Estado lança "Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa"

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Durante o lançamento do Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa, ontem de manhã, houve apresentações culturais dos alunos da rede pública e de grupos culturais do Estado
Durante o lançamento do Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa, ontem de manhã, houve apresentações culturais dos alunos da rede pública e de grupos culturais do Estado

O governador Belivaldo Chagas discursa no lançamento do programa
O governador Belivaldo Chagas discursa no lançamento do programa

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/08/2019 às 22:53:00

 

O governador Belivaldo 
Chagas lançou, nesta 
quinta-feira (29), o programa "Alfabetizar pra Valer - Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa", ao lado da vice-governadora Eliane Aquino, prefeitos e representantes dos municípios sergipanos e da sociedade civil. A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, e a secretária de Estado da Educação do Ceará, Eliana Estrela, também participaram da solenidade.
O objetivo é implementar uma política de Estado que tenha como foco a alfabetização de todos os estudantes da rede pública matriculados nos dois primeiros anos do Ensino Fundamental, com ganhos maiores em Língua Portuguesa e Matemática. "Desde quando assumi o governo, afirmei que a educação seria uma das prioridades da minha gestão. E, hoje, damos o pontapé inicial para uma nova história da educação em Sergipe. Não há como pensar em desenvolvimento sem melhorar a educação. É importante que estejamos todos juntos, de mãos dadas, o Governo do Estado, ajudando através das capacitações, fortalecendo a área da educação; os trabalhadores da educação, buscando os resultados, além de incentivar as famílias para que coloquem os seus filhos na escola na idade certa e tenhamos um acompanhamento mais de perto para buscar os melhores resultados", declarou Belivaldo.
O pacto tem como base dois projetos de leis assinados hoje e que serão enviados à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese): o do próprio Programa Alfabetizar pra Valer e o da Criação do Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe - Saese.
Alfabetizar pra Valer - Cerca de 80% dos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental têm nível de leitura e matemática considerado insuficientes em Sergipe, segundo dados da última Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA). Para reverter esse quadro, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), pretende, a partir do Programa Alfabetizar pra Valer, garantir a melhoria do atendimento escolar aos estudantes do ciclo de alfabetização e contribuir para a elevação do nível de proficiência em leitura e escrita, permitindo a progressão escolar e a prevenção do abandono, da evasão e da distorção idade/série nos anos subsequentes à alfabetização. A expectativa é beneficiar, anualmente, mais de 86 mil crianças nas escolas públicas de ensino fundamental de Sergipe.
O secretário de Estado da Educação, Josué Modesto, expôs que a efetividade no processo exige a colaboração dos municípios, já que 80 % dos alunos nas séries iniciais do ensino fundamental estão matriculados nas redes municipais. "É preciso efetivar o regime, de colaboração previsto na LDB, entre o estado e os municípios. A principal mudança que esperamos é que, ao final, todas as nossas crianças sejam alfabetizadas com o nível adequado à idade certa (7 anos, no segundo ano do ensino fundamental), já que isso garante autonomia às crianças para que possam progredir com facilidade, desenvolvendo o interesse pela leitura e matemática".
Para o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, o pacto pela Educação é uma oportunidade para que todos se unam para buscar avanços no sentido da melhoria da aprendizagem. "Nós estamos aqui para juntos darmos as mãos, quero parabenizar o Governo do Estado, o governador Belivaldo, a Secretaria de Estado da Educação e o secretário Josué por essa iniciativa que vai ser muito importante para o avanço nos índices de alfabetização e melhores resultados na educação em Sergipe. A Prefeitura de Aracaju tem feito um esforço muito grande para isso, já reformamos 23 novas escolas, estamos fazendo o processo de digitalização, colocando internet, todas as nossas escolas a partir do final desse ano e começo do ano que vem, estarão interligadas por meio de internet, estamos fazendo uma grande transformação na educação em Aracaju, e esses elementos casam com o projeto de melhoria na educação em Sergipe. Com esse programa, o governo de Sergipe semeia a esperança, porque aqui hoje se planta sementes das quais colheremos resultados daqui a 5 anos ou 10 anos", reforçou o chefe do executivo municipal de Aracaju.
ICMS - Para incentivar a participação das redes municipais, o governo estadual vai propor mudanças na redistribuição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) destinado aos municípios. 
"Estamos concluindo um projeto, a ser encaminhado para a Alese, mas só farei isso após discutir o projeto com os prefeitos, para direcionar mais recursos para os municípios que tiverem melhores resultados na educação. No decorrer do mês de setembro, estaremos dialogando com os prefeitos municipais, com o objetivo de discutir a elaboração de um projeto para redistribuição de ICMS, no intuito de aumentar o repasse aos municípios que vierem apresentar os melhores resultados na área de educação", comunicou Belivaldo.
Os municípios também receberão material pedagógico, formação continuada para todos os gestores escolares, coordenadores pedagógicos e professores, prêmios para as escolas com bom desempenho e acompanhamento de resultados. Ou seja, com o Programa, ganham o Estado, os munícipios, as escolas e os sergipanos.

O governador Belivaldo  Chagas lançou, nesta  quinta-feira (29), o programa "Alfabetizar pra Valer - Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa", ao lado da vice-governadora Eliane Aquino, prefeitos e representantes dos municípios sergipanos e da sociedade civil. A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, e a secretária de Estado da Educação do Ceará, Eliana Estrela, também participaram da solenidade.
O objetivo é implementar uma política de Estado que tenha como foco a alfabetização de todos os estudantes da rede pública matriculados nos dois primeiros anos do Ensino Fundamental, com ganhos maiores em Língua Portuguesa e Matemática. "Desde quando assumi o governo, afirmei que a educação seria uma das prioridades da minha gestão. E, hoje, damos o pontapé inicial para uma nova história da educação em Sergipe. Não há como pensar em desenvolvimento sem melhorar a educação. É importante que estejamos todos juntos, de mãos dadas, o Governo do Estado, ajudando através das capacitações, fortalecendo a área da educação; os trabalhadores da educação, buscando os resultados, além de incentivar as famílias para que coloquem os seus filhos na escola na idade certa e tenhamos um acompanhamento mais de perto para buscar os melhores resultados", declarou Belivaldo.
O pacto tem como base dois projetos de leis assinados hoje e que serão enviados à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese): o do próprio Programa Alfabetizar pra Valer e o da Criação do Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe - Saese.

Alfabetizar pra Valer - Cerca de 80% dos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental têm nível de leitura e matemática considerado insuficientes em Sergipe, segundo dados da última Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA). Para reverter esse quadro, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), pretende, a partir do Programa Alfabetizar pra Valer, garantir a melhoria do atendimento escolar aos estudantes do ciclo de alfabetização e contribuir para a elevação do nível de proficiência em leitura e escrita, permitindo a progressão escolar e a prevenção do abandono, da evasão e da distorção idade/série nos anos subsequentes à alfabetização. A expectativa é beneficiar, anualmente, mais de 86 mil crianças nas escolas públicas de ensino fundamental de Sergipe.
O secretário de Estado da Educação, Josué Modesto, expôs que a efetividade no processo exige a colaboração dos municípios, já que 80 % dos alunos nas séries iniciais do ensino fundamental estão matriculados nas redes municipais. "É preciso efetivar o regime, de colaboração previsto na LDB, entre o estado e os municípios. A principal mudança que esperamos é que, ao final, todas as nossas crianças sejam alfabetizadas com o nível adequado à idade certa (7 anos, no segundo ano do ensino fundamental), já que isso garante autonomia às crianças para que possam progredir com facilidade, desenvolvendo o interesse pela leitura e matemática".
Para o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, o pacto pela Educação é uma oportunidade para que todos se unam para buscar avanços no sentido da melhoria da aprendizagem. "Nós estamos aqui para juntos darmos as mãos, quero parabenizar o Governo do Estado, o governador Belivaldo, a Secretaria de Estado da Educação e o secretário Josué por essa iniciativa que vai ser muito importante para o avanço nos índices de alfabetização e melhores resultados na educação em Sergipe. A Prefeitura de Aracaju tem feito um esforço muito grande para isso, já reformamos 23 novas escolas, estamos fazendo o processo de digitalização, colocando internet, todas as nossas escolas a partir do final desse ano e começo do ano que vem, estarão interligadas por meio de internet, estamos fazendo uma grande transformação na educação em Aracaju, e esses elementos casam com o projeto de melhoria na educação em Sergipe. Com esse programa, o governo de Sergipe semeia a esperança, porque aqui hoje se planta sementes das quais colheremos resultados daqui a 5 anos ou 10 anos", reforçou o chefe do executivo municipal de Aracaju.

ICMS - Para incentivar a participação das redes municipais, o governo estadual vai propor mudanças na redistribuição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) destinado aos municípios. 
"Estamos concluindo um projeto, a ser encaminhado para a Alese, mas só farei isso após discutir o projeto com os prefeitos, para direcionar mais recursos para os municípios que tiverem melhores resultados na educação. No decorrer do mês de setembro, estaremos dialogando com os prefeitos municipais, com o objetivo de discutir a elaboração de um projeto para redistribuição de ICMS, no intuito de aumentar o repasse aos municípios que vierem apresentar os melhores resultados na área de educação", comunicou Belivaldo.
Os municípios também receberão material pedagógico, formação continuada para todos os gestores escolares, coordenadores pedagógicos e professores, prêmios para as escolas com bom desempenho e acompanhamento de resultados. Ou seja, com o Programa, ganham o Estado, os munícipios, as escolas e os sergipanos.