Pela segunda vez neste ano, Tribunal de Contas eleva índice de transparência de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/09/2019 às 23:13:00

 

Mais uma vez, Aracaju apresenta índice elevado quanto à disponibilização de informações públicas no Portal da Transparência do município, em avaliação feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). A corte de Contas colocou a Prefeitura de Aracaju entre as cinco primeiras do ranking de melhores portais, com a pontuação 9,4.
Essa auditagem do TCE, que analisa portais da transparência de unidades gestoras do Estado e dos municípios sergipanos, abrange o período de junho de 2018 a junho de 2019. Em maio deste ano, a Prefeitura já havia alcançado um bom índice no ranking, resultado da reformulação feita no Portal da Transparência de Aracaju pela gestão municipal em 2018.
A otimização da publicidade dos dados e do acesso às informações públicas da administração municipal, fez com que a capital do Estado elevasse ainda mais o nível de transparência pública na análise feita pelo TCE. Dessa forma, os munícipes têm acesso a informações detalhadas dos gastos do poder executivo municipal  e, assim, contribuem para que os recursos públicos sejam bem empregados.
O grau elevado de transparência do principal município sergipano, é resultado do empenho da Prefeitura de Aracaju para adequar as informações disponibilizadas à sociedade aos padrões determinados pelo Tribunal de Contas e, sobretudo, reafirma o princípio da atual gestão municipal de manter junto à população aracajuana uma comunicação clara e objetiva.
Para a avaliação, são buscadas informações referentes a receitas, despesas, licitações e contratos, relatórios e recursos humanos, entre outros dados, observando diretrizes da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), além dos parâmetros previstos pela resolução TC nº 311, de 17 de maio de 2018.
Em 2016, a capital sergipana finalizou o ano com resultado abaixo do considerado satisfatório no ranking da transparência do Tribunal de Contas do Estado. A pontuação obtida na segunda rodada de averiguação, à época, foi 7,9.  
Dois anos depois, em 2018, como resultado do trabalho da atual gestão municipal, Aracaju iniciou uma trajetória de alta do índice de transparência do Tribunal de Contas, quanto obteve uma pontuação de 8,7. Neste ano, com o aprimoramento das ferramentas de gestão, Aracaju subiu mais uma vez no ranking e aumentou o índice aferido no primeiro relatório divulgado pelo TCE em 2019.

Mais uma vez, Aracaju apresenta índice elevado quanto à disponibilização de informações públicas no Portal da Transparência do município, em avaliação feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). A corte de Contas colocou a Prefeitura de Aracaju entre as cinco primeiras do ranking de melhores portais, com a pontuação 9,4.
Essa auditagem do TCE, que analisa portais da transparência de unidades gestoras do Estado e dos municípios sergipanos, abrange o período de junho de 2018 a junho de 2019. Em maio deste ano, a Prefeitura já havia alcançado um bom índice no ranking, resultado da reformulação feita no Portal da Transparência de Aracaju pela gestão municipal em 2018.
A otimização da publicidade dos dados e do acesso às informações públicas da administração municipal, fez com que a capital do Estado elevasse ainda mais o nível de transparência pública na análise feita pelo TCE. Dessa forma, os munícipes têm acesso a informações detalhadas dos gastos do poder executivo municipal  e, assim, contribuem para que os recursos públicos sejam bem empregados.
O grau elevado de transparência do principal município sergipano, é resultado do empenho da Prefeitura de Aracaju para adequar as informações disponibilizadas à sociedade aos padrões determinados pelo Tribunal de Contas e, sobretudo, reafirma o princípio da atual gestão municipal de manter junto à população aracajuana uma comunicação clara e objetiva.
Para a avaliação, são buscadas informações referentes a receitas, despesas, licitações e contratos, relatórios e recursos humanos, entre outros dados, observando diretrizes da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), além dos parâmetros previstos pela resolução TC nº 311, de 17 de maio de 2018.
Em 2016, a capital sergipana finalizou o ano com resultado abaixo do considerado satisfatório no ranking da transparência do Tribunal de Contas do Estado. A pontuação obtida na segunda rodada de averiguação, à época, foi 7,9.  
Dois anos depois, em 2018, como resultado do trabalho da atual gestão municipal, Aracaju iniciou uma trajetória de alta do índice de transparência do Tribunal de Contas, quanto obteve uma pontuação de 8,7. Neste ano, com o aprimoramento das ferramentas de gestão, Aracaju subiu mais uma vez no ranking e aumentou o índice aferido no primeiro relatório divulgado pelo TCE em 2019.