Vigilante é encontrado morto e com mão decepada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/09/2019 às 00:08:00

 

Gabriel Damásio
A polícia investiga o 
assassinato do vigi
lante Mário Sérgio Barbosa Santos, 42 anos, que foi encontrado morto ontem de madrugada em uma escola municipal de Capela (Vale do Cotinguiba). Ele trabalhava na Escola Antônio Ferreira Carvalho, e teria sido atacado por desconhecidos que invadiram o colégio. Testemunhas que moram próximo ao local relatam ter ouvido gritos de socorro e barulhos de luta, por volta das 3h30. 
Equipes da Polícia Militar foram chamadas à escola e encontraram o corpo de Sérgio dentro de uma sala de aula, com várias marcas de golpes feitos com facão. Uma das mãos da vítima foi decepada. Pelo chão da sala e dos corredores, além das paredes e do muro da escola, foram achadas muitas marcas de sangue, suficientes inclusive para imprimir pegadas deixadas pelos assassinos. Os policiais informaram ter encontrado um cenário de luta no local e constataram que nada foi roubado da escola, nem do carro do vigilante, apesar de ele ter sido mexido. Apenas a carteira e o celular da vítima foram levados. 
Equipes da Criminalística e do Instituto Médico-Legal (IML) foram acionadas e recolheram o corpo de Mário pela manhã. A Delegacia de Capela investiga o caso e o delegado responsável, Wanderson Bastos, confirmou ontem que pelo menos três linhas de investigação estão sendo seguidas. Uma delas aponta para a ocorrência de um latrocínio (roubo seguido de morte), mas não se descarta outras possibilidades, como a de um homicídio premeditado. 
Todas as aulas na Escola Antônio Ferreira Carvalho foram suspensas no dia de ontem. Em nota, a Prefeitura de Capela afirmou que o crime causou "perplexidade e muita consternação", e que a prefeita Silvany Mamlak recebeu a notícia com "tristeza e indignação". "Rogamos a Deus que proteja a todos e que as autoridades possam elucidar esse caso, para que se faça justiça", diz a nota. 

Gabriel Damásio

A polícia investiga o  assassinato do vigi lante Mário Sérgio Barbosa Santos, 42 anos, que foi encontrado morto ontem de madrugada em uma escola municipal de Capela (Vale do Cotinguiba). Ele trabalhava na Escola Antônio Ferreira Carvalho, e teria sido atacado por desconhecidos que invadiram o colégio. Testemunhas que moram próximo ao local relatam ter ouvido gritos de socorro e barulhos de luta, por volta das 3h30. 
Equipes da Polícia Militar foram chamadas à escola e encontraram o corpo de Sérgio dentro de uma sala de aula, com várias marcas de golpes feitos com facão. Uma das mãos da vítima foi decepada. Pelo chão da sala e dos corredores, além das paredes e do muro da escola, foram achadas muitas marcas de sangue, suficientes inclusive para imprimir pegadas deixadas pelos assassinos. Os policiais informaram ter encontrado um cenário de luta no local e constataram que nada foi roubado da escola, nem do carro do vigilante, apesar de ele ter sido mexido. Apenas a carteira e o celular da vítima foram levados. 
Equipes da Criminalística e do Instituto Médico-Legal (IML) foram acionadas e recolheram o corpo de Mário pela manhã. A Delegacia de Capela investiga o caso e o delegado responsável, Wanderson Bastos, confirmou ontem que pelo menos três linhas de investigação estão sendo seguidas. Uma delas aponta para a ocorrência de um latrocínio (roubo seguido de morte), mas não se descarta outras possibilidades, como a de um homicídio premeditado. 
Todas as aulas na Escola Antônio Ferreira Carvalho foram suspensas no dia de ontem. Em nota, a Prefeitura de Capela afirmou que o crime causou "perplexidade e muita consternação", e que a prefeita Silvany Mamlak recebeu a notícia com "tristeza e indignação". "Rogamos a Deus que proteja a todos e que as autoridades possam elucidar esse caso, para que se faça justiça", diz a nota.