Último treino antes giro pela Europa

Esporte


  • Sob o comando de Camila Ferezin, as meninas da Seleção Brasileira de GR Conjunto fizeram o último treino em Aracaju, de olho nos mundiais

 

Serão mais de 26 ho-
ras de viagem de São 
Paulo a Kazan, na Rússia, primeira parada da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica, nesse giro pela Europa. Em Kazan, o alvo da conquista é a Copa do Mundo. A competição acontece entre os dias 28 de agosto e 2 de setembro. A segunda parada é em Portimão Portugal. Entre os dias 4 e 8 de setembro, o Brasil disputa a Copa do Mundo de Portimão.
Porém, a parada mais importante será no Azerbaijão, onde as meninas do Brasil disputarão Campeonato Mundial de Ginástica Rítmica, que é classificatório para a Olímpiada 2020. Aí a Seleção terá a primeira oportunidade de conquistar uma vaga para os Jogos Olímpicos do Japão. Para que isso aconteça, o Brasil tem que ficar entre as oito primeiras seleções classificadas. O Mundial do Azerbaijão será disputado entre os dias 09 e 23 de setembro, em Baku.   
Nesta sexta-feira 23 no Centro de Treinamento de Ginastica, a técnica Camila Ferezin comandou o último treino em Aracaju. Camila exigiu muito das ginastas, principalmente das que são consideradas titulares da seleção. 
Depois do treino desta sexta-feira foi definida a delegação que já embarcou para a Europa, com uma parada em São Paulo para conexão. A Coordenadora e Treinadora da seleção será Camila Ferezin. A Assistente Técnica será Bruna Rosa. A s ginastas selecionadas são: Beatriz Linhares da Silva, Camila Rossi Godinho, Deborah Medrado Barbosa, Nicole Pírcio Duarte e Vitória Guerra Andrade. Compõem ainda o grupo as reservas Maiara Regina de Cândido  e Maria Eduarda Arakaki. 
As meninas embarcam motivadas com a conquista de três medalhas -dois bronzes e um ouro- nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru As ginastas brasileiras ficarão um mês fora do país disputando competições importantes no calendário mundial. 
A presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende diz que esse giro pela Europa serve para as meninas se adaptarem à longas viagens e ganhar experiencia em competições internacionais.   
- Será uma grande jornada para a nossa seleção com três competições muito importantes no calendário mundial. Esses dois primeiros eventos são muito importantes para as meninas, pois servem de preparação para o mais importante, que é o Mundial, já visando as Olimpíadas de Tóquio. Alcançar essa vaga é o principal objetivo do ano - explicou a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende.
O conjunto brasileiro, passou por um intenso processo de renovação. São ginastas muito novas e inexperientes em competições internacionais. O Pan de Lima foi o primeiro grande teste das meninas e elas se saíram muito bem, conquistando um ouro e dois bronzes. Os desafios que terão pela frente serão ainda mais complexos.
- É um time promissor, são ginastas muito jovens, mas que não tinham experiência. Agora passamos a focar no nosso objetivo que é buscar a vaga olímpica - explicou Camila Ferezin.

Serão mais de 26 ho- ras de viagem de São  Paulo a Kazan, na Rússia, primeira parada da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica, nesse giro pela Europa. Em Kazan, o alvo da conquista é a Copa do Mundo. A competição acontece entre os dias 28 de agosto e 2 de setembro. A segunda parada é em Portimão Portugal. Entre os dias 4 e 8 de setembro, o Brasil disputa a Copa do Mundo de Portimão.
Porém, a parada mais importante será no Azerbaijão, onde as meninas do Brasil disputarão Campeonato Mundial de Ginástica Rítmica, que é classificatório para a Olímpiada 2020. Aí a Seleção terá a primeira oportunidade de conquistar uma vaga para os Jogos Olímpicos do Japão. Para que isso aconteça, o Brasil tem que ficar entre as oito primeiras seleções classificadas. O Mundial do Azerbaijão será disputado entre os dias 09 e 23 de setembro, em Baku.   
Nesta sexta-feira 23 no Centro de Treinamento de Ginastica, a técnica Camila Ferezin comandou o último treino em Aracaju. Camila exigiu muito das ginastas, principalmente das que são consideradas titulares da seleção. 
Depois do treino desta sexta-feira foi definida a delegação que já embarcou para a Europa, com uma parada em São Paulo para conexão. A Coordenadora e Treinadora da seleção será Camila Ferezin. A Assistente Técnica será Bruna Rosa. A s ginastas selecionadas são: Beatriz Linhares da Silva, Camila Rossi Godinho, Deborah Medrado Barbosa, Nicole Pírcio Duarte e Vitória Guerra Andrade. Compõem ainda o grupo as reservas Maiara Regina de Cândido  e Maria Eduarda Arakaki. 
As meninas embarcam motivadas com a conquista de três medalhas -dois bronzes e um ouro- nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru As ginastas brasileiras ficarão um mês fora do país disputando competições importantes no calendário mundial. 
A presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende diz que esse giro pela Europa serve para as meninas se adaptarem à longas viagens e ganhar experiencia em competições internacionais.   
- Será uma grande jornada para a nossa seleção com três competições muito importantes no calendário mundial. Esses dois primeiros eventos são muito importantes para as meninas, pois servem de preparação para o mais importante, que é o Mundial, já visando as Olimpíadas de Tóquio. Alcançar essa vaga é o principal objetivo do ano - explicou a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende.
O conjunto brasileiro, passou por um intenso processo de renovação. São ginastas muito novas e inexperientes em competições internacionais. O Pan de Lima foi o primeiro grande teste das meninas e elas se saíram muito bem, conquistando um ouro e dois bronzes. Os desafios que terão pela frente serão ainda mais complexos.
- É um time promissor, são ginastas muito jovens, mas que não tinham experiência. Agora passamos a focar no nosso objetivo que é buscar a vaga olímpica - explicou Camila Ferezin.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS