Codevasf recupera nascentes no Baixo São Francisco Sergipano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O trabalho começou com a proteção de 14 nascentes do riacho Jacaré, um afluente do rio São Francisco
O trabalho começou com a proteção de 14 nascentes do riacho Jacaré, um afluente do rio São Francisco

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/09/2019 às 07:59:00

 

A Companhia de De-
senvolvimento dos 
Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está realizando em Sergipe a proteção de 14 nascentes do riacho Jacaré, um afluente do rio São Francisco. Até o momento, cerca de 50% dos serviços previstos foram executados.
A ação é realizada na zona rural dos municípios de São Francisco e Malhada dos Bois e tem o objetivo de garantir a produção de água de qualidade nas nascentes. Para isso, são realizadas ações como cercamento de áreas de preservação permanente, plantio de mudas de espécies nativas e manejo de solo a fim de combater a erosão.
Além disso, o projeto prevê a recuperação de estradas de acesso às nascentes, bem como a implantação de sistemas de captação e uso sustentável da água. Para isso, por exemplo, estão sendo construídos bebedouros para que os rebanhos das propriedades rurais no entorno das nascentes possam beber água sem a necessidade de se deslocar até a área de preservação.
"Esses bebedouros serão abastecidos por carneiros hidráulicos, uma solução simples e acessível para que a área da nascente se mantenha preservada. Outra ação importante é a implantação de bacias de sedimentação, também conhecidas como barraginhas, que favorecem a infiltração da água e impedem o assoreamento das nascentes", explica o engenheiro florestal Sérgio Hughes, analista em Desenvolvimento Regional que fiscaliza a ação.
O superintendente regional da Codevasf em Sergipe, César Mandarino, acrescenta que a preservação de nascentes contribui para reforçar a atuação da empresa em prol do meio ambiente. "Esse é um trabalho muito importante, que se soma a outras ações que a Codevasf realiza no estado, a exemplo de obras de esgotamento sanitário, peixamentos e doação de mudas para várias prefeituras", afirma.
A iniciativa tem investimento de R$ 435 mil da Codevasf. A previsão é de que os trabalhos se estendam até o próximo ano. A ação integra o Plano Nascente São Francisco, uma iniciativa lançada em 2016 pela Codevasf para definir estratégias de preservação e recuperação de nascentes em toda a bacia hidrográfica do São Francisco.

A Companhia de De- senvolvimento dos  Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está realizando em Sergipe a proteção de 14 nascentes do riacho Jacaré, um afluente do rio São Francisco. Até o momento, cerca de 50% dos serviços previstos foram executados.
A ação é realizada na zona rural dos municípios de São Francisco e Malhada dos Bois e tem o objetivo de garantir a produção de água de qualidade nas nascentes. Para isso, são realizadas ações como cercamento de áreas de preservação permanente, plantio de mudas de espécies nativas e manejo de solo a fim de combater a erosão.
Além disso, o projeto prevê a recuperação de estradas de acesso às nascentes, bem como a implantação de sistemas de captação e uso sustentável da água. Para isso, por exemplo, estão sendo construídos bebedouros para que os rebanhos das propriedades rurais no entorno das nascentes possam beber água sem a necessidade de se deslocar até a área de preservação.
"Esses bebedouros serão abastecidos por carneiros hidráulicos, uma solução simples e acessível para que a área da nascente se mantenha preservada. Outra ação importante é a implantação de bacias de sedimentação, também conhecidas como barraginhas, que favorecem a infiltração da água e impedem o assoreamento das nascentes", explica o engenheiro florestal Sérgio Hughes, analista em Desenvolvimento Regional que fiscaliza a ação.
O superintendente regional da Codevasf em Sergipe, César Mandarino, acrescenta que a preservação de nascentes contribui para reforçar a atuação da empresa em prol do meio ambiente. "Esse é um trabalho muito importante, que se soma a outras ações que a Codevasf realiza no estado, a exemplo de obras de esgotamento sanitário, peixamentos e doação de mudas para várias prefeituras", afirma.
A iniciativa tem investimento de R$ 435 mil da Codevasf. A previsão é de que os trabalhos se estendam até o próximo ano. A ação integra o Plano Nascente São Francisco, uma iniciativa lançada em 2016 pela Codevasf para definir estratégias de preservação e recuperação de nascentes em toda a bacia hidrográfica do São Francisco.