Prefeitura de Aracaju oferta mais de 10 mil vagas em cursos de capacitação em quatro meses

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/09/2019 às 22:51:00

 

Com a proposta de fomentar o empreendedorismo e oferecer à população aracajuana meios para se desenvolver economicamente, a Prefeitura de Aracaju tem ampliado a oferta de cursos e capacitações. Nesse sentido, por meio da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), somente entre maio e setembro deste ano, mais de 10 mil vagas foram abertas para capacitação profissional em diversas áreas, em sintonia com as demandas do mercado de trabalho.
O esforço da gestão municipal em estimular a mudança de perspectiva ganha impulso quando o cenário nacional apresenta dados preocupantes. O último levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que, atualmente, 12,8 milhões de brasileiros estão sem emprego. Desta forma, fomentar a capacitação e formas alternativas de renda é uma tarefa abraçada pela Prefeitura, no Planejamento Estratégico da gestão.
"A Fundat tem como porta de entrada os cursos de capacitação e, acoplado a isso, o encaminhamento ao mercado de trabalho, como também desenvolver os candidatos a ingressar como MEI [Micro Empresário Individual] e o formalizá-los nesta atividade. A grande questão é que não promovemos os cursos e capacitações, simplesmente por promover. 

Com a proposta de fomentar o empreendedorismo e oferecer à população aracajuana meios para se desenvolver economicamente, a Prefeitura de Aracaju tem ampliado a oferta de cursos e capacitações. Nesse sentido, por meio da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), somente entre maio e setembro deste ano, mais de 10 mil vagas foram abertas para capacitação profissional em diversas áreas, em sintonia com as demandas do mercado de trabalho.
O esforço da gestão municipal em estimular a mudança de perspectiva ganha impulso quando o cenário nacional apresenta dados preocupantes. O último levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que, atualmente, 12,8 milhões de brasileiros estão sem emprego. Desta forma, fomentar a capacitação e formas alternativas de renda é uma tarefa abraçada pela Prefeitura, no Planejamento Estratégico da gestão.
"A Fundat tem como porta de entrada os cursos de capacitação e, acoplado a isso, o encaminhamento ao mercado de trabalho, como também desenvolver os candidatos a ingressar como MEI [Micro Empresário Individual] e o formalizá-los nesta atividade. A grande questão é que não promovemos os cursos e capacitações, simplesmente por promover.