Os anúncios do Prêmio Nobel de 2019

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/09/2019 às 21:35:00

 

Saumíneo Nascimento
No próximo mês (outubro), estaremos 
conhecendo os laureados com o Prê-
mio Nobel de 2019. Registre-se que conforme informações da Fundação Nobel, no momento, as comissões de premiação estão trabalhando com cuidado e independência para selecionar os ganhadores do Prêmio Nobel de 2019 e do Prêmio Sveriges Riksbank em Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel. Os Laureados serão anunciados a partir de 7 de outubro, revelando os cientistas, escritores e agentes da paz que - de acordo com a visão de Alfred Nobel - conferiram o maior benefício à humanidade.
A sequência de anúncios será a seguinte:
a)    segunda-feira, 7 de outubro, 11:30, no mínimo - Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina - A Assembléia Nobel do Instituto Karolinska, Wallenbergsalen, Fórum Nobel, Nobel väg 1, Solna.;
b)    Terça-feira, 8 de outubro, 11h45, no mínimo - Prêmio Nobel de Física
A Academia Real Sueca de Ciências (Kungl. Vetenskapsakademien, KVA), Sessionssalen, Lilla Frescativägen 4A, Estocolmo
c)     Quarta-feira, 9 de outubro, 11h45, no mínimo - Prêmio Nobel de Química
A Academia Real Sueca de Ciências, Sessionssalen, Lilla Frescativägen 4A, Estocolmo.
d)    Quinta-feira, 10 de outubro, 13 horas no mínimo - Prêmio Nobel de Literatura A Academia Sueca (Academia Svenska), Börssalen, Källargränd 4, Estocolmo.
Nota: A Academia Sueca anunciará o Prêmio Nobel de Literatura para 2018 e 2019.
e)    Sexta-feira, 11 de outubro, 11:00 - Prêmio Nobel da Paz
O Comitê Nobel da Noruega, Instituto Norueguês do Nobel (Norska Nobelinstitutet), Store Sal, Henrik Ibsens gate 51, Oslo.
f)      Segunda-feira, 14 de outubro, 11h45, no mínimo - Prêmio Sveriges Riksbank em Ciências Econômicas, em memória de Alfred Nobel
Academia Real Sueca de Ciências, Sessionssalen, Lilla Frescativägen 4A, Estocolmo.
Os horários listados são hora local na Suécia e na Noruega.
E qual é a história  que está por trás  do testamento de Alfred Nobel? O que se sabe é que quando Alfred Nobel faleceu em 1896, sua última vontade e testamento provocaram a criação do Prêmio Nobel. Alfred Nobel era um industrial e inventor sueco que  acreditava no progresso, na ciência e no humanismo. Ele queria  recompensar esse  progresso e descreveu suas intenções neste documento fascinante, o seu testamento. A idéia era que esses ganhadores do Prêmio Nobel fossem premiados sem considerar a nacionalidade e que funcionariam como modelos e inspirariam mais pessoas a fazer o bem.
Importante registrar que em 27 de novembro de 1895, Alfred Nobel assinou sua última vontade e testamento, dando a maior parte de sua fortuna a uma série de prêmios em Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura e Paz - os Nobel. Em 1968, o Sveriges Riksbank (banco central da Suécia) estabeleceu o Prêmio Sveriges Riksbank em Ciências Econômicas em memória de Alfred Nobel. 
Os primeiros prêmios em Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura e Paz foram concedidos em 1901.
O ponto importante neste ano de 2019 é e ressignificação da palavra vontade para a Fundação Nobel, conforme exposição de motivos dos dirigentes da Fundação Nobel que tem a responsabilidade geral de cumprir as intenções da vontade do Nobel.
Os dirigentes da Fundação Nobel querem que o testamento de Alfred Nobel seja um documento vivo e que as palavras dele sejam lidas por muitas pessoas, porém lembrando de uma premissa especial, a de que os prêmios devem ser concedidos àqueles que conferiram o maior benefício à humanidade.
Isto porque conforme a Fundação Nobel, a maneira de pensar que Alfred Nobel descrita em seu testamento é mais relevante do que nunca.  Isto porque atualmente, vivemos um tempo em que o raciocínio baseado em fatos e a liberdade de expressão estão sendo desafiados em muitas partes do mundo. Assim, a Fundação Nobel entende que precisamos defender esses valores.
Entre 1901 e 2018, o Prêmio Nobel e o Prêmio em Ciências Econômicas foram concedidos 590 vezes. Já tivemos 908 laureados e 27 organizações foram agraciados com o Prêmio Nobel entre 1901 e 2018. Desses, 81 são laureados em Ciências Econômicas. Um pequeno número de indivíduos e organizações foi homenageado mais de uma vez, o que significa que 904 indivíduos e 24 organizações únicas receberam o Prêmio Nobel no total.
A Malala Yousafzai foi a mais jovem ganhadora de um Nobel até o momento, ganhou o Nobel da Paz em 2014, com apenas 17 anos de idade, já o ganhador com maior idade foi o Arthur Ashkin que em 2018 ganhou o Nobel de Física com 96 anos.
Ainda nas curiosidade do Prêmio Nobel, destaco que entre 1901 e 2018, o Prêmio Nobel e o Prêmio de Ciências Econômicas foram concedidos 52 vezes a mulheres. 
Três ganhadores do Nobel estavam presos no momento da entrega do Prêmio Nobel, todos eles premiados com o Nobel da Paz: o Pacifista e jornalista alemão Carl von Ossietzky, o Político birmanês Aung San Suu Kyi e o Ativista chinês dos direitos humanos Liu Xiaobo.
Vale registrar que ainda não temos brasileiros laureados com um Prêmio Nobel, mas entendo que ainda chegaremos lá, ter alguém do nosso país com a mais importante honoraria no campo científico será muito importante para destacar o nosso país no cenário internacional.

Saumíneo Nascimento

No próximo mês (outubro), estaremos  conhecendo os laureados com o Prê- mio Nobel de 2019. Registre-se que conforme informações da Fundação Nobel, no momento, as comissões de premiação estão trabalhando com cuidado e independência para selecionar os ganhadores do Prêmio Nobel de 2019 e do Prêmio Sveriges Riksbank em Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel. Os Laureados serão anunciados a partir de 7 de outubro, revelando os cientistas, escritores e agentes da paz que - de acordo com a visão de Alfred Nobel - conferiram o maior benefício à humanidade.
A sequência de anúncios será a seguinte:a)    segunda-feira, 7 de outubro, 11:30, no mínimo - Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina - A Assembléia Nobel do Instituto Karolinska, Wallenbergsalen, Fórum Nobel, Nobel väg 1, Solna.;
b)    Terça-feira, 8 de outubro, 11h45, no mínimo - Prêmio Nobel de Física
A Academia Real Sueca de Ciências (Kungl. Vetenskapsakademien, KVA), Sessionssalen, Lilla Frescativägen 4A, Estocolmo
c)     Quarta-feira, 9 de outubro, 11h45, no mínimo - Prêmio Nobel de Química
A Academia Real Sueca de Ciências, Sessionssalen, Lilla Frescativägen 4A, Estocolmo.
d)    Quinta-feira, 10 de outubro, 13 horas no mínimo - Prêmio Nobel de Literatura A Academia Sueca (Academia Svenska), Börssalen, Källargränd 4, Estocolmo.
Nota: A Academia Sueca anunciará o Prêmio Nobel de Literatura para 2018 e 2019.e)    Sexta-feira, 11 de outubro, 11:00 - Prêmio Nobel da Paz
O Comitê Nobel da Noruega, Instituto Norueguês do Nobel (Norska Nobelinstitutet), Store Sal, Henrik Ibsens gate 51, Oslo.
f)      Segunda-feira, 14 de outubro, 11h45, no mínimo - Prêmio Sveriges Riksbank em Ciências Econômicas, em memória de Alfred Nobel
Academia Real Sueca de Ciências, Sessionssalen, Lilla Frescativägen 4A, Estocolmo.Os horários listados são hora local na Suécia e na Noruega.
E qual é a história  que está por trás  do testamento de Alfred Nobel? O que se sabe é que quando Alfred Nobel faleceu em 1896, sua última vontade e testamento provocaram a criação do Prêmio Nobel. Alfred Nobel era um industrial e inventor sueco que  acreditava no progresso, na ciência e no humanismo. Ele queria  recompensar esse  progresso e descreveu suas intenções neste documento fascinante, o seu testamento. A idéia era que esses ganhadores do Prêmio Nobel fossem premiados sem considerar a nacionalidade e que funcionariam como modelos e inspirariam mais pessoas a fazer o bem.
Importante registrar que em 27 de novembro de 1895, Alfred Nobel assinou sua última vontade e testamento, dando a maior parte de sua fortuna a uma série de prêmios em Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura e Paz - os Nobel. Em 1968, o Sveriges Riksbank (banco central da Suécia) estabeleceu o Prêmio Sveriges Riksbank em Ciências Econômicas em memória de Alfred Nobel. 
Os primeiros prêmios em Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura e Paz foram concedidos em 1901.
O ponto importante neste ano de 2019 é e ressignificação da palavra vontade para a Fundação Nobel, conforme exposição de motivos dos dirigentes da Fundação Nobel que tem a responsabilidade geral de cumprir as intenções da vontade do Nobel.
Os dirigentes da Fundação Nobel querem que o testamento de Alfred Nobel seja um documento vivo e que as palavras dele sejam lidas por muitas pessoas, porém lembrando de uma premissa especial, a de que os prêmios devem ser concedidos àqueles que conferiram o maior benefício à humanidade.
Isto porque conforme a Fundação Nobel, a maneira de pensar que Alfred Nobel descrita em seu testamento é mais relevante do que nunca.  Isto porque atualmente, vivemos um tempo em que o raciocínio baseado em fatos e a liberdade de expressão estão sendo desafiados em muitas partes do mundo. Assim, a Fundação Nobel entende que precisamos defender esses valores.
Entre 1901 e 2018, o Prêmio Nobel e o Prêmio em Ciências Econômicas foram concedidos 590 vezes. Já tivemos 908 laureados e 27 organizações foram agraciados com o Prêmio Nobel entre 1901 e 2018. Desses, 81 são laureados em Ciências Econômicas. Um pequeno número de indivíduos e organizações foi homenageado mais de uma vez, o que significa que 904 indivíduos e 24 organizações únicas receberam o Prêmio Nobel no total.
A Malala Yousafzai foi a mais jovem ganhadora de um Nobel até o momento, ganhou o Nobel da Paz em 2014, com apenas 17 anos de idade, já o ganhador com maior idade foi o Arthur Ashkin que em 2018 ganhou o Nobel de Física com 96 anos.
Ainda nas curiosidade do Prêmio Nobel, destaco que entre 1901 e 2018, o Prêmio Nobel e o Prêmio de Ciências Econômicas foram concedidos 52 vezes a mulheres. 
Três ganhadores do Nobel estavam presos no momento da entrega do Prêmio Nobel, todos eles premiados com o Nobel da Paz: o Pacifista e jornalista alemão Carl von Ossietzky, o Político birmanês Aung San Suu Kyi e o Ativista chinês dos direitos humanos Liu Xiaobo.
Vale registrar que ainda não temos brasileiros laureados com um Prêmio Nobel, mas entendo que ainda chegaremos lá, ter alguém do nosso país com a mais importante honoraria no campo científico será muito importante para destacar o nosso país no cenário internacional.