São Cristóvão participa de evento que discute cidades sustentáveis

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/09/2019 às 22:16:00

 

Até a próxima sexta-feira (20), o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, participa da conferência "Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis", em São Paulo. O evento reúne prefeitos, gestores municipais e especialistas do Brasil e do mundo.
Realizada por meio de parceria entre Plataforma Global para Cidades Sustentáveis (GPSC), liderada pelo Banco Mundial, Prefeitura de São Paulo e Programa Cidades Sustentáveis, o evento terá uma Mesa Redonda de Prefeitos, na qual líderes de cidades brasileiras e de outros países discutirão estratégias para o desenvolvimento urbano sustentável.
O evento terá uma Mesa Redonda de Prefeitos na quarta-feira (18) presidida pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, na qual líderes de cidades brasileiras e de outros países discutirão estratégias para o desenvolvimento urbano sustentável.
Ainda na quarta, será entregue o Prêmio Cidades Sustentáveis 2019. São Cristóvão participa com os projetos São Criativos e Águas de São Cristóvão. Desenvolvidos pela gestão municipal, os projetos buscam fomentar a economia criativa e ampliar o abastecimento de água em povoados sem acesso à água potável, respectivamente.
Para o prefeito Marcos Santana, discutir sustentabilidade está intrinsecamente ligado ao desenvolvimento voltado para a melhoria integrada dos indicadores socioeconômicos. "Nosso trabalho é melhorar a vida das pessoas. Esse é meu discurso e minha prática. Por meio da São Criativos e do Águas de São Cristóvão, buscamos integrar práticas de desenvolvimento social e econômico. A feira permite que o artesão comercialize seus produtos sem intermediários. Já o Águas de São Cristóvão, leva água, dignidade e conforto aos moradores de povoados que  conviviam sem água encanada há mais de 30 anos. Estamos felizes em participar do prêmio e com boas expectativas", afirmou.
Durante a semana, nove sessões temáticas se concentrarão em tópicos centrais do planejamento e gestão das cidades, incluindo: biodiversidade; financiamento do desenvolvimento urbano sustentável; desigualdades de gênero e raça; geração de oportunidades, trabalho e renda; dados geoespaciais; inclusão e habitação a preços acessíveis; participação social; desenvolvimento orientado para o trânsito e regeneração urbana.
Esses tópicos estão alinhados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 e os três pilares da GPSC - sustentabilidade, planejamento na gestão urbana integrada e finanças municipais.

Até a próxima sexta-feira (20), o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, participa da conferência "Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis", em São Paulo. O evento reúne prefeitos, gestores municipais e especialistas do Brasil e do mundo.
Realizada por meio de parceria entre Plataforma Global para Cidades Sustentáveis (GPSC), liderada pelo Banco Mundial, Prefeitura de São Paulo e Programa Cidades Sustentáveis, o evento terá uma Mesa Redonda de Prefeitos, na qual líderes de cidades brasileiras e de outros países discutirão estratégias para o desenvolvimento urbano sustentável.
O evento terá uma Mesa Redonda de Prefeitos na quarta-feira (18) presidida pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, na qual líderes de cidades brasileiras e de outros países discutirão estratégias para o desenvolvimento urbano sustentável.
Ainda na quarta, será entregue o Prêmio Cidades Sustentáveis 2019. São Cristóvão participa com os projetos São Criativos e Águas de São Cristóvão. Desenvolvidos pela gestão municipal, os projetos buscam fomentar a economia criativa e ampliar o abastecimento de água em povoados sem acesso à água potável, respectivamente.
Para o prefeito Marcos Santana, discutir sustentabilidade está intrinsecamente ligado ao desenvolvimento voltado para a melhoria integrada dos indicadores socioeconômicos. "Nosso trabalho é melhorar a vida das pessoas. Esse é meu discurso e minha prática. Por meio da São Criativos e do Águas de São Cristóvão, buscamos integrar práticas de desenvolvimento social e econômico. A feira permite que o artesão comercialize seus produtos sem intermediários. Já o Águas de São Cristóvão, leva água, dignidade e conforto aos moradores de povoados que  conviviam sem água encanada há mais de 30 anos. Estamos felizes em participar do prêmio e com boas expectativas", afirmou.
Durante a semana, nove sessões temáticas se concentrarão em tópicos centrais do planejamento e gestão das cidades, incluindo: biodiversidade; financiamento do desenvolvimento urbano sustentável; desigualdades de gênero e raça; geração de oportunidades, trabalho e renda; dados geoespaciais; inclusão e habitação a preços acessíveis; participação social; desenvolvimento orientado para o trânsito e regeneração urbana.
Esses tópicos estão alinhados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 e os três pilares da GPSC - sustentabilidade, planejamento na gestão urbana integrada e finanças municipais.