Governo firma parceria com o Sebrae em Educação Empreendedora e Financeira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/09/2019 às 23:08:00

 

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) firmou uma parceria, na manhã desta sexta-feira, com o Sebrae Sergipe para desenvolver nas escolas da rede estadual um novo componente curricular intitulado Projeto de Vida - Educação Empreendedora e Financeira. 
A diretora do Departamento de Educação, Ana Lúcia Lima, explica que o termo de cooperação técnica vai qualificar ainda mais o Currículo de Sergipe com a implantação desse novo componente, vislumbrando o empreendedorismo social, colaborando para a construção de uma visão inovadora aos estudantes futuramente matriculados nessa matéria e, em particular, estimulando a autonomia concomitantemente ao crescimento pessoal e profissional de cada um deles. "O empreendedorismo social proporciona outras possibilidades de atuação no meio em que o aluno vive", concluiu Ana Lúcia. 
O componente curricular será ofertado em todas as escolas que sinalizarem interesse e poderá ser desenvolvido pelos estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Após a formação com os professores, a prioridade é iniciar o componente nas escolas-piloto da EJA, contemplando os adolescentes que estão em distorção idade/série a fim de gerar novos trabalhos e inovações, além de desenvolver o protagonismo e a criatividade. 
Para o superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado Dias Filho, o empreendedorismo na educação é uma forma de enriquecer o significado dos próprios conteúdos propedêuticos que levam o aluno a uma proatividade, a um protagonismo com relação a seus próprios projetos de vida. A questão da educação financeira está embutida dentro dessa proposta também. 

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) firmou uma parceria, na manhã desta sexta-feira, com o Sebrae Sergipe para desenvolver nas escolas da rede estadual um novo componente curricular intitulado Projeto de Vida - Educação Empreendedora e Financeira. 
A diretora do Departamento de Educação, Ana Lúcia Lima, explica que o termo de cooperação técnica vai qualificar ainda mais o Currículo de Sergipe com a implantação desse novo componente, vislumbrando o empreendedorismo social, colaborando para a construção de uma visão inovadora aos estudantes futuramente matriculados nessa matéria e, em particular, estimulando a autonomia concomitantemente ao crescimento pessoal e profissional de cada um deles. "O empreendedorismo social proporciona outras possibilidades de atuação no meio em que o aluno vive", concluiu Ana Lúcia. 
O componente curricular será ofertado em todas as escolas que sinalizarem interesse e poderá ser desenvolvido pelos estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Após a formação com os professores, a prioridade é iniciar o componente nas escolas-piloto da EJA, contemplando os adolescentes que estão em distorção idade/série a fim de gerar novos trabalhos e inovações, além de desenvolver o protagonismo e a criatividade. 
Para o superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado Dias Filho, o empreendedorismo na educação é uma forma de enriquecer o significado dos próprios conteúdos propedêuticos que levam o aluno a uma proatividade, a um protagonismo com relação a seus próprios projetos de vida. A questão da educação financeira está embutida dentro dessa proposta também.