Técnicos do Cadastro Único nos municípios participam de capacitação anual

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/08/2019 às 23:09:00

 

Nesta quinta e sexta-feira (22 e 23), gestores e técnicos municipais da Assistência Social participaram de mais uma etapa da Capacitação do Sistema do Cadastro Único V7. O curso objetiva a promoção de orientações acerca da coleta dos dados das famílias de baixa renda para inserção no sistema de forma correta, para que possam acessar as políticas públicas a elas destinadas. Realizada pela Caixa Econômica Federal e Ministério da Cidadania com parceria da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Seit), a capacitação é anual e está na sua 8ª edição. Em Sergipe, já foram capacitados 580 técnicos e gestores.
De acordo com o coordenador Estadual do Cadastro Único da Seit, José Carlos Passos, é ofertada uma vaga para cada município do estado, sendo que alguns já passaram pela capacitação. "Uma vez por ano fazemos essa capacitação. Discutimos o cronograma com o Ministério da Cidadania e a Caixa, e a distribuição de vagas se dá de acordo com o porte e necessidade dos municípios, que têm autonomia para indicar quem fará parte da Capacitação, colaborando para a melhoria da gestão do Cadastro Único na sua localidade. Alguns municípios já passaram por essa capacitação. Então, alocamos as vagas para outros municípios, a fim de abranger a quantidade disponibilizada pelo Ministério da Cidadania e pela Caixa", explicou o coordenador. 
Acompanhando o curso, o representante da Caixa, Oscar Barros, reiterou a importância da participação dos técnicos dos municípios, para evitar que ocorra qualquer tipo de erro que prejudique as famílias que recebem o benefício. "Nós, da Caixa, somos contratados pelo Ministério da Cidadania para efetuar esses cursos de capacitação junto com a coordenação estadual. Portanto, o nosso papel é que esse cadastro seja feito com qualidade. Treinamos todos os cadastradores, fazendo aplicações práticas, para que, quando retornarem aos seus municípios, eles saibam solucionar de maneira correta e eficaz qualquer situação relacionada ao sistema", explicou. 
Entre os municípios que participaram desta edição, estão Aracaju, Boquim, Cristinápolis, Simão Dias, Campo do Brito e Capela, de onde David Leite é técnico. Para ele, a iniciativa é uma forma de sanar dúvidas e prepará-los melhor para atender o público. "É importante aprimorar meu conhecimento para passar para os meus usuários, oferecendo o melhor para eles, porque o mais importante é saber atender. Precisamos ser bastante cautelosos com esse público, já que são pessoas que necessitam muito desse serviço", disse David. 
A técnica do município de Campo do Brito, Acácia Maria Alves, também destacou que os encontros anuais facilitam o trabalho dos instrutores nos locais de atendimento. "A gente precisa desses momentos porque o sistema é atualizado periodicamente e há a necessidade que a gente também se atualize em relação a ele. Com essa formação, podemos acessar todo o sistema, facilitando o trabalho para nós. Então, vamos levar para o município todas essas ferramentas que aprendemos aqui, e melhorar o serviço", avaliou.

Nesta quinta e sexta-feira (22 e 23), gestores e técnicos municipais da Assistência Social participaram de mais uma etapa da Capacitação do Sistema do Cadastro Único V7. O curso objetiva a promoção de orientações acerca da coleta dos dados das famílias de baixa renda para inserção no sistema de forma correta, para que possam acessar as políticas públicas a elas destinadas. Realizada pela Caixa Econômica Federal e Ministério da Cidadania com parceria da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Seit), a capacitação é anual e está na sua 8ª edição. Em Sergipe, já foram capacitados 580 técnicos e gestores.
De acordo com o coordenador Estadual do Cadastro Único da Seit, José Carlos Passos, é ofertada uma vaga para cada município do estado, sendo que alguns já passaram pela capacitação. "Uma vez por ano fazemos essa capacitação. Discutimos o cronograma com o Ministério da Cidadania e a Caixa, e a distribuição de vagas se dá de acordo com o porte e necessidade dos municípios, que têm autonomia para indicar quem fará parte da Capacitação, colaborando para a melhoria da gestão do Cadastro Único na sua localidade. Alguns municípios já passaram por essa capacitação. Então, alocamos as vagas para outros municípios, a fim de abranger a quantidade disponibilizada pelo Ministério da Cidadania e pela Caixa", explicou o coordenador. 
Acompanhando o curso, o representante da Caixa, Oscar Barros, reiterou a importância da participação dos técnicos dos municípios, para evitar que ocorra qualquer tipo de erro que prejudique as famílias que recebem o benefício. "Nós, da Caixa, somos contratados pelo Ministério da Cidadania para efetuar esses cursos de capacitação junto com a coordenação estadual. Portanto, o nosso papel é que esse cadastro seja feito com qualidade. Treinamos todos os cadastradores, fazendo aplicações práticas, para que, quando retornarem aos seus municípios, eles saibam solucionar de maneira correta e eficaz qualquer situação relacionada ao sistema", explicou. 
Entre os municípios que participaram desta edição, estão Aracaju, Boquim, Cristinápolis, Simão Dias, Campo do Brito e Capela, de onde David Leite é técnico. Para ele, a iniciativa é uma forma de sanar dúvidas e prepará-los melhor para atender o público. "É importante aprimorar meu conhecimento para passar para os meus usuários, oferecendo o melhor para eles, porque o mais importante é saber atender. Precisamos ser bastante cautelosos com esse público, já que são pessoas que necessitam muito desse serviço", disse David. 
A técnica do município de Campo do Brito, Acácia Maria Alves, também destacou que os encontros anuais facilitam o trabalho dos instrutores nos locais de atendimento. "A gente precisa desses momentos porque o sistema é atualizado periodicamente e há a necessidade que a gente também se atualize em relação a ele. Com essa formação, podemos acessar todo o sistema, facilitando o trabalho para nós. Então, vamos levar para o município todas essas ferramentas que aprendemos aqui, e melhorar o serviço", avaliou.