Duda e Ágatha avançam para as oitavas em Roma

Esporte

 

A temporada 2019 do vôlei de praia está próxima do fim e o grande evento que encerra este ciclo é o World Tour Finals, que começou nesta quinta-feira (05), em Roma, capital italiana. Pela chave feminina o Brasil tem quatro duplas na disputa por medalhas e, na primeira rodada, conseguiu saldo positivo de cinco vitórias em sete partidas. Ágatha/Duda (PR/SE), que defendem o título de 2018, e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) venceram os dois jogos que participaram e já estão garantidas nas oitavas de final. 
Campeãs do torneio da temporada passada, que foi realizado em Hamburgo (ALE), Ágatha e Duda começaram como cabeças-de-chave do grupo D e venceram as russas Bocharova e Voronina na estreia as por 2 sets a 0 (21/14 e 21/17). Na rodada seguinte elas conseguiram novo triunfo em um jogo de três sets, desta vez sobre as alemãs Borger e Sude (18/21, 24/22 e 15/10).
Ana Patrícia e Rebecca também encerraram o primeiro dia com 100% de aproveitamento. Elas ficaram em primeiro no grupo F ao vencerem Murakami/Ishii, do Japão, por 2 sets a 0 (21/15 e 21/18), e, um pouco depois, a tricampeã olímpica Kerri Walsh e a parceira Brooke Sweat (EUA) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/15). Rebecca comentou sobre a mudança de estratégia utilizada no confronto com a dupla dos Estados Unidos.
A competição conta com 32 times em cada naipe, sendo 22 provenientes do ranking de entradas, dois convidados e outros oito provenientes do classificatório. Os times se enfrentam na chave, com os primeiros colocados avançando direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros colocados duelam por uma fase eliminatória extra, da repescagem.
A competição em Roma rende cerca de R$ 160 mil para os campeões dos naipes masculino e feminino. Ao todo, o torneio distribui cerca de R$ 2,4 milhões em premiação aos atletas, além de oferecer pontuação alta para o ranking internacional - 1.200 para os times vencedores.

A temporada 2019 do vôlei de praia está próxima do fim e o grande evento que encerra este ciclo é o World Tour Finals, que começou nesta quinta-feira (05), em Roma, capital italiana. Pela chave feminina o Brasil tem quatro duplas na disputa por medalhas e, na primeira rodada, conseguiu saldo positivo de cinco vitórias em sete partidas. Ágatha/Duda (PR/SE), que defendem o título de 2018, e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) venceram os dois jogos que participaram e já estão garantidas nas oitavas de final. 
Campeãs do torneio da temporada passada, que foi realizado em Hamburgo (ALE), Ágatha e Duda começaram como cabeças-de-chave do grupo D e venceram as russas Bocharova e Voronina na estreia as por 2 sets a 0 (21/14 e 21/17). Na rodada seguinte elas conseguiram novo triunfo em um jogo de três sets, desta vez sobre as alemãs Borger e Sude (18/21, 24/22 e 15/10).
Ana Patrícia e Rebecca também encerraram o primeiro dia com 100% de aproveitamento. Elas ficaram em primeiro no grupo F ao vencerem Murakami/Ishii, do Japão, por 2 sets a 0 (21/15 e 21/18), e, um pouco depois, a tricampeã olímpica Kerri Walsh e a parceira Brooke Sweat (EUA) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/15). Rebecca comentou sobre a mudança de estratégia utilizada no confronto com a dupla dos Estados Unidos.
A competição conta com 32 times em cada naipe, sendo 22 provenientes do ranking de entradas, dois convidados e outros oito provenientes do classificatório. Os times se enfrentam na chave, com os primeiros colocados avançando direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros colocados duelam por uma fase eliminatória extra, da repescagem.
A competição em Roma rende cerca de R$ 160 mil para os campeões dos naipes masculino e feminino. Ao todo, o torneio distribui cerca de R$ 2,4 milhões em premiação aos atletas, além de oferecer pontuação alta para o ranking internacional - 1.200 para os times vencedores.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS