Luciene Resende é reeleita vice-presidente da UPAG

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/08/2019 às 21:13:00

 

Após a campanha histórica nos Jogos Pan-Americanos de Lima, graças às 16 medalhas conquistadas nas modalidades Artística e Rítmica da Ginástica, o Brasil teve uma outra boa notícia, com a reeleição da presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Resende, como vice-presidente da Região Sul da América da União Pan-Americana de Ginástica UPAG.
Esta é a terceira reeleição de Luciene Resende para o cargo. A primeira vez que ela foi escolhida para o cargo foi durante o Pan-Americano de Guadalajara-2011 e a segunda foi em 2015, durante os Jogos de Toronto-2015. A entidade aproveita justamente os Jogos Pan-Americanos para realizar suas eleições.
A Ginástica brasileira também terá representatividade em comitês da UPAG. A professora Marcia Aversani foi eleita presidente do Comitê Técnico de Ginástica Rítmica; professor Robson Caballero foi escolhido membro do Comitê Técnico da Ginástica Artística Masculina e a professora Deise Garcia passa a ser membro do Comitê Técnico da Acrobática.
Para Luciene Resende, o resultado da eleição, mostrou a força da Ginástica brasileira nas Américas. "Estou muito feliz em ser reconduzida para a vice-presidência da UPAG, o que mostra a representatividade e a força do Brasil na entidade. Além disso, conseguimos indicar para a presidência do Comitê Técnico da Ginástica Rítmica a professora Marcia Aversani, o que foi uma grande vitória para o Brasil. Também tivemos aceitas as indicações para membros dos comitês técnicos, com professor Robson Caballero, da Ginástica Artística masculina, e a professora Deise Garcia, da Ginástica Acrobática. O Brasil saiu muito vitorioso desta eleição e se firmando como potência, não só dentro das competições como também fora dos ginásios", afirmou.

Após a campanha histórica nos Jogos Pan-Americanos de Lima, graças às 16 medalhas conquistadas nas modalidades Artística e Rítmica da Ginástica, o Brasil teve uma outra boa notícia, com a reeleição da presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Resende, como vice-presidente da Região Sul da América da União Pan-Americana de Ginástica UPAG.
Esta é a terceira reeleição de Luciene Resende para o cargo. A primeira vez que ela foi escolhida para o cargo foi durante o Pan-Americano de Guadalajara-2011 e a segunda foi em 2015, durante os Jogos de Toronto-2015. A entidade aproveita justamente os Jogos Pan-Americanos para realizar suas eleições.
A Ginástica brasileira também terá representatividade em comitês da UPAG. A professora Marcia Aversani foi eleita presidente do Comitê Técnico de Ginástica Rítmica; professor Robson Caballero foi escolhido membro do Comitê Técnico da Ginástica Artística Masculina e a professora Deise Garcia passa a ser membro do Comitê Técnico da Acrobática.
Para Luciene Resende, o resultado da eleição, mostrou a força da Ginástica brasileira nas Américas. "Estou muito feliz em ser reconduzida para a vice-presidência da UPAG, o que mostra a representatividade e a força do Brasil na entidade. Além disso, conseguimos indicar para a presidência do Comitê Técnico da Ginástica Rítmica a professora Marcia Aversani, o que foi uma grande vitória para o Brasil. Também tivemos aceitas as indicações para membros dos comitês técnicos, com professor Robson Caballero, da Ginástica Artística masculina, e a professora Deise Garcia, da Ginástica Acrobática. O Brasil saiu muito vitorioso desta eleição e se firmando como potência, não só dentro das competições como também fora dos ginásios", afirmou.