Dona de bar é morta a tiros em Itabaiana

Cidades

 

A polícia de Itabaiana (Agreste) investiga o assassinato da comerciante Ana Paula dos Santos, 41 anos, conhecida como 'Nega'. Ela morreu na noite do último sábado, enquanto fechava as portas do bar de sua propriedade, no bairro São Cristóvão, periferia da cidade serrana. Segundo informações de testemunhas, o crime foi cometido por dois homens que chegaram ao local em uma moto CG 150 vermelha, que não tinha placas. A vítima percebeu a presença dos dois criminosos e ainda tentou fechar a porta, mas acabou baleada e morreu no local.
Uma irmã da vítima que chegava ao local também foi atingida e foi socorrida ao Hospital Regional Pedro Garcia Moreno. Os criminosos fugiram sem deixar pistas. Uma das suspeitas aponta que os bandidos tentariam assaltar o bar, o que caracterizaria o crime como latrocínio. Mas a polícia não descarta alguma conexão com a vida pessoal de Ana Paula, que se separou recentemente. Neste caso, considera-se que o crime teria sido um feminicídio. O caso é investigado pelo setor de homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana.

A polícia de Itabaiana (Agreste) investiga o assassinato da comerciante Ana Paula dos Santos, 41 anos, conhecida como 'Nega'. Ela morreu na noite do último sábado, enquanto fechava as portas do bar de sua propriedade, no bairro São Cristóvão, periferia da cidade serrana. Segundo informações de testemunhas, o crime foi cometido por dois homens que chegaram ao local em uma moto CG 150 vermelha, que não tinha placas. A vítima percebeu a presença dos dois criminosos e ainda tentou fechar a porta, mas acabou baleada e morreu no local.
Uma irmã da vítima que chegava ao local também foi atingida e foi socorrida ao Hospital Regional Pedro Garcia Moreno. Os criminosos fugiram sem deixar pistas. Uma das suspeitas aponta que os bandidos tentariam assaltar o bar, o que caracterizaria o crime como latrocínio. Mas a polícia não descarta alguma conexão com a vida pessoal de Ana Paula, que se separou recentemente. Neste caso, considera-se que o crime teria sido um feminicídio. O caso é investigado pelo setor de homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS