Banco do Nordeste reduz taxas de capital de giro e microcrédito na Semana do Brasil

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/09/2019 às 23:41:00

 

As taxas do Banco do Nordeste para capital de giro e microcrédito urbano estão mais baixas a partir desta semana. A redução faz parte da Semana do Brasil, ação do Governo Federal em parceria com empresas públicas e privadas, realizada de 6 a 15 de setembro. A iniciativa tem por objetivo movimentar a economia do país. As novas taxas beneficiam empreendimentos de todos os portes.
O capital de giro do Banco do Nordeste passa a ser oferecido a partir de 0,41% ao mês, condição para micro e pequenas empresas sediadas em municípios do Semiárido. O produto financia aquisição isolada de matérias-primas para indústrias e agroindústrias, mercadorias, insumos utilizados por empresas de prestação de serviços e gastos gerais para o funcionamento do empreendimento, como folha de pagamento, despesas de água, energia e comunicação, aluguel, condomínio e manutenção de veículos, máquinas e equipamentos.
Para clientes do microcrédito, as taxas praticadas estão a partir de 0,99% ao mês, na modalidade Crediamigo Comunidade. O recurso é disponibilizado de forma desburocratizada, com orientação de um agente de microcrédito, para a melhoria da infraestrutura local do negócio ou moradia e aquisição de pequenas ferramentas.

As taxas do Banco do Nordeste para capital de giro e microcrédito urbano estão mais baixas a partir desta semana. A redução faz parte da Semana do Brasil, ação do Governo Federal em parceria com empresas públicas e privadas, realizada de 6 a 15 de setembro. A iniciativa tem por objetivo movimentar a economia do país. As novas taxas beneficiam empreendimentos de todos os portes.
O capital de giro do Banco do Nordeste passa a ser oferecido a partir de 0,41% ao mês, condição para micro e pequenas empresas sediadas em municípios do Semiárido. O produto financia aquisição isolada de matérias-primas para indústrias e agroindústrias, mercadorias, insumos utilizados por empresas de prestação de serviços e gastos gerais para o funcionamento do empreendimento, como folha de pagamento, despesas de água, energia e comunicação, aluguel, condomínio e manutenção de veículos, máquinas e equipamentos.
Para clientes do microcrédito, as taxas praticadas estão a partir de 0,99% ao mês, na modalidade Crediamigo Comunidade. O recurso é disponibilizado de forma desburocratizada, com orientação de um agente de microcrédito, para a melhoria da infraestrutura local do negócio ou moradia e aquisição de pequenas ferramentas.