Governo destina alimentos e itens de higiene pessoal a instituições beneficentes

Geral


  • Equipes distribuem as doações com instituições assistenciais

  • DOAÇÕES FORAM FEITAS PELA POPULAÇÃO NO PERÍODO DAS CHUVAS

 

A solidariedade da população sergipana, comovida com a situação dos moradores dos municípios mais atingidos pelas chuvas do último mês de julho, se manifestou em forma de doações. A secretaria de Estado da Inclusão Social (Seit) e o seu departamento de Proteção e Defesa Civil receberam uma quantidade significativa de itens diversos e destinaram, à época, às localidades mais afetadas. Passada a crise principal, o material ainda disponível está sendo doado a entidades filantrópicas com atuação e necessidade comprovadas.
De acordo com a diretora de Assistência Social da Seit, Inácia Brito, todas as doações foram realizadas para instituições cadastradas e vinculadas aos Conselhos Municipais da Assistência Social, e da Criança e do Adolescente. "São instituições que desenvolvem trabalhos nesses municípios atendendo a população vulnerável. Recebemos bastante material no período das chuvas e, após atender os municípios mais necessitados, entendemos que precisávamos fazer chegar a quem mais necessita. Então entramos em contato com os representantes das instituições para fazer as entregas", explicou.
Instituições não governamentais que atendem pessoas idosas, crianças e adolescentes, e pessoas em situação de rua receberam, então, alimentos e itens de higiene pessoal. Ao todo, 32 entidades de 13 municípios receberam 132 kg de arroz, 102 kg de feijão, 72 kg de macarrão, 102 kg de açúcar, 42 l de óleo de soja, 75 pacotes de leite em pó, 27 kg de farinha de mandioca, 150 pacotes de biscoito, 121 fardos de café Maratá, 965 fardos e 249 pacotes de 200g de massa de milho Maratá, e 1.600 garrafas de 1,5 l de água mineral. Entre os itens de higiene pessoal, foram entregues 204 sabonetes, 168 unidades de creme dental, 108 escovas de dente, 36 shampoos; 802 pacotes de fraldas descartáveis infantis e 2 fardos de fraldas geriátricas.
O Asilo Santo Antonio, localizado no município de Lagarto, foi uma das entidades contempladas.  Bruna Machado, representante da entidade, destacou a importância da doação para os assistidos da instituição. "Essa ajuda é muito importante, já que a única renda que temos são as aposentadorias dos idosos para manter o asilo com alimentação, fraldas e o restante de materiais necessários. Então, essa doação é uma grande ajuda que dará para suprir nossas necessidades por bastante tempo", disse. 
Outra instituição contemplada foi o Lar São Francisco de Assis, localizado em Boquim, que também atende pessoas idosas. "Essa ajuda é muito importante porque não estamos recebendo recursos. As pessoas acham que os idosos, por serem aposentados, conseguem sobreviver, mas nós - que estamos de perto - sabemos que a realidade não é essa", relatou o representante da instituição, Lourival Santos Andrade.

A solidariedade da população sergipana, comovida com a situação dos moradores dos municípios mais atingidos pelas chuvas do último mês de julho, se manifestou em forma de doações. A secretaria de Estado da Inclusão Social (Seit) e o seu departamento de Proteção e Defesa Civil receberam uma quantidade significativa de itens diversos e destinaram, à época, às localidades mais afetadas. Passada a crise principal, o material ainda disponível está sendo doado a entidades filantrópicas com atuação e necessidade comprovadas.
De acordo com a diretora de Assistência Social da Seit, Inácia Brito, todas as doações foram realizadas para instituições cadastradas e vinculadas aos Conselhos Municipais da Assistência Social, e da Criança e do Adolescente. "São instituições que desenvolvem trabalhos nesses municípios atendendo a população vulnerável. Recebemos bastante material no período das chuvas e, após atender os municípios mais necessitados, entendemos que precisávamos fazer chegar a quem mais necessita. Então entramos em contato com os representantes das instituições para fazer as entregas", explicou.
Instituições não governamentais que atendem pessoas idosas, crianças e adolescentes, e pessoas em situação de rua receberam, então, alimentos e itens de higiene pessoal. Ao todo, 32 entidades de 13 municípios receberam 132 kg de arroz, 102 kg de feijão, 72 kg de macarrão, 102 kg de açúcar, 42 l de óleo de soja, 75 pacotes de leite em pó, 27 kg de farinha de mandioca, 150 pacotes de biscoito, 121 fardos de café Maratá, 965 fardos e 249 pacotes de 200g de massa de milho Maratá, e 1.600 garrafas de 1,5 l de água mineral. Entre os itens de higiene pessoal, foram entregues 204 sabonetes, 168 unidades de creme dental, 108 escovas de dente, 36 shampoos; 802 pacotes de fraldas descartáveis infantis e 2 fardos de fraldas geriátricas.
O Asilo Santo Antonio, localizado no município de Lagarto, foi uma das entidades contempladas.  Bruna Machado, representante da entidade, destacou a importância da doação para os assistidos da instituição. "Essa ajuda é muito importante, já que a única renda que temos são as aposentadorias dos idosos para manter o asilo com alimentação, fraldas e o restante de materiais necessários. Então, essa doação é uma grande ajuda que dará para suprir nossas necessidades por bastante tempo", disse. 
Outra instituição contemplada foi o Lar São Francisco de Assis, localizado em Boquim, que também atende pessoas idosas. "Essa ajuda é muito importante porque não estamos recebendo recursos. As pessoas acham que os idosos, por serem aposentados, conseguem sobreviver, mas nós - que estamos de perto - sabemos que a realidade não é essa", relatou o representante da instituição, Lourival Santos Andrade.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS