Sergipe perdeu 443 postos de trabalho no mês de julho

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Sergipe foi um dos sete estados que perdeu postos de trabalho em julho
Sergipe foi um dos sete estados que perdeu postos de trabalho em julho

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/08/2019 às 23:04:00

 

Dados do Caged, do 
Ministério da Eco-
nomia, divulgados nesta sexta-feira, 23, revelam que Sergipe encerrou o mês junho com -443 postos de trabalhos. No acumulado do ano, foram perdidos 3.856 postos de trabalho. Já a análise dos últimos 12 meses mostra um saldo positivo de 544 empregos. As informações fazem parte do Radar do Emprego, divulgado pelo Observatório de Sergipe/ Superplan.
O resultado foi impulsionado, sobretudo, pelos setores de Serviços e Comércio, e indústria de transformação.
Entre os setores observados, tiveram ganhos: Agropecuária' (+124), 'Construção Civil' (+62), 'Indústria de Transformação' (+53), 'Extrativa Mineral (+47)', 'Administração Pública' (+35) e  Serviços Industriais de Atividade Públicas' (+5). Dois registraram perda de emprego: 'Serviços' (-469), e 'Comércio' (-300).
Municípios, com mais de 30 mil habitantes, que mais geraram emprego:
 Estância (+99), Nossa Senhora de Socorro (+32) e Capela (+12).
Municípios, com mais de 30 mil habitantes, que mais perderam emprego: 
Aracaju (-529), Itabaianinha (-18) e Itabaiana (-13).

Dados do Caged, do  Ministério da Eco- nomia, divulgados nesta sexta-feira, 23, revelam que Sergipe encerrou o mês junho com -443 postos de trabalhos. No acumulado do ano, foram perdidos 3.856 postos de trabalho. Já a análise dos últimos 12 meses mostra um saldo positivo de 544 empregos. As informações fazem parte do Radar do Emprego, divulgado pelo Observatório de Sergipe/ Superplan.
O resultado foi impulsionado, sobretudo, pelos setores de Serviços e Comércio, e indústria de transformação.
Entre os setores observados, tiveram ganhos: Agropecuária' (+124), 'Construção Civil' (+62), 'Indústria de Transformação' (+53), 'Extrativa Mineral (+47)', 'Administração Pública' (+35) e  Serviços Industriais de Atividade Públicas' (+5). Dois registraram perda de emprego: 'Serviços' (-469), e 'Comércio' (-300).

Municípios, com mais de 30 mil habitantes, que mais geraram emprego:
 Estância (+99), Nossa Senhora de Socorro (+32) e Capela (+12).

Municípios, com mais de 30 mil habitantes, que mais perderam emprego: 
Aracaju (-529), Itabaianinha (-18) e Itabaiana (-13).