira composta por 63 integrantes, tem um sergipano. O competidor, Gabriel Vieira, de 16 anos, o mais novo da Delegação, é o único do Brasil que disputa na modalidade - Arte 3D Digital para Games. Gabriel é aluno do SENAI em Sergipe, da cidade de Estância, e estuda na escola de ensino médio e técnico do SESI e SENAI João Batista da Rocha.
Durante a competição, Gabriel terá o desafio de criar um personagem para vídeo game a partir de instruções e regras exigidas pelos técnicos e juízes responsáveis pela modalidade. O competidor sergipano está acompanhado do instrutor do SENAI, Reginaldo Reis.
A Delegação Brasileira é uma das grandes favoritas para ganhar a competição, tendo em vista que em 2015, em São Paulo, ganhou em 1º lugar, e em 2017 conquistou o 2º lugar geral.
Com a participação de Gabriel Vieira na WorldSkills 2019, é segunda vez que um aluno do SENAI e SESI Sergipe participa de uma competição internacional. O primeiro competidor foi o aluno, Sergio Alves, também da cidade de Estância, que participou do mundial em 2017, na cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde disputou a modalidade TI - Soluções em Software para Negócios.
O ex-aluno de Tecnologia da Informação do SENAI e do Ensino Médio do SESI, Sergio Alves, também está em Kazan, dessa vez, acompanhando um competidor de Omã, País dos Emirados Árabes, que disputa na competição na área de Tecnologia da Informação. Sergio já está há quase dois meses fora do Brasil, pois foi contratado pela OmanSkills para prestar consultorias e treinamentos para os competidores Árabes.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS