O Brasil imenso do sanfoneiro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Desde o mangue nativo até o sul maravilha
Desde o mangue nativo até o sul maravilha

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/09/2019 às 23:27:00

 

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br
Com a sanfona no 
colo, Lucas Campe
lo se faz senhor de todos os caminhos. Depois de pegar o rastro de um gigante, com as apresentações dedicadas ao repertório do saudoso Dominguinhos, o músico sergipano resolveu medir as lonjuras próprias de um continente. 'Raízes do Brasil' revela as diversas facetas de um País imenso, a partir do que há de mais genuíno em cada porto, rancho e parada da estrada.
Em verdade, Lucas Campelo conhece tais veredas como a palma da mão. Esta já é a 3ª edição do Show 'Raízes do Brasil: a vida do viajante'. O roteiro da apresentação traça uma viagem musical pelos quatro cantos do país, apresentando mais de 20 estilos e suas peculiaridades, desde o mangue nativo até o sul maravilha, como o baião, o forró, o bugio, a guarania, a polca rancheira, a lambada, o carimbó, a valsa, o choro, a bossa nova, o frevo, o samba de pareia, o maracatu, a ciranda e outros gêneros musicais do Brasil.
Marcado para acontecer na véspera do feriado de Independência do Brasil, o show busca a união dentro da diversidade musical brasileira. "A conexão sonora entre as diversas regiões do país nos une, nos faz andar de mãos dadas, respeitando as diferenças e percebendo o quanto nós temos em comum na diversidade. O show provocará o encontro da identidade cultural de cada ouvinte, através desta viagem pela imensa riqueza sonora do Brasil", conta o sanfoneiro.
Nesta 3° edição, 'Raízes do Brasil: a vida do viajante' terá as participações especiais do jovem sanfoneiro Yuri Moura e do percussionista paraibano Ismark Nascimento, atacando de Ilú e Xilofone. O cenário é assinado por Ana Ramos, a identidade visual é do fotógrafo Alexandre Alcântara e a produção é da Mola Produtora. "Faço um pedido ao público: se permitam sentir os invisíveis da música", convida Lucas Campelo.
Os ingressos estarão à venda hoje à noite, data do espetáculo, na bilheteria do Café da Gente - anexo ao Museu da Gente Sergipana, ponto de partida da aventura. A casa estará aberta a partir das 18 horas.

Com a sanfona no  colo, Lucas Campe lo se faz senhor de todos os caminhos. Depois de pegar o rastro de um gigante, com as apresentações dedicadas ao repertório do saudoso Dominguinhos, o músico sergipano resolveu medir as lonjuras próprias de um continente. 'Raízes do Brasil' revela as diversas facetas de um País imenso, a partir do que há de mais genuíno em cada porto, rancho e parada da estrada.
Em verdade, Lucas Campelo conhece tais veredas como a palma da mão. Esta já é a 3ª edição do Show 'Raízes do Brasil: a vida do viajante'. O roteiro da apresentação traça uma viagem musical pelos quatro cantos do país, apresentando mais de 20 estilos e suas peculiaridades, desde o mangue nativo até o sul maravilha, como o baião, o forró, o bugio, a guarania, a polca rancheira, a lambada, o carimbó, a valsa, o choro, a bossa nova, o frevo, o samba de pareia, o maracatu, a ciranda e outros gêneros musicais do Brasil.
Marcado para acontecer na véspera do feriado de Independência do Brasil, o show busca a união dentro da diversidade musical brasileira. "A conexão sonora entre as diversas regiões do país nos une, nos faz andar de mãos dadas, respeitando as diferenças e percebendo o quanto nós temos em comum na diversidade. O show provocará o encontro da identidade cultural de cada ouvinte, através desta viagem pela imensa riqueza sonora do Brasil", conta o sanfoneiro.
Nesta 3° edição, 'Raízes do Brasil: a vida do viajante' terá as participações especiais do jovem sanfoneiro Yuri Moura e do percussionista paraibano Ismark Nascimento, atacando de Ilú e Xilofone. O cenário é assinado por Ana Ramos, a identidade visual é do fotógrafo Alexandre Alcântara e a produção é da Mola Produtora. "Faço um pedido ao público: se permitam sentir os invisíveis da música", convida Lucas Campelo.
Os ingressos estarão à venda hoje à noite, data do espetáculo, na bilheteria do Café da Gente - anexo ao Museu da Gente Sergipana, ponto de partida da aventura. A casa estará aberta a partir das 18 horas.