Aracaju bem na fita

Opinião

 

A boa gestão realizada em Ara-
caju começa a dar na vista. Se-
gundo o jornal Valor Econômico, a capital sergipana está entre as quatro cidades brasileiras com maior volume de investimento, ao longo de 2019. No nordeste, não há cidade capaz de rivalizar conosco em matéria de alocação de recursos. 
O prefeito Edvaldo Nogueira tem muito o que comemorar. De acordo com os dados apurados pelo Valor, a capital sergipana fica atrás apenas de Goiânia, com 89,08%; Curitiba, com 102,58%, e Boa Vista, com crescimento de 134,40%. Em dois anos e meio de gestão, foram investidos aqui cerca de R$ 510 milhões. E ainda há perspectiva de novos aportes financeiros.
"Se conseguirmos os R$300 milhões que estamos pleiteando para a construção da avenida Perimetral, serão R$ 810 milhões, valor que em toda a história da Prefeitura de Aracaju nunca foi investido na cidade", reforça Edvaldo, de Brasília, batendo à porta dos deputados da bancada sergipana, com novos projetos embaixo do braço.
Desempenho assim notável não foi conquistado sem sacrifícios. Para ter acesso aos recursos, Edvaldo não precisou inventar a pólvora, bastou seguiu a cartilha de austeridade na ponta da língua de todo gestor público. Mas, ao contrário de uns e outros, o esforço fiscal realizado na Prefeitura de Aracaju não foi apenas artifício de retórica. No primeiro ano do atual mandato, Edvaldo fez de tudo para equilibrar as contas, apertou o cinto. Agora, com investimentos nos quatro cantos da cidade e trânsito livre junto às fontes de financiamento, o prefeito pode dormir o sono dos justos.

A boa gestão realizada em Ara- caju começa a dar na vista. Se- gundo o jornal Valor Econômico, a capital sergipana está entre as quatro cidades brasileiras com maior volume de investimento, ao longo de 2019. No nordeste, não há cidade capaz de rivalizar conosco em matéria de alocação de recursos. 
O prefeito Edvaldo Nogueira tem muito o que comemorar. De acordo com os dados apurados pelo Valor, a capital sergipana fica atrás apenas de Goiânia, com 89,08%; Curitiba, com 102,58%, e Boa Vista, com crescimento de 134,40%. Em dois anos e meio de gestão, foram investidos aqui cerca de R$ 510 milhões. E ainda há perspectiva de novos aportes financeiros.
"Se conseguirmos os R$300 milhões que estamos pleiteando para a construção da avenida Perimetral, serão R$ 810 milhões, valor que em toda a história da Prefeitura de Aracaju nunca foi investido na cidade", reforça Edvaldo, de Brasília, batendo à porta dos deputados da bancada sergipana, com novos projetos embaixo do braço.
Desempenho assim notável não foi conquistado sem sacrifícios. Para ter acesso aos recursos, Edvaldo não precisou inventar a pólvora, bastou seguiu a cartilha de austeridade na ponta da língua de todo gestor público. Mas, ao contrário de uns e outros, o esforço fiscal realizado na Prefeitura de Aracaju não foi apenas artifício de retórica. No primeiro ano do atual mandato, Edvaldo fez de tudo para equilibrar as contas, apertou o cinto. Agora, com investimentos nos quatro cantos da cidade e trânsito livre junto às fontes de financiamento, o prefeito pode dormir o sono dos justos.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS