Prefeitura dá continuidade ao recolhimento de carcaças de veículos já notificados

Geral


  • 61 CARCAÇAS JÁ FORAM RECOLHIDAS EM VÁRIOS BAIRROS

  • Fiscal notifica proprietário de carro abandonado em via pública

 

Executado pela Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), o trabalho de notificação e recolhimento de carcaças de veículos abandonados nas vias públicas da capital vem apresentando resultados positivos, tanto na atuação das equipes de fiscalização como na cooperação da sociedade através de denúncias. Nesta quinta-feira, 5, fiscais da Empresa dão prosseguimento as entregas das notificações nos bairros da zona norte, a exemplo do Santos Dumont, 18 do forte e Santo Antônio.  
 Até quarta-feira (4), foram eliminadas 61 das 129 carcaças e sucatas notificadas desde o final de julho, tanto pela intervenção da Emsurb como pela conscientização de alguns dos proprietários advertidos. Um dos objetivos desta ação é atender ao Plano de Intensificação de Combate ao Aedes aegypti, uma vez que estes veículos representam potenciais criadouros para o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya   
Por meio do serviço de Ouvidoria Emsurb, as demandas repassadas pela comunidade também têm colaborado para este monitoramento. Do início de agosto até esta última quarta-feira, das 212 manifestações registradas pelo setor, 73 foram sobre queixas de carcaças e sucatas de automóveis em situação de abandono.
 "A Ouvidoria recebe as denúncias, bem como realiza o acompanhamento a partir do número de protocolo que é gerado e informado também ao cidadão", destaca o chefe de Controle Interno da Empresa Municipal de Serviços Urbanos, José Olino.
O diretor de Operações, Bruno Moraes, resalta que a Emsurb remove apenas as carcaças de veículos que se encontram sem o devido registro e que, portanto, são classificadas como resíduos sólidos descartados de forma irregular. "Os proprietários daqueles que estão em frente às residências, regularizados e emplacados, recebem as orientações dos nossos fiscais e também são notificados para que efetuem a retirada. As carcaças que não apresentam mais condições de voltar a circular são prontamente encaminhadas às cooperativas de reciclagem", explica. 
Carcaças recolhidas - Após removidas, as carcaças seguem para uma área de propriedade da Prefeitura de Aracaju. Com base no Art. 29 da Lei Municipal nº1.721/1991, referente ao Código de Limpeza Urbana e Atividades Correlatas, os proprietários têm o prazo limite de 60 dias para efetuarem a retirada, que, segundo a lei, deve ocorrer mediante pagamento de multa e demais despesas referentes à remoção. A população pode efetuar a denúncia de qualquer carcaça de veículo abandonada em espaços públicos por meio da Ouvidoria da Emsurb (3021-9908).

Executado pela Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), o trabalho de notificação e recolhimento de carcaças de veículos abandonados nas vias públicas da capital vem apresentando resultados positivos, tanto na atuação das equipes de fiscalização como na cooperação da sociedade através de denúncias. Nesta quinta-feira, 5, fiscais da Empresa dão prosseguimento as entregas das notificações nos bairros da zona norte, a exemplo do Santos Dumont, 18 do forte e Santo Antônio.  
 Até quarta-feira (4), foram eliminadas 61 das 129 carcaças e sucatas notificadas desde o final de julho, tanto pela intervenção da Emsurb como pela conscientização de alguns dos proprietários advertidos. Um dos objetivos desta ação é atender ao Plano de Intensificação de Combate ao Aedes aegypti, uma vez que estes veículos representam potenciais criadouros para o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya   
Por meio do serviço de Ouvidoria Emsurb, as demandas repassadas pela comunidade também têm colaborado para este monitoramento. Do início de agosto até esta última quarta-feira, das 212 manifestações registradas pelo setor, 73 foram sobre queixas de carcaças e sucatas de automóveis em situação de abandono.
 "A Ouvidoria recebe as denúncias, bem como realiza o acompanhamento a partir do número de protocolo que é gerado e informado também ao cidadão", destaca o chefe de Controle Interno da Empresa Municipal de Serviços Urbanos, José Olino.
O diretor de Operações, Bruno Moraes, resalta que a Emsurb remove apenas as carcaças de veículos que se encontram sem o devido registro e que, portanto, são classificadas como resíduos sólidos descartados de forma irregular. "Os proprietários daqueles que estão em frente às residências, regularizados e emplacados, recebem as orientações dos nossos fiscais e também são notificados para que efetuem a retirada. As carcaças que não apresentam mais condições de voltar a circular são prontamente encaminhadas às cooperativas de reciclagem", explica. 

Carcaças recolhidas - Após removidas, as carcaças seguem para uma área de propriedade da Prefeitura de Aracaju. Com base no Art. 29 da Lei Municipal nº1.721/1991, referente ao Código de Limpeza Urbana e Atividades Correlatas, os proprietários têm o prazo limite de 60 dias para efetuarem a retirada, que, segundo a lei, deve ocorrer mediante pagamento de multa e demais despesas referentes à remoção. A população pode efetuar a denúncia de qualquer carcaça de veículo abandonada em espaços públicos por meio da Ouvidoria da Emsurb (3021-9908).

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS