Mais dois assassinatos no interior do estado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/08/2019 às 23:43:00

 

Gabriel Damásio
Ainda sob o impacto 
de duas chacinas 
ocorridas em menos de 24 horas no interior do estado, com seis mortes, outros dois homicídios ocorreram na noite de anteontem. Em Itabaiana (Agreste), o jovem Alan Douglas Alves da Silva, 18 anos, foi morto com vários tiros na porta de casa, no Loteamento Santa Mônica, periferia da cidade. Já em Lagarto (Centro-Sul), José Lucas Anjo Santos, 27, foi encontrado morto e com várias marcas de tiros em uma rua do bairro Ademar de Carvalho. Com esses casos, já são oito mortes violentas no espaço de um dia em cidades do interior. 
O crime de Itabaiana ocorreu por volta das 22h30 desta terça-feira, na Rua Projetada do Loteamento Santa Mônica. Segundo a polícia, Douglas estava em casa, assistindo televisão, e foi chamado para fora por um desconhecido, ao abrir a porta para ver de quem se tratava, o criminoso sacou uma pistola e disparou cerca de 10 tiros. O atirador fugiu logo em seguida e o rapaz caiu na calçada, onde morreu antes da chegada de uma ambulância. 
Uma equipe do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) esteve no local, mas conseguiu poucas informações e teve dificuldades na obtenção de pistas junto aos moradores da vizinhança. O caso é apurado pelo setor de Homicídios da delegacia regional de Itabaiana, que já trabalha na apuração da chacina ocorrida na noite de segunda-feira, no bairro Queimadas. Maike Lima de Oliveira, 22; Mateus Xavier da Conceição, 21 ; e Igor Lima do Nascimento, o 'Bola 8', 19, foram executados a tiros de pistola por desconhecidos que passaram de carro pela casa onde as vítimas estavam sentadas. 
As mesmas dificuldades com informações testemunhais foram sentidas pela PM no caso de Lagarto. Soldados do 7º BPM não encontram pessoas que possam ter visto o crime, tendo apenas encontrado o corpo em uma rua de difícil acesso do bairro. José Anjo também foi atingido por vários tiros na cabeça e nas costas, sendo reconhecido por familiares que reconheceram fotos do corpo que circularam nas redes sociais. O caso está sendo apurado pela Delegacia Regional de Lagarto. 

Gabriel Damásio

Ainda sob o impacto  de duas chacinas  ocorridas em menos de 24 horas no interior do estado, com seis mortes, outros dois homicídios ocorreram na noite de anteontem. Em Itabaiana (Agreste), o jovem Alan Douglas Alves da Silva, 18 anos, foi morto com vários tiros na porta de casa, no Loteamento Santa Mônica, periferia da cidade. Já em Lagarto (Centro-Sul), José Lucas Anjo Santos, 27, foi encontrado morto e com várias marcas de tiros em uma rua do bairro Ademar de Carvalho. Com esses casos, já são oito mortes violentas no espaço de um dia em cidades do interior. 

O crime de Itabaiana ocorreu por volta das 22h30 desta terça-feira, na Rua Projetada do Loteamento Santa Mônica. Segundo a polícia, Douglas estava em casa, assistindo televisão, e foi chamado para fora por um desconhecido, ao abrir a porta para ver de quem se tratava, o criminoso sacou uma pistola e disparou cerca de 10 tiros. O atirador fugiu logo em seguida e o rapaz caiu na calçada, onde morreu antes da chegada de uma ambulância. 
Uma equipe do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) esteve no local, mas conseguiu poucas informações e teve dificuldades na obtenção de pistas junto aos moradores da vizinhança. O caso é apurado pelo setor de Homicídios da delegacia regional de Itabaiana, que já trabalha na apuração da chacina ocorrida na noite de segunda-feira, no bairro Queimadas. Maike Lima de Oliveira, 22; Mateus Xavier da Conceição, 21 ; e Igor Lima do Nascimento, o 'Bola 8', 19, foram executados a tiros de pistola por desconhecidos que passaram de carro pela casa onde as vítimas estavam sentadas. 
As mesmas dificuldades com informações testemunhais foram sentidas pela PM no caso de Lagarto. Soldados do 7º BPM não encontram pessoas que possam ter visto o crime, tendo apenas encontrado o corpo em uma rua de difícil acesso do bairro. José Anjo também foi atingido por vários tiros na cabeça e nas costas, sendo reconhecido por familiares que reconheceram fotos do corpo que circularam nas redes sociais. O caso está sendo apurado pela Delegacia Regional de Lagarto.